Uso de máscaras reduz Covid em 53%, diz 1º estudo global

Uso de máscaras reduz Covid em 53%, diz 1º estudo global

O uso de máscara é a medida de saúde pública mais eficaz, e simples, no combate à Covid, reduzindo sua incidência em 53%. É o que mostra o primeiro estudo global desse tipo.

Se as vacinas são seguras, o que sabe até agora, é que a cobertura delas dura pouco. Assim é que a Europa está entrando em sua quarta onda de Covid depois de terem passado por um ou mais lockdowns super restritos, e depois de mais da metade de suas populações terem sido totalmente imunizadas.

Alguns países como Portugal, por exemplo, quem tem quase 90% da sua população totalmente imunizada, está revendo o aumento dos casos de novo.

Alguma coisa deu errado.

As vacinas não conferem proteção 100%, nenhuma vacina prometeu isso, mas a população cansada de lockdown e com o passaporte verde ou carteirinha de vacinação na mão, se sentiu protegida o suficiente para voltar ao normal.

O que se tem hoje na Europa, e provavelmente em um futuro próximo no Brasil, é mais do mesmo e com a piora do quadro, pois ninguém sabe se as novas doses, ou o reforço, impedirão a transmissão futura das variantes do coronavírus que não param de variar.

Agora, a novidade é uma revisão sistemática, uma meta-análise de intervenções não farmacêuticas que descobriu pela primeira vez que o uso de máscara, o distanciamento social e a lavagem das mãos são medidas eficazes para conter os casos – sendo o uso de máscara o mais eficaz deles, como informou o The Guardian.

“Esta revisão sistemática e meta-análise sugere que várias medidas de proteção pessoal e sociais, incluindo lavagem das mãos, uso de máscara e distanciamento físico estão associadas a reduções na incidência de Covid-19”, escreveram os pesquisadores no The BMJ.

A máscara não pode cair

Se por um lado alguns estudos atestam a eficácia das vacinas no quesito redução das hospitalizações, por outro temos agora o uso das máscaras como eficaz na redução das infecções.

Sabemos que usar máscara facial reduz o risco, sabemos que manter distância física reduz o risco, sabemos que a higiene com a lavagem regular das mãos e tosse no cotovelo reduz o risco. Devemos fazer tudo e não ficar apenas dependendo de intervenção externa como a vacinação. disse David Nabarro, médico, Enviado Especial em Covid-19 para a Organização Mundial da Saúde, em livre tradução.

Resumo da ópera? Todos vacinados, mascarados e distanciados. Se nem assim funcionar a boa vai ser entrar logo no futuro Meta, então antigo Facebook. Lá seremos todos felizes!

Talvez te interesse ler também:

Vacina bilionária: Pfizer, BioNTech e Moderna faturam 65 mil dólares por minuto

O novo cigarro: máscaras e luvas por todo lugar. O lixo humano é irremediável

Plástico pandêmico: 26 mil toneladas de lixo da Covid poluindo os oceanos do mundo

Máscaras de pano funcionam bem, mas só se lavadas corretamente

Por favor, usem máscaras laváveis e reutilizáveis, o meio ambiente agradece!

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *