Trabalho e Escritório

Mais da metade dos empregos no Brasil em risco por causa dos robôs

automação
  • por Gisella Meneguelli

Um estudo feito pelo Laboratório de Aprendizado de Máquina em Finanças e Organizações da UnB (Universidade de Brasília), que avaliou 2.602 ocupações profissionais brasileiras, chegou a uma conclusão preocupante: grande parte delas será extinta brevemente.

Trabalhar em casa pouparia estresse às pessoas e resgataria CO2 como 5,5 bilhões de árvores

trabalhar em casa
  • por Redação

O vai e vem casa-trabalho não é apenas estressante como também polui. Uma guerra diária para entrar em ônibus, trem ou metrô lotados. Mas a alternativa de usar o próprio carro não é menos estressante se tiver engarrafamento. Estamos certos de que ir e vir dos escritórios é bom pra gente e para o meio ambiente? E se pudéssemos mudar a modalidade de trabalho?

Samsung pede desculpas aos trabalhadores doentes de câncer e assina acordo de ressarcimento

Samsung pede desculpas
  • por Redação

Ele se curva, olhos para baixo em um gesto de desculpas, admitindo que a empresa não conseguiu "gerenciar adequadamente as ameaças à saúde": assim, Kim Ki-nam, co-presidente da Samsung Electronics, faz um pedido de desculpas formal para as vítimas de doenças relacionadas ao trabalho, em suas fábricas de semicondutores e LCD.

Escassez de pessoal nos matadouros britânicos: ninguém quer fazer este trabalho

matadouro
  • por Redação

10 mil postos de trabalho não preenchidos nos matadouros ingleses e o problema não parece ser o salário. São poucos os que querem fazer esse trabalho. Assim, enquanto as famílias começam a planejar seus jantares festivos de peru e carne de porco, na Grã-Bretanha pode ser que esteja a indústria da carne esteja entrando em crise.

No Japão, contrata-se homem de meia-idade para ouvir problemas

Japão homem
  • por Deise Aur

No Japão um homem chamado Takanobu Nishimoto tem um site denominado "Ossan Rental", que opera de sua casa em Tóquio. "Ossan" é o mesmo que "tio", um termo que, a grosso modo, se refere à homem de meia-idade. No Japão essa palavra é uma forma depreciativa de designar homens mais velhos.