©Divulgação/Nestlé

Nestlé cria ovo, atum e camarão: todos de origem vegetal

Nestlé cria ovo, atum e camarão: todos de origem vegetal

A maior empresa de alimentos do mundo, a Nestlé, está se adequando ao aumento pessoas que estão reduzindo ou abolindo os produtos de origem animal em todo o mundo.

Por esta razão, a Nestlé criou novas linhas de produtos, como:

  • o ovo vegano Garden Gourmet vEGGie – feito com proteína de soja e ácidos graxos ômega-3, que alcança a Nutri-Score A (qualificação nutricional, baseada em letras na Europa).
  •  o atum vegano Garden Gourmet Vuna – feito com uma combinação de algas marinhas, ervilhas e raiz de konjac. É uma fonte de fibra e vem com Nutri-Score B, na Europa
  • e o camarão vegano Garden Gourmet Vrimp –  feito pelos mesmos ingredientes e mesma composição do atum vegetal.

Estes produtos, por enquanto, estão disponíveis somente em alguns países europeus.

A empresa vem promovendo essas linhas alimentícias de origem vegetal, como alimentos plant-based, sustentáveis e nutritivos. Além desses produtos, a empresa tem outras linhas à base de plantas para carne, peixe e frutos do mar, e também possui substitutivos lácteos à base de plantas, como alternativas ao leite, misturas de café, cremes, bebidas de chocolate e malte, sorvete e confeitaria vegana.

A Nestlé alega que quer criar  uma proteína vegetal para “substituir todas as proteínas animais que existem”.

Mas a pergunta que não quer calar é: até que ponto essa notícia é bacana? É legal ter opções veganas de peixes e ovos nos supermercados ou isso é greenwashing? Greenwashing é aquele produto pintado de verde para parecer ecológico, sustentável ou ético com os animais.

Industrializado x Caseiro

O fato de uma empresa tão conhecida ampliar seus produtos, a base de  vegetais, sinaliza que há uma preocupação de atender a crescente demanda de consumo de produtos de origem vegetal.

Está é uma tendência de mercado que reflete o aumento de pessoas que estão se conscientizando a respeito do que a produção e o consumo de alimentos industrializados de origem animal tem provocado, como: o sofrimento aos animais, prejuízos à saúde humana e impacto destrutivo ao meio ambiente.

Por outro lado, temos que atentar para o fato que o termo plant based vem sendo muito usado como chamariz para atrair o consumidores que evitam produtos de origem animal ou que o aboliram de vez.

Outro fator a se levar em conta é que um produto industrializado é sempre um produto industrializado, ou seja, não é natural, puro e saudável como aquele que compramos na feira de forma in-natura e o cozinhamos em casa.

Nesse contexto, fica o alerta de não nos empolgarmos com a sedução das grandes marcas, vivendo só de produtos prontos e ou instantâneos e deixando de nos alimentar de forma saudável, com alimentos isentos de aromatizantes, corantes ou conservantes, sem falar na questão insustentável das embalagens: plástico, caixas tetra-pak, latas de alumínio, que embalam esse produtos.

Seja como for, no caso de precisar comprar um produto industrializado, o recomendável é que priorize as marcas totalmente veganas, desde a origem até o final da cadeia produtiva e que não utilizam testes em animais para certificar seus produtos.

Se caso for difícil em sua localidade encontrar essas empresas e não der para comprar pela internet, então, recorrer à opção das linhas veganas das grandes empresas é a única opção nestas situações.

Partindo deste caso, comprar os produtos de origem vegetal das grandes empresas é uma forma de fazer com que invistam em mais produtos sem nada de origem animal. Se ninguém comprar, estas param de produzir.

Um exemplo disso, é que opções sem carne da Nestlé têm se mostrado populares até agora.

Em um evento realizado em Londres, o CEO desta empresa, Mark Schneider, disse que os hambúrgueres, salsichas vegan da linha Garden Gournet da Nestlé, estão tendo um “crescimento de vendas de dois dígitos.”

Ações Negativas da Nestlé

Ao longo dos anos, a Nestlé vem sendo alvo de criticas de ambientalistas e ativistas que alegam que esta empresa usa cadeias de suprimentos e práticas antiéticas.

Inclusive, a empresa foi acusada de usar trabalho infantil, exploração antiética  de água, desmatamento severo, além de crueldade com animais através dos testes para seus produtos.

Como a Nestlé quer ter a confiança do consumidor

Frente à essa imagem tão negativa,  Mark Schneider explicitou que quer que a empresa reconquiste a confiança do consumidor.

“Como princípio, a única maneira de obter confiança é conquistando-a.

E não há atalhos lá.

E eu acho que você tem que saber disso com o tempo, com produtos bons, honestos e convincentes.

E também o comportamento corporativo com o qual as pessoas se sintam bem e isso é algo com o qual estamos profundamente comprometidos. ”

É por isso que, por exemplo, é tão importante, especialmente aqui para uma comunidade vegana, que sejamos claros sobre os ingredientes e que, você sabe, a lista de ingredientes é curta e são ingredientes naturais muito básicos.”

Apesar dessa nova proposta da Nestlé, ainda é preciso ficar atento. Não somos marionetes de consumo, não caímos em estratégias de marketing, priorizamos alimentos saudáveis, naturais, éticos, sustentável, ecológicos e cruelty-free. Dessa forma, promoveremos um consumo, produção e comércio mais conscientes e justos.

Levando esse princípio em conta, que tal fazer seu ovo vegano, camarão vegano e atum vegano?

Vamos às receitas!

Receita de Ovo Frito Vegano

Carol Destro, neste vídeo do seu canal Carol Vida Vegan, ensina como fazer um ovo frito vegano idêntico ao de origem animal:

Ingredientes da Gema

      • 120 g de tofu soft
      • 1 colher de sopa de levedura nutricional
      • 1/4 de colher de sopa de misso
      • 40 ml de leite vegetal
      • 1/2 colher de sopa de amido de milho
      • 1/4 de colher de sopa de cúrcuma
      • 1/4 de colher de sopa de sal negro

Ingredientes da Clara

      • 120 ml de leite vegetal
      • 1/2 colher de sopa de tapioca
      • 5 colheres de sopa de amido de milho
      • 1 pitada de sal negro

Ingredientes para fritar

      • 1 fio de azeite
      • 1 pouquinho de água para ajudar a dar mais uma fritadinha

Receita de Camarão Vegano

Neste segundo vídeo, do canal Beijo Vegan, é ensinada a receita de camarão vegano, a base de  palmito:

Ingredientes

      • 400 g de palmito
      • 1 xícara de farinha de trigo
      • 1 xícara de água
      • Sal a gosto
      • Pimenta preta a gosto
      • Açafrão (cúrcuma) a gosto
      • 2 folhas de alga nori 
      • Farinha de rosca para empanar
      • Óleo para fritar

Receita de Atum Vegano

Camila Victorino, neste vídeo, do seu canal Pensando ao Contrário mostra como fazer atum vegano para comer como sanduíche:

      • 1 xícara e 1/2 de grão de bico cozido (200 gramas)
      •  2 folhas de nori
      • 1 cebola média
      • 1/2 xícara de maionese vegana* -Veja a receita de maionese vegana, que temos->aqui
      • Suco de meio limão (10 ml)
      • 1/2 colher de chá de sal
      • 1/2 colher de chá de alho em pó
      • 1/2 xícara de salsinha
      • 1/2 xícara de folhas de salsão

Escolhas conscientes

Bem agora, é só pesar tudo na balança e agir com escolhas de consumo, nas quais prevaleça o bom senso, priorizando os benefícios para a saúde, outros seres e ao planeta.

O que você achou dos novos produtos da Nestlé?

Neste vídeo Fábio Chaves, fundador do site vegano Vista-se, anuncia o lançamento dessas linhas da Nestlé. Assista e deixe sua opinião.

Talvez te interesse ler também:

Os 10 mandamentos do consumo consciente para você entender esse conceito

Existe pesca sustentável? Seaspiracy: novo documentário da Netflix está dando o que falar

A carne é fraca e você vai comer?

Greenpeace aponta 3 gigantes frigoríficos brasileiros ligados ao desmatamento da Amazônia

Milhões de frangos morrem devido às condições precárias de transporte

O sofrimento dos animais explorados pela indústria do leite

Alimentos industrializados e agrotóxicos estão alterando a química do corpo humano

Tipos de alimentos: como a alimentação pode influenciar nossa energia

O arco-íris das frutas e verduras: propriedades alimentícias com base nas cores dos alimentos

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *