O que é xamanismo? Tudo o que você procura saber!

O que é xamanismo? Tudo o que você procura saber!

Você sabia que o Xamanismo é uma espécie de religião primitiva e que várias de suas práticas foram incorporadas pelas religiões que surgiram depois?

Para quem desconhece do que trata o Xamanismo, podemos defini-lo como um conhecimento espiritual ancestral, que tem atraído cada vez mais seguidores interessados em seus profundos ensinamentos.

Este conhecimento tem tido cada vez mais repercussão, por ser uma forma de nos levar ao encontro de nossa força interior, e de nos ajudar a viver em maior harmonia com a Mãe Terra.

O rico conhecimento sobre o Xamanismo traz muita sabedoria.

E para você conhecer melhor o Xamanismo, este conteúdo traz muitas informações interessantes sobre o universo xamânico.

O que é Xamanismo

O Xamanismo é um conhecimento que envolve práticas etnomédicas, ou seja, baseadas em tradições primitivas e naturais, e compostas:

  • pelo uso de poções mágicas com a utilização de ervas
  • da utilização de plantas para cura do corpo e da alma
  • de religiosidade animista, na qual animais e plantas são considerados não só pelas suas manifestações físicas, mas também espirituais
  • de práticas transcendentais que consistem em rituais, transe, êxtase místico, transmutação de energia e invocação e contato com os espíritos da Natureza

Esse conhecimento ancestral busca estabelecer uma ligação com o sagrado, através de um conjunto de práticas ligadas à força da Natureza.

O que um Xamã faz: suas funções e o que ele representa

As pessoas que desenvolvem o conhecimento xamânico, e se envolvem em suas práticas espirituais, se convertem em xamãs.

Um xamã é um guia e líder espiritual, e tem várias funções dentro do grupo xamânico:

  • benzedeiro
  • conselheiro
  • orientador espiritual
  • contador de histórias
  • difusor dos ensinamentos xamãs
  • mago
  • coordenador das práticas místicas
  • curandeiro
  • mestre espiritual

O xamã age como intermediário entre a dimensão física e a espiritual, e atua como mensageiro do Grande Espírito Criador.

A origem do Xamanismo

O Xamanismo tem sua origem na Pré-História, com evidências registradas nas pinturas rupestres (nas cavernas).

Neste período, o homem vivia mais próximo da Natureza e procurava compreender e lidar com os fenômenos dela, de uma forma mais instintiva e natural.

O Sol, a Lua, os raios, as estrelas, o céu, a mata, a floresta e a água, eram vistos como representações de forças sobrenaturais. Por isso, as comunidades pré-históricas celebravam estes elementos da Natureza, com respeito, devoção e reverência, através de rituais xamânicos.

O Xamanismo fez parte das tradições dos povos dos velhos continentes como Ásia, África e Europa.

Alguns destes povos foram: 

  • tungues
  • manchus
  • mongóis
  • iacutes
  • turco-tártaros

Já no continente americano, também, desde tempos remotos, o Xamanismo vem sendo praticado pelas várias tribos indígenas espalhadas pelas 3 Américas.

Ensinamentos do Xamanismo

O Xamanismo, através de sua mística, filosofia e religiosidade, busca a conexão com as forças da Natureza e com a Essência Divina que existem em cada SER.

Para o Xamanismo, todo ser é divino e tem sua contraparte espiritual. Enfim, Deus está em tudo!

Características do Xamanismo

As principais características do Xamanismo, que o diferencia das religiões que temos hoje em dia, são que as práticas de seus ensinamentos dispensam doutrina, livros sagrados, mandamentos, igreja e dogmas.

No Xamanismo, a Consciência de nossa conexão com a Natureza é a principal forma de se ligar ao Divino e de estabelecer comunhão com Ele.

A importância dos animais no Xamanismo

Os animais são muito importantes dentro do Xamanismo, pois são vistos como Mestres ou Guias Espirituais e intermediários entre a matéria e o Espiritual.

No Xamanismo, estes animais de poder tem representação arquetípica e são tidos como mentores espirituais dos seres humanos.

De acordo com o Xamanismo, cada ser humano tem um animal de poder, como guia e guardião.

Esse animal espiritual acompanha o ser humano em sua jornada. Porém, pelo fato de o homem ter se identificado demais com a mente e a materialidade, se desligou de seu animal espiritual.

Daí a importância do conhecimento xamânico, para resgatar essa conexão primordial com as forças naturais e divinas que nos acompanham.

Além do animal de poder, existem outros totens relacionados aos elementos da Natureza, que também nos remetem à integração de nossa essência com o Grande Espírito Criador.

Quais são os Animais de Poder e seus significados

Existem algumas maneiras de perceber quando o Animal de Poder está se comunicando conosco, enquanto nos encontramos ainda inconscientes e com a alma adormecida.

Algumas dessas formas podem ser:

  • Fatos sincrônicos, em que aparecem fotos, cartazes, publicações, vários tipos de imagens de determinado animal ou até ele em carne e osso.
  • Bichos aparecendo constantemente para a pessoa
  • Atração, fascínio e admiração, por parte da pessoa, por determinado animal
  • Ativação da força e ânimo do individuo, quando ele pensa, vê ou mentaliza certo animal

Seja como for, a descoberta do animal de poder exige receptividade, intuição, sensibilidade e percepção.

Agora, veja quais são os animais de poder e os seus respectivos significados resumidamente, pois cada animal tem significados bem mais profundos. Alguns deles estão linkados para você se aprofundar.

  • Formiga -> cooperação, organização, resistência e agilidade
  • Abelha -> comunicação, eficiência e organização
  • Borboleta– > transformação, crescimento e evolução
  • Libélula -> leveza, despertar interno e autocontrole
  • Aranha -> criatividade, persistência, engenhosidade e paciência
  • Baleia -> sabedoria ancestral e guardiã de profundos conhecimentos
  • Golfinho -> inteligência, felicidade, harmonia, fraternidade, pureza e amor incondicional
  • Cabra ->determinação, superação, capacidade de observação e perseverança
  • Alce -> calma, resistência, capacidade de integração e honestidade
  • Urso ->espírito brincalhão, capacidade de introspecção e de renovação da energia
  • Lobo->capacidade de desenvolver boas relações, generosidade, fidelidade e pioneirismo
  • Raposa -> astúcia, tenacidade, perspicácia, forte sensibilidade e intuição
  • Cachorro -> lealdade, liberdade, pureza, sinceridade e espírito protetor
  • Gato ->percepção mediúnica, independência e poderes ocultos
  • Camelo -> tolerância, força, resiliência e continuidade de propósitos
  • Cavalo -> liberdade, poder, vigor e  clarividência
  • Cobra -> transmutação, cura, sensualidade e  renovação
  • Coelho -> agilidade, docilidade, crescimento e prosperidade
  • Elefante >conhecimento ancestral, inteligência, força, autoconfiança e autossuficiência
  • Girafa ->bondade, conexão elevada, simpatia e amplitude de visão
  • Gorila-> firmeza, força interna e coragem
  • Jacaré -> força instintiva em prol da ação e visão superior
  • Lagarto -> idealismo, poder de regeneração e otimismo
  • Morcego->percepção do oculto e capacidade de captar o mundo extrafísico
  • Beija-flor-> leveza, delicadeza, alegria, mensageiro da cura e do amor
  • Coruja-> sabedoria, vidência, conhecimento oculto e magia
  • Gavião-> capacidade acentuada de observação, visão aguçada e autenticidade
  • Águia -> iluminação,  amplitude, objetividade e clareza
  • Gaivota -> comunicação, liberdade, espírito coletivo e inspiração
  • Corvo -> perspicácia e capacidade de ver além das aparências
  • Leão -> liderança, vitalidade, poder, abundância e capacidade de decisão
  • Leopardo -> proteção espiritual, guia para a verdade e capacidade de ação
  • Onça -> esperteza, agilidade, solitude e poder de proteger e defender os demais.
  • Pantera -> coragem, poder, capacidade de sedução e aura misteriosa
  • Tigre -> senso de estrategista, cautela, capacidade de iniciativa e atenção antes de partir para ação

Símbolos do Xamanismo

Além dos animais, outros símbolos do xamanismo são:

  • o próprio Xamã (que, como dissemos, é o líder espiritual)
  • os guias espirituais (que são os animais)
  • a árvore dos xamãs que representa a ponte de ligação entre materialidade e espiritualidade, onde as raízes, o tronco e o ramo representam os três reinos: superior (céu), médio (terra) e inferior (submundo)
  • os sinos e os tambores usados nos rituais de transe.

Os deuses: quais são as divindades xamãs

Diferente de outras religiões, no Xamanismo cada elemento da Natureza e cada criatura é a representação de Deus.

Por isso, venerar o Divino representa reverenciar tudo que há na Natureza e na Criação:

  • seres humanos
  • animais
  • minerais
  • plantas
  • montanhas
  • rios
  • oceanos
  • fogo
  • ar
  • Sol
  • Lua
  • Estrelas
  • Céu

Quais são as crenças do Xamanismo

No ensinamento xamânico, todos somos filhos do Pai Céu e da Mãe Terra.

Ser espiritual e religioso, dentro do Xamanismo, é respeitar e preservar a vida natural, ver o Espírito e o Ensinamento de Deus em tudo.

Os rituais e os simbolismos xamânicos

As cerimônias, rituais e simbolismos xamânicos são formas para estabelecer a conexão e a harmonia com as forças divinais da Natureza, da qual fazemos parte.

Estas formas místicas criam as condições necessárias para cura, elevação, desenvolvimento de faculdades internas adormecidas e a vivência de uma profunda espiritualidade.

Alguns rituais do xamanismo envolvem:

  • Viagem astral
  • Êxtase místico
  • Conexão com o Animal de Poder
  • Devoção aos Elementos da Natureza
  • Comunicação com os Espíritos Ancestrais
  • Círculos Sagrados, com reunião e encontro dos praticantes em meio a Natureza
  • Uso de instrumentos de poder como tambores e maracás, para se chegar ao transe místico
  • Prática de Meditação

Quem pratica o Xamanismo

Antes, quem praticava o xamanismo eram povos mais primitivos, como os indígenas. Porém, com o passar do tempo esse conhecimento tem ganhado cada vez mais força e atraído mais pessoas em busca da profunda sabedoria contida no Xamanismo.

Nesse contexto, o Xamanismo extrapolou as aldeias e alcançou a a sociedade contemporânea, ajudando a resgatar valores perdidos, devido ao acentuado materialismo.

Como é praticado o Xamanismo

Além dos rituais, existem diversas práticas realizadas pelos seguidores do xamanismo, como:

  • jejum-> para purificar o corpo
  • restrição de alimentos-> que promovem a impureza do corpo
  • utilização de plantas psicoativas -> para ativar faculdades extra-sensoriais, uma dessas plantas é a ayahuasca
  • defumação->para limpeza energética do ambiente
  • massagens terapêuticas -> para harmonizar o corpo energético

Vídeo: a importância do sobre xamanismo para desenvolvimento humano

A Xamã Alba Maria que é idealizadora e fundadora da Fundação Terra Mirim fala, neste vídeo do canal TEDs Talks, sobre sua experiência com o xamanismo e a importância desse conhecimento para o desenvolvimento humano.

Uma das frases mais marcantes que ela profere nesta palestra é:

“A Luz é tão perfeita que acolhe a imperfeição.”

Agora confira toda sabedoria que essa mulher expressa neste evento:

Propósito essencial do Xamanismo

O Xamanismo é muito abrangente porque é um ensinamento vivo.

Em síntese, o propósito do Xamanismo tem como principais objetivos:

  • reconexão com a nossa essência
  • expansão de nossa espiritualidade
  • cura através do autoconhecimento
  • despertar do nosso poder pessoal
  • integração com o Grande Espírito Criador

Após nos aprofundarmos na riqueza desse conhecimento fica mais fácil entender porque o xamanismo é tão fascinante, belo e autêntico!

Talvez te interese ler também:

Por que o Escaravelho é considerado Sagrado? Conheça seu Simbolismo 

Qual a ligação entre espiritualidade e meio ambiente?

Como fazer Incenso Natural: afaste a negatividade e eleve o astral

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *