Pessoas tóxicas: os 10 tipos mais comuns para mantermos distância

Nem sempre a vida nos presenteia pessoas lindas, fofas, sensíveis e amigas. Às vezes acontece de termos que conviver, no trabalho, na escola, em diversas situações, com pessoas carregadas de uma atmosfera pesada.

Claro que Freud-Jung-Lacan (entre outros) explicam determinados comportamentos que podem esconder uma pessoa medrosa, insegura e até mesmo , por trás de seus modos de serem e de agirem com as outras pessoas.

Também é bom lembrar que muitas vezes nós também passamos por momentos carregados de baixo astral e negatividade. Nessas horas é bom lembrar que ninguém tem nada com isso e tentemos não espalhar o nosso mau-humor por onde passamos.

Mas aqui falamos de pessoas que geralmente ou constantemente ou muito frequentemente estão pra baixo.

Em todos os casos, enfrentar estas pessoas com leveza e alegria seria a melhor arma para suportar o peso da atmosfera que elas criam em torno e, se não der, não deu, melhor manter distância para preservar o bem-estar do espírito.

Conheça os tipos mais comuns de pessoas tóxicas

1. O pessimista

Pessoas pessimistas não só veem tudo escuro pela frente, como, infelizmente, às vezes, tendem a subestimar e a não aceitar o estado de felicidade das outras pessoas. Se você não se sentir à vontade ao lado de pessoas pessimistas, você não é obrigado a ficar perto delas, mas você poderia tentar contagiá-la com o seu otimismo.

2. O invejoso

Pessoas invejosas têm um grande ressentimento pelas coisas boas: o sucesso, as vitórias e todas as coisas positivas que acontecem com os outros, bem como os objetos que os outros possuem, ao ponto de poderem odiar a felicidade alheia. Talvez elas sejam só ignorantes e não tenham percebido que somente cada um pode saber a própria dor e a própria delicia de ser o que se é.

3. O manipulador

Pessoas com baixa auto-estima e com personalidade fraca e passiva podem se tornar facilmente vítimas de um manipulador, ou seja, de uma pessoa que tende a controlar a vida dos outros, tentado convencê-los de seus discursos cuidadosamente estruturados. Tenha cuidado com pessoas manipuladoras e tome as decisões da sua vida apenas com a sua própria cabeça.

4. O crítico

A vida dos críticos é cheia de julgamentos negativos e destrutivos sempre prontos a serem expostos sobre as pessoas e as situações ao redor. A crítica é uma coisa muito boa e serve para desconfiarmos e melhorarmos o que fazemos e o mundo em que vivemos mas, os críticos de plantão que falamos aqui, são aqueles que sempre veem o lado ruim da moeda. Seus julgamentos só servem para levar as pessoas para baixo e muitas vezes revelam os seus próprios defeitos.

5. O oportunista

É um grande prazer ajudar quem realmente precisa, mas devemos tentar ficar longe dos oportunistas. O oportunista tende a tirar proveito de situações e das circunstâncias favoráveis, mas desaparece em tempos difíceis e quando deveria ser a sua vez de ajudar os outros.

6. O egocêntrico

As pessoas egocêntricas acham que o mundo é somente delas, tendem a pensar somente em si mesmas e querem sempre ser o centro das atenções. Até aí essas pessoas seriam até suportáveis mas o pior acontece quando um egocêntrico tenta brilhar diminuindo o trabalho ou as características das pessoas ao seu redor. É aí que quem não acha que o mundo é uma batalha de egos, sente a necessidade manter distância.

7. O incoerente

Certamente não é fácil sempre ser coerente em todos os aspectos da vida e, até Raul Seixas dizia que preferia ser uma metamorfose ambulante mas…haja paciência! Algumas pessoas não fazem mesmo um mínimo esforço para serem coerentes, tirando proveito do que lhes convém ser ou não ser coerente com que coisa e em que momento. E é aqui que começam os problemas. Não dê a menor importância às pessoas que te atormentam com conselhos não solicitados, sendo os primeiros a não segui-los.

8. O arrogante

As pessoas arrogantes tendem a intimidar os outros em qualquer situação e em qualquer discussão, mesmo quando elas são confrontadas com uma questão trivial diária, como a lista de compras. Caso queira entrar em discussão com uma pessoa arrogante, prepare-se para levantar sua auto-estima e para assegurar a sua opinião e os seus direitos. Os arrogantes acham que só eles sabem das coisas e pensam (só pensam) ter razão em tudo. Assim, perdem a grande joia da vida que é aprender.

9. O irascível

O irascível tem dentro de si uma quantidade infinita de raiva reprimida. Além disso, qualquer situação complicada pode vir a lhe provocar ainda uma nova raiva. É muito justo querer desabafar a raiva, mas não se pode atingir as pessoas que realmente não merecem e que não têm nada a ver com o motivo da raiva.

10. A vítima

Talvez este seja o tipo que mais commumente suportamos porque a princípio sentimos dó e acreditamos nas suas injustiças, mas chega uma hora que a gente se liga que não dá para sempre ser a vítima do mundo. A vítima pensa que sempre é ela o alvo de qualquer tipo de infortúnio e sendo assim, a vítima é uma pessoa compassiva, faz de tudo para evitar suas responsabilidades porque, claro, ela tem que ser vítima, nada pode dar certo porque ela tem que provar que sim, o mundo quer apenas ver a sua derrota. Por isso, mantenha distância de pessoas vítimas porque elas são apenas vítimas de si mesmas.

Leia também:

PARA ENCONTRAR O BOM HUMOR, BASTA FAZER UMA BREVE CAMINHADA AO VERDE

VOCÊ É FELIZ? DEZ SINAIS QUE DEMOSTRAM FELICIDADE

10 MÚSICAS PARA LEVANTAR O ASTRAL

Fonte foto: brylliancedesign