Vídeo mostra como vírus se espalha rapidamente em um buffet: 30 minutos depois, todos infectados

Você está com saudades de frequentar restaurantes e buffets presencialmente? Veja esse experimento para mudar de ideia e continuar no isolamento. Pelo menos por enquanto.

A pandemia da Covid-19 fez com que vários hábitos tivessem que ser alterados, principalmente em restaurantes e buffets que agora, mais do que nunca, precisarão rever a forma de trabalhar se quiserem voltar a funcionar.

Uma pesquisa publicada na Forbes mostrou um experimento divulgado pela NHK, radiodifusão do Japão, em parceria com especialistas em doenças infecciosas, sobre a velocidade de propagação de diversos tipos de vírus em buffets e restaurantes.

A ideia é mostrar como um vírus como o da Covid-19 pode se espalhar tão rapidamente, uma vez que não podemos vê-lo. Para tornar essa percepção possível, os pesquisadores utilizaram uma tinta fluorescente invisível, porém visível apenas à luz negra.

Na simulação realizada com dez participantes, um deles recebeu a tinta em uma das mãos, como se tivesse tossido nela. Essa pessoa então seria a infectada, simulando o vírus.

Todos os participantes se serviram no buffet por 30 minutos. Depois a sala ficou escura e, com uma luz ultravioleta, foi possível observar os pontos brilhantes indicando por onde o “vírus” tinha se espalhado.

Deu para perceber que a pessoa “infectada” tocou vários itens como tampas, pinças e alça da jarra de bebidas. Consequentemente, as pessoas que tocaram os mesmos objetos, carregaram o “vírus” para outros objetos como talheres, pratos, copos, roupas e celulares. Algumas das pessoas “infectadas” tinham tinta até no rosto.

O experimento é tão surpreendente que o vídeo japonês viralizou nas redes sociais:

De acordo com a notícia, os pesquisadores fizeram também uma outra simulação, montando o buffet com medidas de prevenção como pratos separados, pinças substituídas e incentivo aos clientes limparem as mãos antes, durante e após as refeições. Nesse novo cenário, a tinta não foi transferida para os participantes.

O vídeo ajuda as pessoas entenderem como vírus e outros patógenos podem se disseminar rapidamente. É preciso cuidado, realmente é complicado!

Talvez te interesse ler também:

Tábua de cortar alimentos: qual escolher para comprar, dicas de uso e higienização

OMS sob suspeita de complô com a China: cresce pressão internacional sobre origem e disseminação do coronavírus

Fique de olho: não caia no golpe do teste para Covid-19 que circula na web

Sobre Eliane A Oliveira

Eliane A Oliveira
Formada em Administração de Empresas e apaixonada pela arte de escrever, criou o blog Metamorfose Ambulante e escreve para GreenMe desde 2018.

Veja Também

A indústria da cura: existe um mercado explorando também a doença

A que se deve o sucesso da nova série documental da Netflix “A indústria da …