Bebê na praia, com ou sem fraldas e roupas, o que é melhor?

  • atualizado: 
Bebê praia

Esta é uma questão que muitos pais enfrentam - o que é melhor, deixar o bebê nu na praia, para que tome todo o sol e o ar a que tem direito, ou cobrir alguma parte do corpo para protegê-lo da areia e do sol? O que será melhor? E em quais condições de praia, areia, sol e água dá para ficar nu na praia?

Nu ao sol e ao vento

É uma lindeza a gente poder deixar nossos bebês nuzinhos, ao léu, em uma praia limpa, um mar despoluído. Sim, é um sonho a criança andar livre, leve e solta, sem fraldas ou qualquer pano que atrapalhe seus movimentos. Uma situação ideal, claro.

Areias e águas

Porque as areias da praia nem sempre são tão limpas quanto seria de se desejar - e, o menor problema, a meu ver, é o cocô de cachorro que possa estar por lá. Se bem que, nas praias urbanas, cocô de cachorro é tão abundante quanto as pessoas que por lá caminham, certo?

Sem fraldas e sem calcinha?

Mas, aí você resolve deixar seu bebê sem fraldas - isso sim, é ótimo pois areja a pele e dá muita liberdade de movimentos, claro mas, também aumenta a área de contato direto do bumbum da criança com os resíduos, vários, da areia, e isso não é nada bom, com certeza.

Porém, se você quer deixar seu bebê sem cueca, calcinha, biquini, maiô ou fraldas, vá em frente e mantenha o pequeno em cima de uma toalha grande. Para além da sensação de liberdade, de andar “peladinho”, o mais importante, a meu ver, é a limpeza básica do ambiente - praia, areia, água, corpinho da criança.

O que vão pensar os outros?

Realmente, esta não é uma questão que me comove - que cada qual, dos seus respectivos guarda-sóis, pense o que quiser pensar mas, é claro que a criança, que vive em sociedade, terá de, algum dia, aprender algumas regras sociais de boa convivência. Aqui me refiro ao fato, real e esperado, de que a criança pequena, que ainda usa fraldas, fará suas necessidades no momento que sentir vontade, sem se importar se está na praia, na toalha, no mar ou até, no colo de alguém. Como já disse acima, limpeza é fundamental e não há cocô ou xixi de criança que resista a uma boa enxaguada em água de mar (se esta estiver limpa, claro).

Mas, e se o mar estiver poluído?

Neste caso, caro leitor, escolha outra praia para você e sua família. E lembre-se que, um mar poluído é uma areia também poluída.

Cuidados ao sol

Mesmo que o tempo esteja encoberto, cuidado com o mormaço; mesmo que o dia esteja nublado, acredite que o sol queima, e muito. As dicas básicas são evitar as horas de sol a pino e usar protetor solar se precisar (se for bem cedinho ou à tardinha, pode nem precisar, depende também da idade e da pele do bebê). Um bom guarda-sol também é indispensável se na praia não houver sombra natural de árvores.

Cuidados do bebê pós praia e mar

Um bom banho de água doce, um creminho hidratante, água pura para tomar e um soninho na sombra é que é bom, para qualquer bebê que passou algum tempo na praia - e, tudo isso, mesmo que a criança não tenha entrado no mar, não tenha pegado sol, não tenha saído da sombra do seu guarda-sol.

Roupinha molhada - não!

Essa é uma condição de saúde, para todos, grandes e pequenos. Não faz nada bem ficar com roupa molhada secando no corpo. Tenha isso em mente e leve diversas mudas de roupa para as suas crianças, caso vá à praia.

Leia também:

setaCACHORRO NA PRAIA: VEJA OS RISCOS À SUA SAÚDE E TOME OS CUIDADOS

setaPAPAKOLEA BEACH, A MARAVILHOSA PRAIA VERDE DO HAVAÍ

setaCONHEÇA 15 HOTÉIS ESTRANHOS AO REDOR DO MUNDO