10 Chás para Pressão Alta – Como baixá-la com remédios naturais

10 Chás para Pressão Alta – Como baixá-la com remédios naturais

O termo pressão alta é muito difundido entre nós, principalmente porque a hipertensão afeta muita gente. No Brasil há mais de 17 milhões de pessoas hipertensas, segundo dados da Sociedade Brasileira de Hipertensão.

A pressão alta – ou hipertensão – acontece quando a pressão sanguínea para o coração bombear o sangue para o corpo, é maior do que o normal, causando uma espécie de sobrecarga, que pode ser fatal. Basta lembrar que ter pressão alta é um dos principais fatores de risco para diversas doenças cardiovasculares, como AVC, aneurisma e enfarto.

É importante sempre fazer um acompanhamento médico para saber se os níveis de pressão arterial estão equilibrados e, caso seja necessário, tratar corretamente essa disfunção.

No entanto, em alguns casos, é possível utilizar alguns chás como aliados para ajudar a baixar a pressão, de modo natural.

Vale lembrar que essa ajuda das ervas deve ser feita somente após orientação médica, principalmente nos casos em que a pessoa toma regularmente medicamentos para baixar a pressão.

Chá, ervas e remédios, ainda que naturais, podem causar o que chamamos de interação medicamentosa, o que pode ser perigoso.

Conheça abaixo algumas receitas que podem ajudar a baixar a pressão arterial:

10 CHÁS QUE PODEM AJUDAR A BAIXAR A PRESSÃO ARTERIAL

pressao alta

Alho

O alho é eficaz no combate a várias doenças, ajudando a reduzir os níveis de colesterol ruim, fortalecendo o sistema imunológico e controlando a pressão, entre outros benefícios.

Para fazer uso dele para esse fim, basta amassar 1 dente de alho e deixar ferver em uma xícara de água por 3 minutos. Depois é só coar e beber a cada 12 horas.

Outra forma de utilizar o alho, é consumindo, em jejum, duas colheres (chá) de alho picado.

Erva-cidreira

Por ser um calmante natural, a erva-cidreira também pode ser utilizada para baixar a pressão arterial.

A receita é simples: 2 xícaras de chá de água, 1 colher (chá) de erva-cidreira e 1 colher (chá) de folhas de maracujá. Ferva a mistura, depois coe e tome.

Embaúba

Faça uma infusão com 1 colher (chá) de folhas secas de embaúba e 1 xícara de chá de água. Deixe descansar por 10 minutos, depois coe e beba, até três vezes ao dia.

Camellia sinensis: chá oolong, chá verde

São muitos os benefícios desta planta, a Camelia sinensis, a mesma usada para fazer o chá verde, o chá preto, o chá branco, o vermelho e o oolong.

Uma pesquisa demonstrou que o consumo frequente do chá verde e do chá oolong reduz o risco de desenvolver hipertensão.

Pepino

Coloque no liquidificador um pepino médio picado e descascado, e adicione 200 ml de água. Depois de bater, coe, adoce e beba antes das refeições.

Mel

O mel tem efeito calmante sobre os vasos sanguíneos. Por isso pode ser utilizado no combate à pressão arterial. É possível, por exemplo, ingerir todos os dias, em jejum, duas colheres de mel, ou fazer um suco de manjericão e mel, em quantidades iguais, e tomar antes de se alimentar.

Composto de ervas

Faça uma mistura de folha de abacate, erva-de-bugre, sete-sangrias, chapéu-de-couro e capim-cidrão. Ferva 1 litro de água e inclua 3 colheres do composto de ervas. Deixe a bebida abafada por cerca de 10 minutos e coe. Tome três vezes ao dia.

Batata inglesa

A batata pode ser bastante efetiva no combate à hipertensão. Um estudo divulgado na American Chemical Society mostrou que consumir esse tubérculo pode ajudar a reduzir a pressão arterial.

Para tanto você pode fazer a seguinte receita: separe cascas de batatas, 5 aproximadamente, e coloque para ferver durante 20 minutos. Depois, coe e beba 2 xícaras da bebida, no decorrer do dia.

Camomila

Da mesma forma que a erva-cidreira, a camomila é um calmante natural e pode ajudar a reduzir a pressão alta. Basta ferver 1 xícara de chá de água e 2 ou 3 colheres (chá) de camomila, por 3 minutos. Depois é só coar e beber.

Limão

O limão possui vitamina C, que tem efeito antioxidante no organismo, e ajuda na maleabilidade dos vasos sanguíneos, prevenindo a pressão alta. Para fazer uso dele com esse fim, beba 1 copo de água morna e o suco de meio limão, todos os dias, em jejum.

Consulte um médico

É importante ressaltar que o uso desses chás é indicado apenas para casos moderados e leves. Casos mais graves, que produzem sintomas, devem ser tratados clinicamente.

Além disso, estes chás são contraindicados para gestantes, lactantes, pessoas com problemas gastrointestinais ou de próstata.

Quem sofre com pressão alta sabe o quão inconveniente, atordoante e incapacitante pode ser esta condição.

Dores de cabeça constantes, enxaquecas, fácil irritabilidade, desgaste físico e emocional são apenas alguns dos sintomas de quem sofre com pressão alta.

Agora veja também sobre pressão alta, quais alimentos são recomendados e quais devem ser evitados.

Alimentos que devem ser evitados em caso de pressão alta

Um dos principais dilemas de quem sofre com pressão alta é saber evitar determinados alimentos que podem desencadear e agravar ainda mais essa condição.

Muitas vezes nem se percebe, mas os sintomas surgem logo após o almoço, jantar ou outra refeição, justamente pelos elementos que foram consumidos. Em vias gerais, a pressão alta será desencadeada pela concentração de calorias e sódio presentes nos alimentos.

Atualmente, especialmente quando se trata de “cozinha rápida”, a maioria dos alimentos disponíveis possuem altas quantidades de sódio, ocasionando aumento drástico na pressão de quem os consome.

Podemos citar os seguintes alimentos que devem ser evitados:

  • Sal
  • Produtos enlatados como molhos de tomate, picles em conservas  e outros alimentos prontos. Evitar esses alimentos é necessário pois o sal (sódio) é seu principal elemento de conservação
  • Açúcar
  • Pizzas e lasanhas congeladas
  • Temperos prontos de qualquer sabor (legumes, galinha, carne e etc.)

Como orientação geral, deve-se verificar a tabela de elementos do alimento que se deseja consumir.

Caso o sódio seja uns dos primeiros itens listados no rótulo (ou sal), esse alimento deve ser evitado, pois isso significa altas quantidades de sódio nele.

Alimentos recomendados para a pressão alta

Há determinados alimentos que são capazes de controlar e até mesmo diminuir a pressão alta. Isso pode ser extremamente benéfico para quem sofre com pressão alta, pois terão efeitos complementares junto à medicação.

Há, ainda, casos (após consulta médica) em que o paciente é capaz de diminuir a medicação recomendada seguindo uma alimentação saudável.

Basicamente, alguns elementos serão capazes de ajudar a diminuir a pressão, ou seja, controlar a pressão alta: fibras, magnésio e potássio.

Estes elementos podem ser facilmente encontrados em vegetais e frutas que têm baixos índices de sódio.

Podemos citar os seguintes alimentos recomendados para pressão alta:

  • Bananas: bananas são ricas em cálcio, potássio e magnésio. Aconselha-se uma banana ao acordar, uma pela tarde e outra após o jantar
  • Couve: rica também em todos os nutrientes necessários para baixar a pressão, a couve tem baixas quantidades de calorias. Pode ser preparada como saladas ou pratos quentes.
  • Pêssegos e nectarinas: Um pêssego médio (ou nectarina) pode prover 1% do cálcio necessário diário em nosso organismo, 8% do potássio e 3% de magnésio. Pode ser ingerido pelas manhãs e durante as tardes
  • Kiwi: Uma fruta deliciosa, o kiwi provê 9% das nossas necessidades diárias de potássio, além de grandes quantidades de magnésio e cálcio
  • Pimentão vermelho: também é rico nos nutrientes necessários para baixar a pressão. Extremamente saudável e aconselhado em dietas para tratar a pressão alta. Ao menos 1 pimentão por dia nas refeições
  • Brócolis: 1 xícara de brócolis cozido contém cerca de 14% das nossas necessidades diárias de potássio, 8% de magnésio e 6% de cálcio

Além disso, diversos outros vegetais de coloração verde escura podem auxiliar na dieta contra a pressão alta. Mas a dica mais preciosa é evitar alimentos processados, enlatados e congelados.

O importante é preparar a própria comida e evitar a adição de sal. Além disso, deve-se evitar a ingestão de álcool e também a prática de tabagismo.

Atenção!

A pressão alta pode ser um problema sério quando não tratada.

As informações aqui contidas não substituem a visita médica.

É importante que um médico ou especialista em saúde seja consultado antes de qualquer alteração em sua dieta alimentar.

Talvez te interesse ler também:

10 alimentos e ervas que são verdadeiros antibióticos naturais

Gengibre: 17 benefícios para saúde comprovados

Abacateiro: árvore medicinal onde tudo se aproveita

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *