Povos da Floresta

Direitos indígenas ameaçados com a aprovação da PEC 215

  • por Gisella Meneguelli

foto

Segundo relata o jornal El Pais, a índia Guarani Kerexu vem sendo ameaçada de morte após a aprovação da PEC 215 em comissão especial do Congresso. A aldeia Itaty, localizada no Morro dos Cavalos, em Santa Catarina, foi atacada por 30 homens que a invadiram em um caminhão, duas motos e 10 carros ameaçando de morte a cacica Kerexu. As 39 famílias que vivem na aldeia testemunharam os disparos de revólver e as ameaças de que seriam expulsas do território. Os invasores se autodeclararam donos da aldeia, onde fizeram churrasco ao som de música alta.

Uatu, o Rio Doce do Povo Krenak, um rio de vida que morre

  • por Alice Branco

foto

Ailton Krenak explica a relação dos Krenak, cujos ancestrais foram os Botocudos dos tempos da colonização, com o Rio Doce. Para os Krenak o rio que sempre banhou suas terras ancestrais é chamado de Uatu, ou Watú, e é uma entidade viva. Como é o rio maior, é avô, respeitado e querido.

Que país você quer? Diga NÃO à PEC 215

  • por Alice Branco

foto

O Ministério Público Federal - MPF realizou, ontem (26) Audiência Pública sobre os impactos que resultarão, para os direitos indígenas, e não só, da aplicação da PEC 215 aprovada recentemente na Câmara dos Deputados.

OEA discutiu a violação dos direitos dos nossos índios

  • por Alice Branco

foto

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), da Organização dos Estados Americanos (OEA) sediada em Washington, EUA, ouviu ontem (20), em audiência, a denúncia sobre a violação aos direitos dos povos indígenas brasileiros, apresentada pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e outras entidades da sociedade civil atuantes na questão indígena..

Povo Munduruku luta contra as barragens que matarão o Rio Tapajós

  • por Alice Branco

Povo Mundukuru

O povo Munduruku se reuniu durante a XI Assembleia da Etnia na aldeia Dace Watpu, em Itaituba, no passado dia 24 de setembro. Lá estiveram presentes 400 lideranças das aldeias do alto e médio curso do Rio Tapajós para reafirmarem sua luta contra os projetos de hidrelétricas que o Governo Federal pretende implantar na calha do Tapajós e em alguns de seus afluentes num total de 48 barragens.

Um filme sobre autodemarcação de terras, feito por guerreiras indígenas

  • por Alice Branco

foto

Um filme produzido pelas mulheres da aldeia Sawré Muybu que participaram da oficina de audiovisual durante o processo de autodemarcação. A decisão de fazerem a autodemarcação resultou da impossibilidade de continuarem esperando que o poder público demarque suas terras tradicionais já homologadas.

300 Guarani-Kaiowá reocupam área do seu tekoha Pyelito Kue/Mbarakay

  • por Alice Branco

foto

Essa terra tem dono! Em um comunicado, o Conselho Indigenista Missionário (CIMI) informa que cerca de 300 indígenas Guarani e Kaiowá do tekoha – lugar onde se é – Pyelito Kue/Mbarakay reocuparam ontem, quarta-feira (16) a Fazenda Santa Rita em Iguatemi, Mato Grosso do Sul. Os indígenas, que estavam confinados a poucos hectares, tomaram essa decisão visto sua comunidade, que tem direito à sua terra ancestral já homologada, está em situação insustentável e passando fome. Nesta ação não houve confronto já que na fazenda havia apenas um funcionário.