Como manter o pet seguro e tranquilo durante as festas de fim de ano

Como manter o pet seguro e tranquilo durante as festas de fim de ano

Fim de ano chegou trazendo agitação, visitas, festas e viagens. A alegria dos adultos, muitas vezes é  o tormento dos pets.

Toda essa festança pode deixar o animal de estimação mais nervoso, apreensivo e agitado, provocando nele reações de fuga, estresse ou ansiedade.

Para evitar que isso aconteça, nós do greenMe estamos fazendo uma série de conteúdos com dicas e orientações para o pet ficar mais tranquilo e seguro.

No conteúdo de hoje serão apresentadas dicas para aliviar o estresse e manter a segurança dos pets em períodos mais agitados, como o das festas e viagens de final de ano.

Confira!

Medidas para o pet ficar mais seguro e tranquilo

Nas ocasiões em que a rotina é alterada, é muito importante ajudar o pet a se familiarizar e se adaptar à essa mudança, mantê-lo seguro e calmo.

Veja algumas formas de manter o pet protegido e bem:

Familiarizar os pets com as visitas

Quando receber visitas, sempre tenha o cuidado de ver se o pet não está perto do portão, pois é nesses momentos que costumam ocorrer as fugas.

Se as visitas são estranhas ao pet, ajude ele a se familiar com elas, deixando o pet cheirar e se aproximar naturalmente. Essa dica só não vale se o pet for bravo e por algum motivo reage com agressividade a estranhos. Nesse caso, o indicado é mantê-lo em um lugar tranquilo, até a visita sair.

Saiba como lidar com pets nervosos em:

Telas de proteção e locais mais protegidos

Para garantir a segurança do pet na moradia, principalmente em apartamentos, coloque telas de proteção em janelas, sacadas e varandas para evitar que o pet se machuque ao tentar fugir de situações estressantes para ele.

Outra situação que exige atenção são casas com muros muitos baixos. Nessa situação, o indicado é aumentar o muro, para que não facilitar a fuga do pet.

Cinto de segurança para pets, viaje com ele de forma segura

Caso resolva viajar de carro com o pet, prepare o veículo para transportá-lo e vá acostumando-o a esse transporte, fazendo pequenos trajetos com ele, para ver como reage e se comporta.

Se ele for agitado, leve-o dentro de uma caixa de transporte.

Para acostumá-lo a entrar na caixa de transporte é necessário um período de adaptação, colocando petiscos e brinquedos dentro da caixa para os pets entrarem e se familiarizar com o interior da caixa.

No caso do pet se adaptar bem ao veículo, sem precisar de caixa de transporte, coloque o cinto de segurança na peitoral dele e utilize assentos apropriados para pets, para que o animal possa ser transportado de forma confortável e segura.

Esses acessórios podem ser encontrados em lojas especializadas de produtos para pets.

Atenção

Não prenda o cinto de segurança na coleira! Prenda o cinto de segurança em uma peitoral, Dessa forma, se houver uma freada brusca não correrá o risco de sufocar o animal.

Se o pet tiver enjoo de viajar de carro, é recomendável dar um antiemético indicado pelo veterinário para ele não vomitar e sentir desconforto estomacal.

Outra precaução em relação aos pets que têm enjoo de viagem é o de alimentá-lo e dar água horas antes de viajar, pois se alimentar pouco antes da viagem irá intensificar o mal-estar do pet.

Se o pet fica nervoso ao viajar, o indicado é tranquilizá-lo com calmantes naturais, antes da viagem.  Se calmantes naturais não resolverem, é necessário consulta ao veterinário para prescrever o calmante mais indicado para o pet.

Veja como acalmar os pets naturalmente em:

Em caso de viajar com o pet de avião, siga as orientações desse conteúdo:

Mantenha o pet tranquilo, em fases com fogos barulhentos

Em várias cidades, os festejos de passagem de ano ainda são barulhentos, infelizmente

Tomara que mais cidades brasileiras implantem os fogos silenciosos:

Levando em conta essa situação, enquanto os fogos silenciosos não são uma realidade em todas as cidades, a passagem do ano pode vir a se tornar uma tortura para os pets, por causa dos fogos barulhentos. Por isso, se o pet tiver pânico de fogos, mantenha-o dentro de casa, em um local que ele se sinta seguro e calmo e feche as janelas e portas para abafar os barulhos.

Siga mais recomendações para prevenir o estresse do pet aos fogos de artifícios barulhentos em:

Plaquinha de identificação

Mantenha uma coleira ou peitoral no pet e pendure uma medalhinha ou plaquinha de identificação contendo nome do animal, nome e contato do tutor. Em caso de fuga, essa medida ajuda ele a ser encontrado mais facilmente, pois quem achá-lo poderá identificar quem é o tutor do animal e entrar em contato com ele.

Cuide para que o ambiente do lar seja seguro para o pet

Outra questão que é preciso atentar, é o ambiente onde o pet fica e transita na moradia, principalmente em períodos mais agitados. Por exemplo, objetos que o pet possa esbarrar e se machucar ou comidas que ele pode pegar e que não são apropriadas para ele.

Evite ansiedade de separação no pet

Tem animais de estimação que convivem muito com seus humanos e, no caso de ficarem sozinhos ou com estranhos, podem se ressentir muito, ficando doentes, deprimidos ou estressados.

Para prevenir que isso aconteça, evite deixá-los nessas situações ou crie condições favoráveis para que ele se sinta seguro, protegido e tranquilo ao ficar longe de seu humano, como por exemplo ficar com uma pessoa responsável que eles estão acostumados e têm vínculo afetivo.

Promova brincadeiras, passeios e atividades físicas ao pet

Assim como nós, os pets precisam de momentos de lazer e diversão para se sentirem bem e se exercitarem.

Animais que ficam muito fechados e parados tendem a desenvolver doenças ficando entediados, nervosos ou tristes.

Para evitar que isso aconteça ainda mais durante a agitação de final de ano, brinque com seu pet, proporcione recreação a ele e o leve para caminhar, sempre com a guia, pois solto na rua é arriscado.

Pet tranquilo para começar o ano novo bem

Todas essas dicas e recomendações têm o objetivo de prevenir riscos para integridade do pet e o aumento de fugas de animais, pets perdidos que ficam vagando nas ruas por não serem encontrados e, na pior das hipóteses, acidentes com animais que fogem.

Infelizmente, nos períodos das festas de final de ano este problema se intensifica. Por isso, essas dicas visam mudar essa realidade proporcionando mais segurança ao pet.

Nesse caso, o bom e velho ditado cabe nessa situação: prevenir é melhor que remediar!

Para mais dicas de cuidados com os pets, confira:

Cachorro na piscina: pode? É higiênico para humanos e seguro para os animais? Dicas e cuidados

Cachorro na praia: veja os riscos à sua saúde e tome os cuidados

Receitas de Biscoitos Saudáveis para Cachorros

Acupuntura para pet: conheça os benefícios 

Carrapatos em animais: remoção com 2 receitas naturais

Aromaterapia para animais: conheça utilidades e benefícios

Como eliminar pulgas com remédios naturais e caseiros

Como fazer brinquedos para gatos reaproveitando materiais

Problema urinário em gatos: como prevenir e tratar com remédios naturais

Envenenamento de cães e gatos: como proceder em caso de intoxicação

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *