Antidepressivos naturais: 10 atitudes que vão fazer a tua vida mais feliz

antidepressivos-naturais

Depressão é uma doença e precisa ser tratada com responsabilidade. Muitas vezes ela é estigmatizada e considerada uma frescura. Mas a maneira como lidamos com a vida, em pequenas ações do cotidiano, cria um significado para nós e nos fortalece por dentro.

Buscar sentidos em coisas prosaicas nos faz mais felizes e contagia o ambiente em que vivemos. Por isso, algumas atitudes simples podem tornar a nossa vida mais leve, alegre e descontraída. Confira alguns hábitos que podem mudar bastante a sua vida para melhor, porque são verdadeiros antidepressivos naturais:

1. Música e dança 

Já diz o dito popular "quem canta os males espanta". É que a música tem um poder contagiante que pode levantar o astral. Quando a música mexe com a gente, por que não cantar junto e dançar? Sabe aqueles dias em que dá uma preguiça danada de arrumar a casa, por exemplo? Bota um um som animado para tocar que a tarefa vai ser feita mais facilmente e de forma muito mais divertida! Rola até uma dancinha com a vassoura para animar mais.

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Groningen, na Holanda, comprovou que a música é, sim, capaz de levantar o astral pela análise das sensações que ela provoca no cérebro. As músicas com ritmo rápido (150 BPM) são capazes de nos dar a sensação de felicidade

Leia mais: QUAL É A MÚSICA MAIS ALEGRE DE TODOS OS TEMPOS?

2. Amizade 

Nem é preciso falar muito sobre isso, porque todos nós sentimos uma sensação de alegria e conforto quando estamos cercados pelos nossos amigos. 

Uma pesquisa feita com doentes cardíacos, em 2001, pela Universidade de Duke, nos Estados Unidos, mostrou que pessoas solitárias tinham duas vezes mais chances de risco de morte por deficiência cardíaca. De acordo com Tom Rath, pesquisador e autor do livro "O poder da amizade - Descubra a importância que os amigos têm para a saúde, seu desempenho profissional e sua satisfação com a vida", os amigos nos ajudam a enfrentar desafios e problemas, influindo no desempenho do nosso coração e diminuindo os níveis de tensão.

Fisiologicamente falando, a falta de amizade diminui os níveis de cortisol, um hormônio que é liberado em situações de perigo e enfraquece o sistema imunológico. Isso faz com que pessoas solitárias tenham mais chance de serem estressadas.

3. Paixão/amor 

Ah... o amor! Esse a gente sente no coração. Às vezes dói, mas ao menos faz o nosso coração funcionar. 

O amor, assim como a amizade, cria uma conexão emocional importante que chega ao nosso íntimo, ao nosso eu mais profundo. Emocionalmente, nos libertamos para sermos nós mesmos e expressarmos os nossos sentimentos e desejos.

4. Ervas, plantas, comidas

Pode parecer bobagem, mas existem pesquisas que afirmam que comer fast foods abaixa o astral, enquanto comer certos alimentos, como castanha de caju, nos deixam mais animados. Este alimento contém triptofano, uma aminoácido precursor da serotonina, o hormônio do bom humor

Outros alimentos e ervas que têm o poder de nos deixar mais felizes são o feijão branco e o orégano, ambos por conterem substâncias que geram dopamina, serotonina e norepinefrina, e a passiflora, que funciona como um calmante natural.

Leia mais: 10 ANTIDEPRESSIVOS NATURAIS ENCONTRADOS NA DESPENSA OU NA COZINHA

5. Exercício físico

Qualquer atividade que libere endorfina só faz bem. Vale correr, caminhar, fazer vôlei, yoga, dança, ballet, natação...

6. Meditação 

A meditação controla a nossa respiração, um caminho para acalmar a mente e alcançar um estado de tranquilidade e serenidade. Praticada diariamente, mantém uma postura de aceitação e foco no agora que acalma a mente, fortalecendo-nos em momentos de estresse e ansiedade. 

7. Natureza 

Você certamente já sentiu paz ou sensação boa ao parar simplesmente para ver o mar ou tomar uma banho de cachoeira. 

Essa sensação boa provocada pelo contato com a natureza foi comprovada por um estudo publicado pela Academia Nacional de Ciências, que investigou se o contato com a natureza pode influenciar a mente positivamente. Os resultados do experimento mostraram que houve uma redução da atividade neural em uma área do cérebro associada ao risco de doença mental nos sujeitos que caminharam em uma área verde, em comparação com aqueles que tinham caminhado em um ambiente urbano.

8. Sono

Não dormir, além de provocar problemas de saúde, como a depressão, nos coloca de mau humor. Ter as famosas 8h de sono é fundamental para o nosso bem-estar, além de pesquisas já terem provado que o sono interfere no nosso humor.

9. Sol

Um dia bonito e ensolarado bota a gente para cima, não é mesmo? Cientificamente, o sol estimula a produção de vitamina D, melhorando a pressão arterial e os níveis de cortisol, o hormônio do estresse. 

Tome um sol pela manhã, mas cedo, antes das 10h, sem filtro solar por 20 minutos, diariamente, para garantir os benefícios da vitamina D.

10. Positividade

É meio clichê dizer que temos de manter o pensamento positivo. Apesar disso, acordar bem e dispostos nos dá motivação para sair da cama e começar o dia para fazer as tarefas que ocupam o nosso cotidiano. Isso é a base para não nos abatermos diante das dificuldades, que todos temos e iremos passar pela vida. 

Em vez de, diante de um problema, focarmos apenas nele e não na sua solução, podemos pensar positivamente em como já enfrentamos outras situações difíceis na vida e conseguimos superá-las ou avaliar e valorizar o que temos de bom.

Positive vibrations sempre!

Como diz Guimarães Rosa: "Felicidade se acha é em horinhas de descuido".

Especialmente indicado para você:

DEPRESSÃO: PORQUE? OS TRATAMENTOS E RELATOS DE QUEM SOFREU A DOENÇA

AUTOSSABOTAGEM: 10 PENSAMENTOS QUE MINAM A TUA FELICIDADE

AFINAL, DE QUE SE TRATA A FELICIDADE?