Caatinga perde 40% de superfície de água: 96 mil campos de futebol em 35 anos

Caatinga perde 40% de superfície de água: 96 mil campos de futebol em 35 anos

O avanço de um período severo de secas e de uma degradação ambiental considerável levou o bioma da Caatinga a perder, nos últimos 35 anos, 40% de suas reservas de água de origem natural.

Esse bioma se localiza no Nordeste do país e no Norte do estado de Minas Gerais, em uma área de 844 mil km² – correspondentes a 10,1% de todo o território do Brasil.

Nessa área residem 27 milhões de brasileiros que ocupam 1.210 cidades, incluindo a capital do estado de Ceará, Fortaleza.

Um quadro comprometedor para as reservas naturais de água

Conforme identificado no Mapeamento Anual de Cobertura e Uso da Terra na Caatinga do projeto MapBiomas, foram perdidos um total de 96 mil campos de futebol de área de superfície de água nesses 35 anos, correspondentes a 79 mil hectares.

A água nesse bioma atinge seu equilíbrio pela existência de bacias e açudes nos locais, os quais geram compensação da perda pela construção de reservatórios e hidrelétricas.

As reservas de água natural correspondem a 27,5% do total e as hidrelétricas e reservatórios 72,3%, restando 0,2% concentradas em atividades de mineração.

Por que esse é um quadro preocupante de perda

A perda de cobertura vegetal, apurada em um total de 15 milhões de hectares nos últimos 35 anos, causa o impacto na redução da capacidade hídrica. Isso acaba por comprometer os regimes de chuvas, tanto quanto o volume de águas em nascentes de rios.

Esse processo traz uma previsão bastante preocupante com o aumento de estiagens e redução de volume de água natural, incluindo do rio São Francisco.

Talvez te interesse ler também:

Por que deveríamos abolir as usinas hidrelétricas?

Tamanduá-mirim é flagrado no 1º viaduto vegetado em rodovias federais do Brasil

COP26: o que é e qual sua importância para o mundo hoje

Hidrelétricas, termelétricas, rodovias, etc. As ameaças aos povos indígenas isolados

Usinas Hidrelétricas e a Inundação da Amazônia – é Preciso Isso?

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *