Existe queijo naturalmente sem lactose? Veja a lista deles

Existe queijo naturalmente sem lactose? Veja a lista deles

Amantes de queijo podem até comemorar, mas com moderação, pois existe sim queijo naturalmente sem lactose! Porém, é preciso ficar atento ao tipo de queijo, pois o processo de fabricação influencia na quantidade de lactose que sobra em cada um deles. Saiba mais.

O que é lactose?

Antes de mais nada, precisamos entender que a lactose é o açúcar presente no leite e seus derivados. Trata-se de um dissacarídeo composto por dois monossacarídeos: a glicose e a galactose.

A lactose é produzida pela glândula mamária dos mamíferos. Para termos uma noção, o leite humano possui cerca de 7,2% de lactose, enquanto que o leite de vaca tem 4,7%.

É a lactose que dá ao leite um sabor levemente adocicado e faz com que os lactobacilos a transformem em ácido lático.

Intolerância à lactose – o que é

Ao nascermos, nosso corpo produz uma enzima chamada lactase, capaz de digerir a lactose transformando-a em glicose e galactose, que são melhores absorvidas pelo intestino delgado.

A intolerância à lactose é uma condição causada pela ausência da enzima lactase no intestino delgado e ela é caracterizada como:

Primária – causada pela diminuição da lactase à medida que a pessoa envelhece;

Secundária – causada por lesões no intestino delgado (infecções, doença celíaca, processos inflamatórios);

Do desenvolvimento – que ocorre em bebês prematuros e melhoram com o tempo;

Congênita – doença genética rara em que é produzida pouca ou nenhuma lactase desde o nascimento.

Principais sintomas da intolerância à lactose

Quando o corpo não produz a quantidade de enzima lactase suficiente, ou quando consumimos lactose em excesso, podemos ter sintomas como

Geralmente, esses sintomas aparecem após 30 minutos ou até 2 horas após o consumo de leite ou derivados.

Tudo vai depender da quantidade de lactose consumida, bem como se a pessoa possui ou não intolerância a ela.

Para saber se a pessoa é de fato intolerante à lactose, recomenda-se a realização de um exame laboratorial específico. Confirmado o diagnóstico, o tratamento pode variar entre a restrição no consumo de lactose ou ingestão da enzima lactase.

Não é recomendado cortar totalmente o leite devido ao fato dele ser uma fonte de cálcio. Por isso, um médico, um nutricionista ou outro profissional de saúde devem ser consultados.

O queijo e a lactose

Quando falamos em intolerância à lactose, uma das primeiras coisas que imaginamos é a proibição do consumo de tudo o que é leite e derivados, não é mesmo? Mas não é bem assim!

Felizmente, existem alternativas satisfatórias para os amantes do queijo, principalmente para aqueles que não vivem sem um queijinho no pão…

O site Sem Lactose, escreveu um artigo explicando sobre o processo de fabricação do queijo e listou quais deles possuem mais ou menos lactose de forma natural.

Basicamente, o queijo é produzido através do processo de coagulação do leite. Para que isso aconteça, o leite é aquecido e resfriado. Nessa etapa o soro do leite é descartado e é nele que está concentrada boa parte da lactose.

Depois disso, a massa que sobra é prensada e enformada para passar pelo processo de maturação, onde a lactose será transformada em ácido lático (glicólise).

Isso só é possível porque as bactérias utilizadas na fermentação consomem a lactose, fazendo com que a maioria dos queijos sejam naturalmente sem lactose.

Mas na verdade, não existe queijo naturalmente ZERO lactose. Os que assim são denominados é pelo fato de terem a enzima lactase incorporada ao leite no processo de fabricação do queijo.

Lista dos queijos com menor teor de lactose

Os queijos maturados possuem menos lactose do que os queijos frescos, pois as bactérias utilizadas no processo fermentativo consomem a lactose.

Já os queijos processados (tipo cheddar embalados individualmente), contém mais lactose do que os tradicionais. Esses são compostos por massa de queijo, leite em pó e soro de leite, além de corantes, emulsificantes e aromatizantes.

O Sem Lactose listou as quantidades de lactose em cada 100 gramas de queijo:

  • Mussarela de vaca: 0,07g
  • Mussarela de búfala (fresca): 1,0 – 2,0g
  • Gorgonzola: 0,06g
  • Emmental: 0,1g
  • Gouda (vaca ou de ovelha): 0,1g
  • Feta (de ovelha): 0,1 – 0,5g
  • Havarti: 0,1g
  • Brie: 0,4g
  • Camembert: 0,1 – 0,4g
  • Muenster: 0,1g
  • Parmesão: 0,06g
  • Provolone: 0,1g
  • Minas frescal: 1,0 a 2,0g
  • Ricota: 2,0g
  • Queijo coalho: 1,25 a 2,0g
  • Coalhada: 2,9g
  • Cream cheese: 2,5g
  • Requeijão: 4,4g
  • Requeijão light: 7,3g

Lembrando que dificilmente consumimos 100 gramas de queijo em uma única refeição, pois em geral o consumo varia entre 20 a 40 gramas, dependendo do queijo. Por isso é bom nunca exagerar na dose.

Além disso, é importante fazer um acompanhamento nutricional, principalmente se apresentar algum dos sintomas citados anteriormente, pois pode não ser apenas intolerância à lactose, mas talvez uma alergia e são coisas diferentes. A alergia à lactose é bem mais grave e pode ser mortal inclusive.

De qualquer forma, esse artigo mostrou que a maioria dos queijos, os maturados (ou curados), é naturalmente sem lactose devido ao processo de maturação e podem ser consumidos até por quem é intolerante, mas com moderação.

Fora isso,  existem os queijos vegetais, feitos sem crueldade animal. Estes podem ser uma ótima opção para intolerantes, alérgicos e veganos. Pense nisso!

Talvez te interesse ler também:

Veja como escolher o melhor tipo de queijo para a saúde

Receitas práticas de como fazer Tofu caseiro

Iogurte de Biomassa de Banana Verde – Receita Delícia Saudável!

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *