Óleo Essencial de Alecrim: Todos os Benefícios e Como Usar

Óleo Essencial de Alecrim: Todos os Benefícios e Como Usar

O alecrim (Rosmarinus officinalis) é uma erva que vem sendo usada há milênios para finalidades culinárias, terapêuticas e medicinais.

Uma das formas de usar o potencial medicinal do alecrim é através do uso do seu óleo essencial. Inclusive a própria ciência reconhece os poderes terapêuticos desse óleo.

E como não podia deixar de ser, esse conteúdo traz todos os benefícios do óleos essencial de alecrim para que mais pessoas possam conhecer e utilizar esse remédio natural.

As informações a seguir têm como fonte o conteúdo médico do site Healthline, elaborado pela nutricionista Marsha McCulloch.

Benefícios do óleo essencial de alecrim

Você vai se surpreender com os usos e benefícios do óleo essencial de alecrim.

Acompanhe!

Melhora a função cerebral

Na Grécia e na Roma antigas já se utilizava o alecrim para melhorar a memória.

O óleo de alecrim ajuda a prevenir a degradação da acetilcolina, uma substância química cerebral importante para a memória e a aprendizagem.

Nesse estudo, o óleo de alecrim aumentou a rapidez de raciocínio em 20 voluntários jovens adultos, enquanto inalavam o seu aroma e respondiam a questões matemáticas.

Essa outra pesquisa analisou os efeitos dos óleos essenciais de lavanda e alecrim durante a fase de provas e exames em estudantes de graduação em enfermagem. A pesquisa concluiu que os alunos de enfermagem que respiraram óleo de alecrim durante as provas, relataram sentir maior concentração.

Essa outra pesquisa sinalizou que a utilização do óleo essencial de alecrim e de outros óleos podem melhorar a função cognitiva em pessoas mais velhas com problemas de demência ou Mal de Alzheimer.

Estimula o crescimento do cabelo

O óleo de alecrim evita a alopecia androgenética (queda de cabelo de origem genética), doença que provoca a calvície.

Nesse experimento, homens com alopecia androgenética que massagearam óleo de alecrim no couro cabeludo duas vezes ao dia durante seis meses, tiveram significativo crescimento do cabelo. Além disso, relataram menos coceira no couro cabeludo.

Esse ensaio clínico em pessoas com alopecia areata (doença inflamatória que afeta o folículo piloso capilar em decorrência de fatores imunológicos ou genética) indicou que o uso do óleo de alecrim e outros óleos através de massagens no couro cabeludo mostrou significativa eficácia no tratamento desse problema capilar.

Serve para aliviar a dor

As propriedades analgésicas do alecrim foram comprovadas neste estudo em pacientes que tiveram AVC (acidente vascular cerebral).

Como sequela do AVC, eles sofriam de dores nos ombros e, para aliviar esse problema, receberam acupressão (técnica de massagem onde se estimulam pontos certos através da pressão) com uma mistura de óleo de alecrim e outros óleos por 20 minutos duas vezes ao dia, durante 2 semanas. Como resultado, os pacientes tiveram uma redução na dor.

Tem efeito antiestresse

O estresse e a ansiedade aumentam a frequência cardíaca de curto prazo e o óleo essencial de alecrim pode reduzir naturalmente estes estados.

A utilização de sachês de óleo essencial de alecrim e óleo de lavanda ajudou a reduzir a ansiedade, principalmente em situações em que se fazia necessário o uso da mente. Foi o que demonstrou essa pesquisa envolvendo alunos de enfermagem.

Outro apontamento foi feito por esse estudo com 22 adultos jovens, que constatou que  inalar óleo de lavanda e alecrim aumenta a atividade de eliminação de radicais livres e diminui o nível de cortisol na saliva. Ou seja, é uma aromaterapia contra o estresse.

O aumento dos níveis de cortisol prejudica o sistema imunológico, pode provocar insônia e desencadeia oscilações de humor, entre outros problemas de saúde.

Aumenta a circulação sanguínea

A má circulação sanguínea gera vários distúrbios de saúde como: varizes, pressão alta e problemas cardíacos.

Os benefícios do alecrim para melhorar a má circulação foram constatados neste estudo em uma mulher com doença de Raynaud e esclerose sistêmica, doenças que prejudicam a circulação.

A esclerose sistêmica é uma doença que afeta pele, vasos sanguíneos, coração, pulmões, rins, trato gastrointestinal e o sistema musculoesquelético, que é mais comum em mulheres, entre os 30 e 50 anos de idade.

Já a doença de Raynaud é um distúrbio que provoca a contração dos vasos sanguíneos dos dedos das mãos e dos pés em resposta ao frio ou estresse, fazendo com que  fiquem frios e esbranquiçados.

Na ocasião, a mulher com estes problemas de saúde, massageando as mãos com uma mistura de óleo de alecrim  percebeu que isso ajudou a aquecer os seus dedos. Tais  efeitos foram comprovados por imagens térmicas.

Ajuda a ter mais disposição

Entre  as propriedades do óleo de alecrim temos as de melhorar a função mental e combater a fadiga.

Neste experimento, 20 voluntários saudáveis inalaram óleo de alecrim e, após isso, foi verificado que se sentiram mais revigorados mentalmente e menos sonolentos.

Este aumento na disposição dos envolvidos, foi acompanhado por mudanças nas ondas cerebrais e aumentos na frequência cardíaca, respiração e pressão arterial.

Nesse outro experimento, a aplicação do óleo de alecrim através de massagens em voluntários fez com que estes se sentissem mais atentos, alertas, dispostos e alegres.

Reduz a inflamação articular

O óleo de alecrim ajuda a reduzir a inflamação que pode levar ao inchaço, dor e rigidez e vem mostrando resultados no alívio dos sintomas da artrite reumatóide.

A artrite reumatóide é uma doença autoimune, na qual o próprio sistema imunológico do corpo ataca tecidos como joelhos e outras articulações, provocando lesões e inflamações.

Nessa pesquisa, pessoas com artrite reumatóide receberam massagens de óleo essencial de alecrim nos joelhos, o que resultou na redução da dor e da fadiga.

Tem ação anticâncer

Essa análise sobre a composição química do óleo essencial do alecrim constatou que seus compostos têm um papel potencial no tratamento de doenças relacionadas à infecção por microrganismos ou proliferação de células cancerígenas.

Esse estudo avaliou o potencial anticancerígeno do óleo essencial de alecrim e outros óleos, através da aplicação em células cancerosas em tubos de ensaio. O estudo verificou  que o óleo essencial de alecrim tem efeitos antioxidantes, anti-inflamatórios e ajuda a evitar a proliferação do tecido cancerígeno.

Possui ação antioxidante

Essa revisão de estudos indica, entre os vários potenciais do óleo de alecrim, a sua ação antioxidante, que contribui para prevenir o estresse oxidativo das células, combater os radicais livres e evitar o envelhecimento precoce.

Ação antibiótica

Esse artigo científico destaca que o óleo essencial de alecrim apresenta efeito antibiótico, pois combate várias bactérias patogênicas (que podem causar doenças), o que pode contribuir para reduzir infecções sem precisar utilizar medicamentos cheios de efeitos colaterais ou pelo menos diminuir seu usos.

Age como repelente de insetos

Essa pesquisa testou em pessoas voluntárias o uso de um repelente feito à base de gel de alecrim,  percebendo a ação repelente desse óleo contra o mosquito Aedes aegypti.

Como usar o óleo essencial de alecrim

Pode-se usufruir dos benefícios do óleo essencial de alecrim através das seguintes formas de uso:

Aromatização

Utilizando um difusor, adicione 3 gotas do óleo essencial de alecrim em um pouquinho de água para aquecer e espalhar o seu aroma no ambiente.

Escalda-pés

Coloque algumas gotas de óleo essencial de alecrim em uma bacia com água fria ou morna para imergir os pés.

Vaporização

Nesse caso coloca-se 3 gotas de óleo essencial em 1 litro de água fervente para inalar o vapor.

Inspiração

Para inspirar o aroma do óleo essencial de alecrim, coloque algumas gotas desse óleo em um pano ou lenço de papel e o tenha próximo ao rosto para sentir o seu aroma.

Uso tópico

Uma das utilizações do óleo essencial de alecrim é a aplicação tópica (na pele).

Para isso, basta misturá-lo a um óleo carreador (base para a sua diluição).

Como opções de óleo carreador, use os óleos de jojoba, coco, macadâmia e amêndoa.

Como preparar a diluição para uso tópico

Veja como fazer a diluição do óleo essencial de alecrim para uso tópico:

Bebês

Use 1 gota de óleo essencial para 1 colher de sopa de óleo carreador.

Crianças

Use 1 gota de óleo essencial para 1 colher de chá de óleo carreador.

Adultos

Use de  3 a 6 gotas de óleo essencial por 1 colher de chá de óleo carreador

Depois de diluído, aplique essa mistura na planta dos pés ou na parte do corpo dolorida, esfregando e massageando o óleo na pele, a fim de facilitar a absorção do óleo e sua penetração na corrente sanguínea.

Contraindicações

Para fazer bom uso do óleo de alecrim é preciso prestar atenção a algumas contraindicações.

A aplicação do óleo essencial é contraindicada nos seguintes casos:

  • em grávidas
  • pessoas com epilepsia
  • indivíduos com pressão alta
  • em feridas ou lesões na pele
  • em áreas sensíveis, como os olhos e mucosas

Precaução de uso

Em geral, é bastante seguro usar óleos essenciais pois existem poucos riscos de reações a eles. Contudo, em alguns casos é faz necessário tomar algumas precauções:

  • Pessoas sensíveis aos princípios ativos de determinados óleos essenciais, podem apresentar reação alérgica ou irritação.
  • Os óleos essenciais não devem ser aplicados diretamente na pele ou ingeridos, pois podem causar irritação, sensação de ardência ou queimação, vermelhidão ou erupção na pele. Por isso, é necessário diluir todos os óleos essenciais em um óleo carreador, antes de aplicá-lo na pele.
  • Para prevenir reações alérgicas e irritação, faça um teste antes aplicando algumas gotas de óleo essencial diluído em óleo carreador em um pequeno ponto da pele (pode ser na parte interna do antebraço ou do pulso ou atrás da orelha). Deixe por 24 horas para verificar se não há reação.
  • A aspiração e inalação excessiva dos óleos essenciais podem causar tontura e início de síncope (perda súbita da consciência).
  • Prefira fazer uso dos óleos essenciais em difusores para aromatizar ambientes sem a presença de animais de estimação, crianças e idosos, pois estas criaturas são mais vulneráveis aos riscos de reações aos óleos essenciais.

Veja informações sobre o uso adequado do óleo essenciais em:

Alecrim: o aroma da alegria e da juventude

Por todos os seus extraordinários benefícios para a saúde, o alecrim é considerado a erva da alegria e da juventude, pois confere mais energia, vigor e vitalidade àqueles que fizerem uso dele.

Para mais conteúdos sobre os benefícios dos óleos essenciais, consulte:

Óleo essencial de pimenta-do-reino: detox e anticâncer. Veja usos e benefícios

Óleo essencial de hortelã-pimenta: todos os usos e benefícios

Óleo essencial de murta: propriedades e usos

Óleo essencial de laranja – usos e benefícios para a saúde

Sálvia: seu óleo essencial é medicinal. Como e quando usar

Óleo essencial de limão: propriedades e todos os usos

Óleo essencial de canela usos e benefícios: emagrece e muito mais

Óleo essencial de citronela: como usar e fazer o extrato em casa

Óleo essencial de mirra é o melhor remédio para curar feridas

Óleo essencial de gerânio: propriedades aromaterápicas e usos em casa

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *