Japamala: o que é, para que serve e como usar

Japamala: o que é, para que serve e como usar

Na Índia, existe uma tradição milenar que faz parte da mística do Hinduísmo, do Yoga e do Budismo, que consiste na utilização de um cordão do 108 contas denominado japamala.

O que é o japamala

Considerado sagrado, esta objeto serve como ferramenta para ajudar na mentalização de mantras para entrar em estado meditativo.

Os japamalas mais antigos que foram encontrados datam de cerca de 4200 anos.

Ao longo da história, estes objetos têm sido usados como talismãs de proteção, amuletos de sorte, símbolos de nobreza e instrumento sagrado.

A palavra japamala vem do sânscrito japa, e significa recitar mantra. Mala significa  cordão. Portanto, japamala é um cordão para recitar mantra.

Saiba mais sobre este colar sagrado com o que vem adiante.

Simbolismos do japamala

De acordo com a filosofia yogui, ao se completar o circuito de 108 repetições, seja através de mentalização ou entonação do mantra, alcança-se um estágio superior, no qual a consciência se concentra em si mesma.

Segundo diversas correntes esotéricas milenares, um dos significados do número 108 está relacionado às cento e oito ciclos de existências que o ser humano passa.

Por isso, o 108 é considerado um número muito espiritual e cabalístico.

Como a Lei do Eterno Retorno atua no cotidiano de nossas vidas

Outro significado do número 108 está associado ao resultado de sua soma, que é 9, já que de acordo com a Numerologia este número tem relação com com a Fraternidade, Universalidade e o Todo.

Além do japamala com 108 contas, existem japamalas menores, com 54 ou 27 contas, números que são subdivisões de 108 e divisíveis por 9.

Mas em geral, o japamala é composto por 108 sementes de Rudraksha (uma planta indiana),  cordão de algodão e uma conta extra e central, denominada Meru, que representa o Divino, o Mestre, Guia ou Guru.

Rudraksha significa “lágrima de Shiva”, “Rudra” é um das denominações do deus Shiva e “Akasha” significa lágrima.

Esse nome tem origem em uma lenda, que conta que Shiva, compadecido com o sofrimento humano, chorou e suas lágrimas caíram na terra de Bharata (a antiga Índia) e viraram as sementes de Rudrakshas.

Em suma, o japamala é uma espécie de rosário composto por contas tradicionalmente feitas de sementes de rudraksha, que são utilizadas como marcadores na entonação ou mentalização de mantras.

Finalidades e benefícios do Japamala

Esse aparato místico ajuda a:

  • ancorar a atenção
  • desenvolver o foco
  • acalmar a mente
  • e criar as condições propícias para entrar em meditação

O uso místico e devocional do japamala, faz dele um objeto sagrado que favorece a conexão com o espiritual e protege quem o usa.

Para que serve

Através do uso japamala, a pessoa se desliga das identificações da mente, aumenta a concentração para poder entonar ou mentalizar um mantra.

Nesse contexto, cria-se condições ideais para se passar ao estágio meditativo e à própria meditação.

Meditação – O que é, Como vivenciá-la e os Benefícios que ela nos traz

O japamala serve também para:

  • fazer orações ou rezas
  • praticar  ho’ oponopono
  • realizar mentalizações positivas

Como usar o japamala

Para fazer uma prática com o japamala, o recomendável é estar sentado com a coluna ereta e relaxar o corpo através da respiração.

Em seguida, segue-se as seguintes etapas:

  1. Pega-se o japamala com a mão direita, o apoiando em seu dedo médio e usando o polegar para puxar cada uma das 108 contas.
  2. Cada vez que mentalizar um mantra, o nome da divindade ou oração, puxe uma conta.
  3. O dedo indicador NÃO deve tocar as contas do japamala, pois está associado ao ego e ao pensamento.  Por consequência, tem relação com as identificações e preocupações da mente.
  4. O meru NÃO deve ser contado, porque representa Brahman, que é o Absoluto, Eterno e Imutável. Sendo assim, não faz parte do ciclo de existências da Roda do Samsara, Contudo, o meru marca o início e o final do ciclo do japamala.
  5. Terminando a contagem das 108 contas, caso o praticante queira repetir um novo ciclo, ele NÂO deve passar por cima do meru, ou seja, precisará virar o cordão e continuar a fazer o japa na direção inversa.

Este vídeo do canal Mais Yoga, apresentado pela professora de yoga Vera Edler, explica com mais detalhes e exemplifica como utilizar o japamala, conforme a tradição védica. Confira!

Como fazer um japamala

A coach de autoconheicmento, Maria Mum, ensina no vídeo do seu canal, como fazer um japamala utilizando materiais mais acessíveis e usuais. Entretanto, é bom ressaltar, que o recomendado são materiais naturais e tradicionais, pois estão associados ao profundo significado do japamala.

Outro detalhe é que o japamala tradicional é feito com nozinho entremeando uma conta e outra.

Para confeccionar o japamala deste vídeo, será necessário:

  1. Cortar um pedaço de fio (pela tradição, recomenda-se o de algodão) de mais ou menos 1,5 m e fazer um nó bem grosso para segurar as contas.
  2. Deixe um pedaço de fio que você irá precisar no final para amarrar e arrematar.
  3. Pegue as contas e insira uma a uma neste fio.
  4. Antes de arrematar, conte novamente para conferir se tem 108 contas no fio.
  5. Após a conferência, pegue as duas pontas e passe pelo meru.
  6. O meru poder ser uma conta maior.
  7. Anexe no final uma a franja feita com fio de algodão. Para fazer essa franja é só enrolá-la e amarrá-la no meio e cortar a parte de baixo.
  8. Amarre a franja embaixo do meru.

Agora, veja o tutorial mostrando na prática a confecção do japamala:

Como energizar o japamala

Uma vez que você tenha um japamala, ele será de seu uso exclusivo e pessoal, pois por ser um cordão místico, ele fica energizado com a sua energia espiritual.

Quando for usar pela primeira vez seu japamala, sente em um local organizado, limpo e calmo, de preferência um lugar que seja seu cantinho de meditação e que possa acender um incenso.

Respire fundo 3 vezes, relaxe e se concentre, estabelecendo uma conexão com a Fonte Divina para que abençoe seu japamala e transmita força, sabedoria e paz para realizar sua prática.

Inicie a repetição do mantra escolhido. Dessa forma, já estará consagrando e energizando o seu japamala.

Essa energização tende a aumentar com as práticas frequentes de mantras e meditações.

Mantra para fazer uso do japamala

Um mantra milenar sagrado, com profundo significado espiritual é o OM.

Segundo os Ensinamentos Védicos, o mantra OM tem o poder de transportar à Morada do Brahman (O Criador).

Ouça neste vídeo como é a pronúncia deste mantra:

Incorporando essa Prática ao dia a dia

Para incorporar essa prática ao seu diário viver, comece fazendo-a uma vez ao dia, escolhendo um horário que seja propício, no qual você possa parar, se acalmar e respirar para se conectar com o espiritual, através do japamala e da mentalização escolhida.

Você conseguirá fazer com que essa prática vire um hábito, procurando realizá-la com a maior frequência possível.

Se tem vontade de realizar essa prática, agora que conhece os propósitos e benefícios de sua utilização, fica mais fácil vivenciá-la e poder impulsionar sua Força Espiritual.

Por falar em Espiritual, amplie sua compreensão, através dos conteúdos:

Talvez te interesse ler também:

Poder transformador: abundância, dinheiro e prosperidade àqueles que sentem gratidão

Gentileza, Bondade, Compaixão – Qualidades Inatas que Precisamos Treinar para não Esquecermos

Ordens do Amor: os princípios que regem as relações da nossa existência

Fonte foto: Japamala feito com 108 sementes de rudraksha-Wikipedia

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *