A Antiga Tradição Sueca de Caminhar no Bosque para Conhecer o Futuro

  • atualizado: 
Årsgång

"Bola de cristal, jogo de búzios, cartomante...Como será o amanhã?" Ano Novo que começa e as pessoas correm para agendar um encontro com o seu guru preferido para saber um pouquinho sobre o futuro, pedir conselhos, etc. Pois na Suécia, o guru é o bosque.

Conheça a antiga lenda do Årsgång, a caminhada do ano que, embora não se use mais fazê-la, sua história continua.

Imagine estar em um bosque sozinho, ao seu redor há apenas a escuridão da noite, o som do vento e os batimentos cardíacos que te acompanham enquanto você avança na busca por seu futuro. Na Suécia, tudo isso tem um nome: a tradição de Årsgång, que é uma caminhada entre realidade e fantasia.

De acordo com esta crendice sueca, para que o ano seja propício, é preciso enfrentar a chamada caminhada do ano durante a fria Noite do Ano Novo pois, este passeio pode prever o que o ano vindouro reserva ao caminhante.

Caminha-se para encontrar as respostas de um futuro incerto.

É nessa noite que a lenda diz que é possível encontrar criaturas estranhas que vagam pela floresta.

As origens do Årsgång datam de 1600 e podem ser encontradas no livro Folk Belief e Traditions of the Supernatural de Tommy Kuusela.

Na prática, vagando sozinho, o aventureiro aprende sobre o seu próprio destino e o do local em que vive, após se encontrar no bosque com criaturas misteriosas e entidades assustadoras, como o cavalo do córrego, a huldra ou outros seres mais amigáveis.

O cavalo do córrego, por exemplo, enfeitiçava as crianças fazendo-as montar em suas costas e, uma vez que alcançava um número suficiente delas, jogava-se na água, afogando todos os pequenos cavaleiros. Igualmente instigante é a história da huldra, uma ninfa em forma de árvore que atraía as pessoas e depois as matava.

Nas páginas de Kuusela, há muitos outros personagens relacionados à estas caminhadas que devem ser uma experiência solitária, mesmo que, se duas pessoas se encontrarem, podem caminhar lado a lado, com a cláusula no entanto de não se comunicarem entre si.

Mas existem também espíritos mais cômicos e menos trágicos no livro.

Embora esta tradição não esteja mais em voga, desde 2013 existe um videogame que a lembra: uma animação que inclui uma caminhada na qual o jogador tem que derrotar os demônios e os espíritos do mal.

De qualquer forma, uma boa caminhada imerso na natureza, seja no bosque, numa praia deserta ou numa floresta, não deixa de ser uma ocasião perfeita para entrar em profundo contato consigo mesmo, e descobrir o próprio futuro. Difícil é encontrar lugar deserto e seguro para fazer tal experiência.