Lixo

Comida em troca de lixo: Índia inaugura o primeiro 'café de lixo', onde a refeição é paga com plástico

Comida em troca de lixo
  • por Redação

Um restaurante onde você pode comer uma farta refeição pelo preço de um quilo de plástico ou tomar café da manhã com um quilo de garrafas coletadas na rua. O primeiro "Garbage Cafe" será inaugurado na próxima semana, no município indiano de Ambikapur. Lá, os pobres, as pessoas em situação de rua e os catadores poderão receber comida de graça em troca de lixo.

As melhores estratégias para acabar com o plástico no planeta, segundo especialistas

poluição plástico
  • por Eliane A Oliveira

Os prejuízos ambientais causados pelo uso do plástico, principalmente os de uso único, os descartáveis, fizeram com que várias iniciativas fossem criadas para restringir o uso de canudos, sacolas e embalagens plásticas. No entanto, essas medidas dividem especialistas, pois algumas estão confundindo as pessoas e fazendo com que novos problemas sejam criados. Vamos saber quais são as trocas erradas e quais as alternativas sugeridas.

Estamos respirando e ingerindo microplástico. Onde isso vai parar?

microplástico
  • por Eliane A Oliveira

Não é de hoje que divulgamos por aqui os efeitos do uso descontrolado do plástico em nossas vidas. E não é só sobre canudos, garrafas PETs e sacolinhas que estamos falando, não. O problema é pior do que a gente pensa e muita gente nem se dá conta disso. Felizmente, existem instituições que estão trabalhando forte nesse tema e a FAPESP é uma delas.

O Planeta Terra virou Planeta Plástico. Pesquisa revela números impressionantes

Planeta Plástico
  • por Eliane A Oliveira

Muitas pessoas ainda não acreditam, mas o plástico está dominando o nosso planeta, desde o ar que respiramos, até a água que bebemos. Não é balela, ou conversa de naturalista, mas sim a realidade nua e crua que a grande maioria finge não ver. E as estatísticas não mentem!

Suécia importa lixo para manter ativas suas usinas de incineração que geram energia

Suécia lixo
  • por Gisele Maia

O país escandinavo parece estar anos-luz à frente, inclusive de seus vizinhos europeus, quando o assunto é cuidar do meio ambiente. Políticas públicas nesse sentido vêm sendo implementadas desde o início da década de 1990, a exemplo da instituição de impostos pesados sobre a produção de combustíveis fósseis, o que resultou em uma matriz energética 50% baseada em fontes renováveis de energia.