Mais de 100 países se comprometem a reduzir emissões de metano até 2030 

Mais de 100 países se comprometem a reduzir emissões de metano até 2030 

Metano é um gás 80 vezes mais influente que o dióxido de carbono (CO2), em relação à elevação da temperatura do planeta.

A Cúpula do Clima, COP26, estabeleceu uma meta importante para a redução da emissão de metano: 30% até 2030.

A lista de adesão ao termo de compromisso para atingir o resultado contempla mais de 100 países, incluindo 30 dos maiores emissores desse gás, que representam dois terços da economia global, entre estes, o Brasil.

Como o metano é originado

Esse gás se origina no aparelho digestivo do gado e em outros processos de origem natural.

Entretanto, a grande geração tem origem em ações do ser humano como a geração de resíduos de aterros e produção de óleo e gás; assim como na criação de gado, seja para leite ou corte.

Leia mais:

A participação do Brasil na emissão de metano

O Brasil tem papel importante nesse tema, pois é o 5° maior emissor de gás metano no planeta.

A agropecuária contribui com 27% das emissões brutas atuais de gases do efeito estufa no nosso país. E a pecuária participa com 61% desse total, através da emissão de gás metano devido à fermentação entérica do gado.

O segmento do agronegócio, que envolve a agropecuária e o desmatamento, representa, portanto, 73% do total de emissão. Esses índices vêm apresentando aumento, ano após ano.

Alguns países não aderiram à redução

Embora o grupo de signatários do acordo seja extenso, com mais de 100 nações, outras preferiram não aderir ao compromisso.

China, Índia, Rússia, Austrália, assim como nossos vizinhos Paraguai, Venezuela e Bolívia são exemplos de nações que não aderiram ao acordo.

Porém, 30, entre os países que concordaram com as metas, representam 50% de emissão desse gás e, felizmente, terão papel fundamental em conseguir atender a redução estabelecida.

Fique por dentro da COP26 -> Talvez te interesse ler também:

Greta na COP26: “podem enfiar a sua crise climática no…”

Mercado financeiro promete eliminar investimentos ligados ao desmatamento

EUA retoma aliança para combater aquecimento global

Equador se compromete em ampliar reserva marinha de Galápagos 

Bolsonaro, Biden e outros líderes concordam em acabar com desmatamento 

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *