Acordo Climático no G20: muita mídia, pouca ação 

Acordo Climático no G20: muita mídia, pouca ação 

O encontro do G20, realizado em Roma, na Itália, nos últimas dias 30 e 31, chamou a atenção de todos para um assunto fundamental: o Acordo Climático para controle do aquecimento global.

Os grandes líderes mundiais reafirmaram a intenção de limitar o aumento de aquecimento global aos 1,5°C. Porém, sem esclarecer pontos importantes para que essa meta seja alcançada.

Isso frustrou bastante os pesquisadores e todas as instituições ligadas a assuntos do clima, devido à necessidade de manter ações rápidas e bem definidas quanto ao controle do aquecimento o mais rapidamente possível.

Falta definir metas e prazos para cumprimento do compromisso

Ao fechar o Acordo, os países signatários não especificaram prazos para buscar a neutralidade do carbono e a suspensão de uso de carvão como fonte de energia pelos países.

Esses são elementos fundamentais para se obter sucesso na busca do equilíbrio do aquecimento global e pede urgência em sua adoção.

O documento final se mostrou muito mais conservador em relação a esse tema e compromete as avaliações de sucesso do controle do clima.

A importância dos resultados da COP26

O encontro do G20 foi realizado quase que simultaneamente à COP26 e poderia ser um elemento importante para a definição das ações propostas a partir desse encontro ambiental.

Com um relatório mais conservador emitido pelo G20, espera-se que agora a COP26 possa preencher as lacunas e traçar metas mais ambiciosas para o clima.

Talvez essa seja a última oportunidade concreta para deixarmos um planeta um pouco melhor para as próximas gerações.

Talvez te interesse ler também:

Caatinga perde 40% de superfície de água: 96 mil campos de futebol em 35 anos

Segundo estudo do Inpe, Amazônia já emite mais CO2 do que absorve

COP26: Fracasso da Cúpula Pode Resultar em Caos e Conflitos Globais

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *