Bolsonaro, Biden e outros líderes concordam em acabar com desmatamento 

Bolsonaro, Biden e outros líderes concordam em acabar com desmatamento 

A humanidade tem sido responsável por um quarto das emissões de gases do efeito estufa, principalmente pelo desmatamento descontrolado de suas florestas.

Entretanto, a COP26 celebrou um compromisso, assumido por lideres de 100 países, para encerrar e reverter o desmatamento e a degradação do solo até 2030.

Entre esses signatários estão os Estados Unidos e a China, os dois maiores emissores de gases que aumentam o aquecimento global e cujas empresas implantadas em seus territórios têm grandes responsabilidades na contenção ao desmatamento.

Destaque para o Brasil, Indonésia e a República Democrática do Congo, que apoiaram a inciativa. Isso é importante, pois 85% das florestas do planeta estão localizadas nesses países.

“Um acordo sem precedentes “

Essa foi a afirmação do primeiro ministro britânico, Boris Johnson, quanto ao compromisso assumido pelas nações integrantes do encontro do clima.

Lembrando sempre que as florestas são fundamentais para absorver o gás carbônico e desacelerar o aquecimento global.

O acordo será financiado por um valor de R$ 114 bilhões que incluirá a proteção dos povos indígenas e conta com o apoio de instituições financeiras que assumiram um compromisso de não investir em empresas responsáveis pelo desmatamento.

A reação dos ambientalistas

Várias entidades, com destaque para o Greenpeace, se posicionaram quanto ao acordo. Referem-se ao processo como insuficiente para o cumprimento de objetivos tão ambiciosos, pois não impede o desmatamento já, a partir do momento atual.

Saiba mais no video abaixo:

Talvez te interesse ler também:

Caatinga perde 40% de superfície de água: 96 mil campos de futebol em 35 anos

Acordo Climático no G20: muita mídia, pouca ação 

Brasil não dá mais suporte à agricultura familiar: pequeno produtor em risco

Tamanduá-mirim é flagrado no 1º viaduto vegetado em rodovias federais do Brasil

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *