Leonardo DiCaprio investe na carne de laboratório em prol do ambiente e dos animais

Leonardo DiCaprio investe na carne de laboratório em prol do ambiente e dos animais

Como não podia deixar de ser, Leonardo DiCaprio, um exímio ativista em defesa do meio ambiente, entra em ação novamente. Só que desta vez investindo seus milhões de dólares em 2 empresas de carne cultivada em laboratório, além de 5 inovações em empresas veganas.

Antes mesmo desses investimentos, DiCaprio, vinha investindo na empresa de hambúrgueres, salsichas e almôndegas de origem vegetal, a Beyond Meat.

Com todos esses investimentos, DiCaprio vem contribuindo para ampliar as alternativas à carne produzida com crueldade animal e de forma insustentável.

A intenção de Leonardo DiCaprio, ao investir em carne cultivada, é impulsionar a mudança do sistema alimentar global.

Leia mais:

Segundo noticiado no site Plant Based News, as empresas contempladas pelo apoio de Leonardo DiCaprio são:

  • Mosa Meat: que em 2013 lançou o primeiro hambúrguer feito com carne cultivada
  • Aleph Farms: que criou o primeiro bife cultivado, em 2018, e o primeiro lombo cultivado em 2021

O que é carne cultivada?

A carne cultivada é feita a partir de células animais cultivadas em laboratório, uma técnica que produz carne idêntica à carne convencional, em nível celular, com a vantagem de ser produzida SEM os inúmeros prejuízos da pecuária intensiva.

Confira os detalhes de como é produzida está carne no site -> Good Food Institute

Leia mais:

Vídeo mostra como é a produção  da carne cultivada

Neste vídeo, Flavio Giusti entrevista Gustavo Guadagnini do The Good Food Institute, que é uma ONG responsável por dar suporte a marcas como a Impossible Foods e a Beyond Meat, entre outras,  que vêm investindo nesse mercado para reduzir o abate de milhões de animais nos matadouros.

Observação: esta entrevista foi feita 3 anos atrás quando ainda se cogitava a introdução e expansão desse produto no mercado consumidor. Entretanto, fornece esclarecimentos sobre a produção da carne cultivada.

Vantagens da carne cultivada

O próprio DiCaprio aponta a vantagem desse tipo de produção em um comunicado direcionado às duas empresas que ele se tornou investidor:

“Uma das maneiras mais impactantes de combater a crise climática é reformular fundamentalmente nosso sistema alimentar global.

A Mosa Meat foi pioneira em uma maneira mais limpa e gentil de fazer carne de verdade com o primeiro hambúrguer de carne cultivada do mundo, em 2013.

Mosa Meat e Aleph Farms oferecem novas maneiras de satisfazer a demanda mundial por carne bovina, ao mesmo tempo, em que resolvem alguns dos problemas mais urgentes da atual produção industrial de carne bovina.

Estou honrado em me juntar a eles como consultor e investidor, enquanto eles agora se preparam para levar a carne bovina cultivada ao mercado para todos aqueles que desejam mudanças.”

Crescimento sustentável

Vale salientar que as empresas de carne cultivada vêm crescendo em produção, e a Food Ingredients First atesta isso, ao se referir a uma das empresas dessa área, a Good Meat, que teve maior quantidade de arrecadação no setor de carne cultivada nos últimos tempos.

Com toda essa demanda de produção e consumo, os investimentos globais em companhias que produzem carne em laboratório cresceram aproximadamente 40% este ano, segundo um levantamento da FAIRR Initiative (Farm Animal Investment Risk & Return).

Os investimentos nessas empresas visam produzir substitutivos sustentáveis à proteína animal e passaram de US$ 366 milhões em 2020 para US$ 506 milhões  no primeiro semestre de 2021.

Segundo os dados da FAIRR Initiative, a criação de alternativas sustentáveis à carne bovina é a grande aposta dos maiores investidores do mundo, principalmente por causa:

  • dos impactos da pecuária nas mudanças climáticas, pois essa atividade é uma das principais causas do desmatamento florestal
  • da necessidade das empresas do setor se adequarem às metas de redução da pegada de carbono a nível global, pois a pecuária é uma das principais fontes de emissão de gases de efeito estufa, causador do aumento do aquecimento global.
  • ser a causa do sofrimento e abate de milhares de animais

Saiba mais sobre os prejuízos da pecuária, em:

Opções mais naturais

Apesar da carne cultivada ser mais uma opção para reduzir o sistema cruel e destrutivo da pecuária industrial, vamos e venhamos: já existem alternativas mais naturais que encontramos no mercado alimentício ou que podemos fazer em casa, sem precisar extrair células de animais para produzir carne em laboratório.

Veja como fazer uma carne mais natural e saudável a base de vegetais em:

Quanto mais natural, melhor!

Entenda as razões da necessidade de parar com o consumo da carne de origem animal em:

A carne que você come é “fake”: maciez e suculência conseguidas à base de choques, químicos e gases

Kamala Harris defende redução do consumo da carne e outras medidas para salvar o planeta

Consumo de carne e doenças: mais um motivo para rever seus hábitos alimentares

A tragédia no pantanal tem nome e sobrenome Consumo de Carne

Joaquim Phoenix, Moby, Billie Eilish e outros artistas pedem: parem de ignorar que a pecuária é a causa da crise climática!

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *