©Pixabay

Genciana: propriedades, benefícios, usos e contraindicações  

Genciana: propriedades, benefícios, usos e contraindicações  

Desde tempos remotos, a genciana vem sendo utilizada para fins medicinais. Essa planta é muito utilizada na fitoterapia para estimular o apetite e melhorar a digestão. Mas além dessas propriedades, essa planta tem muitas outras que contribuem para a boa saúde.

Neste conteúdo serão apresentados os benefícios dessa planta para a saúde e como usá-la adequadamente para usufruir de suas propriedades.

A genciana da qual falaremos aqui é a genciana-amarela, também conhecida por gencianela e genciana-maior. Seu nome científico é Gentiana lutea.

O gênero Gentiana possui cerca de 400 espécies, sendo considerado um grande gênero dentro da família das Gentianaceae. O nome vem de Gêncio, rei da Antiguidade considerado o descobridor das propriedades curativas dessa planta.

Características da planta

A genciana-amarela é uma planta de flores amarelas, raízes grossas e de gosto amargo, nativa das montanhas da Europa, Ásia e Américas

Essa planta atinge de 60 a 100 cm de altura, seu caule é liso e ereto, suas folhas são ovaladas e opostas umas às outras.

Após dez anos de crescimento, surgem os cachos com flores amarelas, entre as folhas.

Essa planta prefere os solos calcários.

No Brasil, é raro esta planta em estado nativo e silvestre, porém é possível encontrá-la na região Centro-Oeste.

Propriedades medicinais e indicações

A principal parte utilizada da planta para fins medicinais caseiros, bem como na fitoterapia é a sua raiz.

A raiz da genciana possui princípios ativos amargos como a genciopicrina e a amarogencina. Também contém diversos açúcares, tanino e pectina.

Devido aos seus princípios ativos, a raiz da genciana é indicada como:

  • tônico estomacal
  • estimulante da secreção da bílis
  • como febrífuga  (no combate da febre)
  • imunoestimulante (estimulante do sistema imunológico)

Benefícios

Devido às suas propriedades curativas, a genciana pode ajudar a sanar:

Usos

A raiz seca da genciana pode ser usada na forma de:

  • comprimidos
  • cápsulas
  • chás
  • tinturas
  • tônicos
  • extratos

É também utilizada como componente dos aperitivos alcoólicos, para serem consumidos antes das refeições a fim de estimular e potencializar a digestão.

Para tal fim, pode-se usar a raiz de genciana em bitters (extrato de ervas) que podem ser adicionados a algumas bebidas alcoólicas, como o licor por exemplo.

O extrato da raiz de genciana é também utilizado para dar aroma a uma marca de refrigerantes das mais antigas nos Estados Unidos, denominada Moxie, e que é a precursora da Coca-Cola.

A raiz de genciana é empregada na composição de alimentos, bebidas e cosméticos e na formulação da violeta genciana (cloreto de metilrosanilina) que é um medicamento utilizado de forma tópica em tratamentos de candidíase.

Comprovações científicas

Algumas pesquisas científicas reconhecem os poderes curativos da raiz de genciana:

No combate a distúrbios do organismo

De acordo com esse artigo científico, o chá de genciana também pode ser muito útil para tratar febre, indigestão por alimentos de má qualidade, fraqueza e fadiga. 

Na fitoterapia chinesa, a genciana é um componente essencial do Long dan xie gan wan, uma fórmula à base de ervas que trata febre, infecção viral, disfunção hepática, dor de cabeça, irite, cistite, uretrite, herpes genital, entre outros problemas.

Sinusite

Os pesquisadores têm investigado os efeitos anti-inflamatórios da raiz de genciana em pessoas com sinusite.

Inclusive, a raiz de genciana é um componente do Sinupret, um medicamento à base de ervas (genciana, verbena, azeda, flores de sabugueiro e flores de prímula) para inflamação dos seios nasais. Este medicamento fitoterápico existe no mercado há mais de 80 anos.

Esse estudo confirmou que o Sinupret aumentou a depuração de muco e é eficaz para aliviar os sintomas de sinusite.

Digestão

De acordo com a descrição desse estudo, a genciana ajuda a aumentar o apetite e oferece efeitos protetores para o sistema digestivo.

Os compostos da raiz de genciana que contribuem para o seu sabor amargo, estimulam o corpo a secretar saliva e suco gástrico, promovendo assim o apetite e uma boa digestão.

Doenças Vasculares

Essa revisão de estudos demonstrou que a espécies Gentiana lutea e seus constituintes podem  ser úteis no combate ao desenvolvimento e progressão de doenças vasculares.

Anti-hipertensiva

Este trabalho científico apresenta plantas anti-hipertensivas (contra a pressão alta) pertencentes à família das Gentianaceae, em particular a espécie Gentiana kokiana.

Precauções de Uso

Como toda planta medicinal, há que se ter certos cuidados com sua administração para não provocar reações adversas. Por isso, seguem algumas precauções de uso:

Não se deve exagerar na ingestão da raiz de genciana, devido ao fato da planta estimular a produção de suco gástrico, o que pode acentuar a produção do ácido estomacal e desencadear refluxo, acidez excessiva e úlcera.

Contraindicações

A ingestão da raiz de genciana é contraindicada nos seguintes casos:

  • crianças
  • grávidas
  • lactantes
  • pessoas com pressão baixa ou que tomam medicamentos para pressão
  • quem sofre de hiperacidez estomacal ou tem úlceras estomacais

Como fazer chá de raiz de genciana

Para fazer o chá de genciana basta utilizar de 1 a 2 colheres de chá das folhas ou raízes secas fervidas em 240 ml de água, durante 10 minutos.

Beba até 3 xícaras por dia.

Para uma administração mais personalizada e dosagens mais específicas para cada caso em particular, e também averiguar possíveis contraindicações, é recomendado consultar o médico antes, principalmente aqueles que fazer uso de medicamentos.

Genciana: um bom reforço para a saúde

Não é à toa que a genciana é utilizada desde a antiguidade por suas propriedades medicinais que estimulam a imunidade e funções vitais de nosso corpo como a digestão.

Para saber sobre os benefícios de outras plantas medicinais, leia também:

Carqueja: todos os benefícios e como fazer o chá

Erva-doce: 10 indicações de uso e benefícios comprovados

Boldo-do-chile: dicas de uso, doses e os benefícios desta super planta medicinal

Chapéu-de-Couro – Benefícios e Contraindicações

Tanchagem: a melhor erva curandeira do planeta! Veja todos os usos

Raízes que curam: gengibre, ginseng, dente-de-leão, inhame, equinácea, galanga

Chá de dente-de-leão: benefícios e como fazer

Mulungu combate Estresse, Ansiedade, Insônia e Muito Mais!

Tília e Melissa → Chás para Acalmar os Nervos e Diminuir a Ansiedade

Cana do Brejo: todos os benefícios e como usa

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *