©Estudio de Crochê/Youtube

Polvo de crochê: para que serve e por que funciona

Polvo de crochê: para que serve e por que funciona

Ursinhos de pelúcia, bonequinhas, mantinhas, bonecos. Os bebês, logo nos primeiros meses depois do nascimento, já ficam familiarizados com esses brinquedos. No entanto, mais do que o aspecto lúdico, alguns deles podem ser importantes também para a saúde dos bebês. Já ouviu falar do polvo de crochê?

Além de serem fofos, eles têm ajudado bebês prematuros a se sentirem mais seguros e se desenvolverem melhor.

Abaixo, conheça esse inusitado acessório.

Polvo de crochê: para que serve e como funciona

Em 2013, um projeto dinamarquês chamado Octo passou a difundir a ideia de confeccionar polvos de crochê como forma de acalmar recém-nascidos prematuros, que ficam em incubadoras.

Por trás dessa iniciativa, existia um fim terapêutico: os tentáculos, por remeterem ao cordão umbilical e ao útero materno, fariam os bebês se desenvolverem melhor e ficarem mais tranquilos.

Além disso, o reflexo dos recém-nascidos de segurar o que veem pela frente pode ser um problema no hospital, já que eles podem arrancar as sondas e acessos utilizados para dar medicação. Com a presença do polvo, as chances de que isso aconteça diminuem.

A equipe médica Aarthus comprovou, na ocasião, que houve melhora também dos sistemas respiratórios e cardíacos dos bebês. De lá para cá, os brasileiros aderiram à prática, em alguns hospitais.

Como devem ser os polvos de crochê?

O polvo de crochê pode servir também para bebês maiores, porém deve ser confeccionado com material 100% algodão, sem adereços colados (pois podem descolar, aumentando o risco de o bebê engolir essas partes).

Os tentáculos não devem ultrapassar 22 centímetros para preservar a segurança do bebê e o bichinho precisa ser esterilizado antes do uso.

Embora seja uma iniciativa importante, vale lembrar que o vínculo da mãe com o bebê ainda é a melhor forma de preservar a saúde e o desenvolvimento dos recém-nascidos.

Quantos tentáculos devem ter?

Na hora de confeccionar o polvo, vale ficar de olho na quantidade de tentáculos que eles devem ter.

Existem inúmeros tutoriais na internet mostrando como fazer o polvo de crochê. No mundo real, os polvos possuem 8 tentáculos, sendo que 6 deles são usados como braços e 2 são usados como pernas.

É o que demonstrou um estudo da Europa, feito com base em observações dos animais em centros europeus. Eles descobriram que os dois tentáculos de trás são usados pelos polvos para se mover no mar e para impulsionar o nado, e os outros seis ajudam na propulsão e a pegar objetos.

Como fazer polvo de crochê

Gostou desse brinquedo? Pois é! E você mesmo pode fazer se for apaixonada por crochê! Não é difícil. Vale a pena tentar.

Leia também:

Siga no vídeo abaixo o passo a passo para fazer um polvo de crochê do jeitinho que deve ser!

Talvez te interesse ler também: 

Leite no copinho é a melhor opção? Por que dar e como dar

Criança com olheira é normal? Quando se preocupar? 

Abstinência de telas: as consequências dos eletrônicos na vida das crianças 

Fraldas ecológicas: bom para o bebê, o meio ambiente e o bolso

Comida para bebês cheia de metais pesados. O que fazer?

Pedagogia Waldorf o que é? 10 princípios para entender a filosofia de educação de Rudolf Steiner

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *