Intolerância à lactose e o consumo de leite

Intolerância à lactose

Uma das propostas de dieta mais populares do momento consiste em deixar de lado um nutriente que está em abundância tanto no leite, quanto em seus derivados. Segundo essa proposta, a lactose deve ser removida da alimentação, mesmo entre o público que não possui qualquer intolerância à substância.

Por que se recomenda a dieta sem lactose?

A dieta sem lactose é recomendada às pessoas que sofrem de intolerância à lactose, ou hipolactasia, que é um transtorno no metabolismo da lactose, o açúcar do leite, devido a quantidade insuficiente da enzima necessária para romper a lactose em galactose e glucose: a lactase. Eliminar o leite da dieta destas pessoas acabaria com os distúrbios ocasionados pela ingestão da bebida, cujos sintomas mais comuns incluem dor abdominal, diarreia, flatulência, cãimbras, gases, assaduras, inchaço abdominal, náusea e vômito. Há quem defenda a tese de que o corte da lactose na alimentação, diminuiria peso corporal, porque, conforme determinados nutrólogos, além do ganho de peso, o leite causaria constantes inflamações no organismo, que favoreceriam à obesidade.

A dieta sem lactose emagrece?

Bem, segundo os profissionais que defendem a dieta, a proteína do leite é que é a raiz do problema do ganho de gordura. Entretanto, não há evidências cientificamente comprovadas de que leite ou derivados levem a um quadro de obesidade. O emagrecimento decorrente dessa alimentação, certamente se deve ao fato de, com menos alimentos presentes na dieta, o número de calorias ingeridas acaba sendo reduzido.

Inclusive, além de o leite não ser responsável, por si só, pelo efeito de ganho de peso, ainda pode contribuir para emagrecimento, se consumido desnatado ou semi. Tudo isso porque o leite é rico em cálcio – elemento que pode impedir a agregação de gordura, estimulando ainda o metabolismo. Além disso, ainda ajuda na sensação de saciedade, ou seja, há uma ingestão menor de comida.

O dito ‘estufamento’ estomacal que ocorre quando se toma leite, existe em decorrência de intolerância à lactose, porque há uma fermentação excessiva. Assim, quando se retira o elemento, há uma diminuição no inchaço corporal. Contudo, pessoas que não tenham problemas com lactose não têm restrições, e a fermentação ocorrerá em níveis normais, sem inchaço.

Problemas de saúde causados pela dieta

Leia também: O leite faz bem à saúde?

Cálcio

Como o leite é rico em cálcio, muitos argumentam que ele seja um aliado poderoso da saúde, fazendo com que ossos e dentes estejam em plena saúde, sem qualquer risco de perda óssea via osteoporose, mas existem muitas fontes vegetais de cálcio.

Lactobacilos

Leite e derivados também proporcionam outro elemento muito interessante: trata-se dos lactobacilos, que ajudam na manutenção da flora intestinal; fazendo com que a digestão ocorra de forma correta, sem estufamento, gases, ou outros transtornos. A absorção de minerais e vitaminas pelo corpo também se dá pelo probiótico.

Fonte foto: freeimages.com