Coronavírus suspende touradas: 120 touros salvos da crueldade

Um ser microscópico como o novo coronavírus, vem provocando grandes mudanças na sociedade mundial, seja na política, na cultura que na economia. Uma destas mudanças está acontecendo na Espanha, com as touradas canceladas.

Esse esporte cruel foi suspenso em virtude da proliferação do caótico Sars-Cov-2, de Madri a Valência, se Castellón a Murcia e Arnedo.

Por enquanto, todas as touradas programadas para o mês de março foram canceladas, e 120 touros foram poupados desse esporte sanguinário. Mas a previsão é de que a suspensão se estenda no tempo – oxalá fosse para sempre – pois até as Olimpíadas em Tóquio foram adiadas.

A notícia vem da AnimaNaturalis, organização de proteção animal que solicita ao governo espanhol de que a suspensão desta atividade não venha depois a ser compensada financeiramente pelo Estado.

O setor desse esporte cruel, representado por toureiros, criadores e empresários, se ressente com essa paralisação. Por isso, a Fundação Toro de Lidia solicitou ao ministro da Cultura, José Manuel Rodríguez Uribe uma reunião de emergência “para poder estudar o quanto antes a possibilidade de lançar planos de emergência, recuperação e apoio ao setor”.

Obviamente, os ativistas pelos direitos dos animais não estão dispostos a ceder, e agora, mais do que nunca, estão reivindicando através de uma petição o fim de uma vez por todas desse abuso contra os animais.

Essa petição é em forma de mensagem direcionada ao ministro de Cultura espanhol para que ele “não aloque um euro de recursos públicos para ajudar financeiramente o setor das touradas”.

Para apoiar essa petição a favor dos touros e contra as touradas, assine -> AQUI.

Já passou da hora de erradicar as touradas!

Talvez te interesse ler também:

O isolamento social permitiu que 97 tartarugas-pente nascessem tranquilamente em Pernambuco

É “fake” a notícia sobre golfinho em canais de Veneza

Eurythenes plasticus, a nova espécie descoberta nas profundezas do oceano, cujo nome esconde uma triste verdade

Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.