Yoga durante a gravidez: os benefícios para mamães e bebês

A yoga na gravidez é recomendada para preparar ao parto, o corpo e a mente da futura mamãe. A gravidez pode ser um momento delicado, dependendo da saúde da mulher, mas também pode ser um período de vida muito feliz, uma oportunidade para aprofundar o conhecimento sobre si mesmo e sobre o seu corpo que está passando por tantas mudanças, e que envolvem tantos aspectos.

Durante os nove meses, o corpo e a mente da mulher se preparam para receber uma nova vida e a yoga pode ser a chance de relaxar e se preparar para um parto tranquilo, o quanto possível, e sem ansiedade.

 

 

 

Os benefícios da yoga na gravidez

Quando praticada corretamente, a yoga pode ser um instrumento para escutar e entender o próprio corpo. Entre os benefícios possíveis, encontram-se:

1. Mais força e energia
Fazer as asanas fortalece braços, pernas, ombros e quadris. Todas as partes do corpo que ajudam a suportar o peso da barriga, e que em geral precisam ser tonificadas.

2. Relaxamento
Respirar profundamente durante a prática da yoga tem um efeito positivo sobre o sistema nervoso e estimula a ativação do sistema parassimpático, o que ajuda a entrar em estado de relaxamento, promovendo o sono e a digestão.

3. Equilíbrio
Durante a gravidez, o corpo da mulher sente a necessidade de estabelecer um novo equilíbrio, tanto físico como psicológico. A prática de asanas e a meditação ajudam muito neste sentido. Assim, um novo equilíbrio é possível.

4. Entrar em contato consigo e com o bebê
Yoga não é apenas útil do ponto de vista físico - desde a preparação da pélvis à uma melhor circulação - mas também do ponto de vista emocional e na busca de si mesmo. Com a respiração tranquila, típica da yoga, e com o relaxamento, as gestantes poderão entrar em um contato profundo consigo mesmas através de uma busca interior extraordinária.

5. Preparação ao parto
Aproximar-se do momento do parto de uma maneira tranquila, oferece benefícios extraordinários para a mãe e para a criança. A yoga ajuda a aprender técnicas de respiração que podem ser úteis durante o trabalho de parto, em especial para reduzir a tensão.

foto: Style Craze

foto: Hughes Styles

foto: Yoga Embodied

foto: Fashion Lady

Algumas recomendações

Praticar ou não praticar yoga durante a gravidez é realmente uma escolha pessoal que depende muito das condições de saúde e dos objetivos a serem obtidos. As mulheres que não se sentem em condição de fazer as asanas, podem dedicar-se apenas à meditação. É importante lembrar que:

1. Algumas escolas desaconselham a prática de Yoga durante a gravidez. Muito depende dos tipos de asanas e das diferentes propostas dentro dos diferentes métodos de ensino.

2. Alguns profissionais recomendam substituir a prática de asanas pela meditação durante a gravidez.

3. O período a se praticar yoga durante a gravidez pode variar de acordo com a saúde da gestante, o método utilizado e os exercícios sugeridos pelo professor. Alguns professores, por exemplo, sugerem que a prática da yoga se dê somente depois do 3° mês, dado que o primeiro trimestre é muito delicado.

A recomendação principal no entanto, é a de evitar de fazer yoga sozinha durante a gravidez e contar sempre com o acompanhamento de um professor experiente e competente, possivelmente com uma especialidade dedicada aos asanas e aos exercícios para mulheres grávidas.

As lições de yoga poderiam ser feitas tanto individualmente, muito úteis para encontrar as respostas às suas perguntas, quanto em grupo, o que seria ideal para as mulheres que buscam socializar e compartilhar deste momento tão especial com outras mulheres.

Leia também:

PRIMEIROS SINTOMAS DE GRAVIDEZ: SERÁ QUE VOCÊ ESTÁ GRÁVIDA?

A YOGA É REALMENTE PARA TODOS: VALERIE SAGUN DEMONSTRA ISSO AO MUNDO

10 SUPER ALIMENTOS PARA A GRAVIDEZ

OS EFEITOS DO CIGARRO NOS BEBÊS DURANTE A GESTAÇÃO: IMAGENS DE ALTA DEFINIÇÃO

Fonte foto capa: SquareSpace