Quem é vírus sempre aparece: OMS diz que coronavírus pode nunca mais desaparecer

Quem é vírus sempre aparece: OMS diz que coronavírus pode nunca mais desaparecer

Gripezinha, pneumonia misteriosa, epidemia… até virar pandemia, demorou pra ficha cair até para a OMS. E agora com os europeus afrouxando o lockdown, na pressa de cantar vitória, o vírus retorna em Seul e Wuhan.

Parece que a OMS decidiu lavar as mãos em público: é melhor exagerar do que pecar pela tranquilidade com a qual veio lidando com o novo coronavirus até agora. Tenha em mente que a OMS declarou pandemia somente em 11 de março. Antes disso, a Alemanha já havia percebido por si só, que estávamos falando de uma epidemia mundial (ou seja, pandemia) enquanto a OMS dormia esperando novos números.

A cada dia que passa parece que a luz no fim do túnel se distancia. Enquanto o norte global esperava que o vírus se enfraquecesse com o calor, veio Manaus nos dizer que o vírus é resistente.

Agora a OMS anuncia: quem é vírus sempre aparece. É bom que a organização explique bem tudinho porque há quem esteja começando a desconfiar de sua (in)competência. Teria a OMS feito um complô com a China para abafar a gravidade do coronavírus? Parece improvável, por que o faria? Seria questão de otimismo, de negacionismo ou do quê?

Fato é que agora é salve-se quem puder, tanto é que a OMS decidiu declarar que isso tudo aí que você está vendo, pode não ter fim mesmo:

“Temos um novo vírus se inserindo na população humana pela primeira vez e, portanto, é muito difícil prever quando o venceremos”.

“É importante deixar isso claro: esse vírus pode se tornar apenas outros vírus endêmico em nossas comunidades, e pode nunca mais desaparecer”, disse Michael Ryan, diretor de emergências da OMS, em coletiva de imprensa virtual em Genebra.

Ou seja, para quem está se perguntando quando isso vai acabar, a resposta pode ser… nunca. O prefeito de Limeira parece que tinha razão: “todos nós seremos contaminados”.

De qualquer forma, existem muitos nós nessa história que precisam ser desatados. Não foram poucos os cientistas que previram, e ainda preveem, mais pandemias no horizonte. Investigar os fatos é preciso não para encontrar culpados (até porque o estrago está feito e não há como voltar atrás) mas é preciso aprender com a história, para que erros não se repitam!

Talvez te interesse ler também:

O mundo quer saber de onde veio o coronavírus. Vários países pedem investigação independente

Vídeo mostra como vírus se espalha rapidamente em um buffet: 30 minutos depois, todos infectados

Coronavírus Brasil: a tragédia que ninguém esperava, vai chegar em todos os lares

“Mundo em pausa graças aos malditos comedores de morcego”: o desabafo de um vegano famoso

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *