©Peter Oslanec/Unsplash

Cogumelos: 10 benefícios comprovados, receitas e contraindicações  

Os cogumelos são consumidos como alimento e medicamento há milhares de anos pelos chineses. Com o passar do tempo, suas propriedades e benefícios foram sendo descobertos pelos ocidentais.

Existem muitas vantagens em incluir cogumelos na alimentação. Neste conteúdo, vamos mostrar diversas delas.

Todas as variedades de cogumelos são pobres em calorias e em gorduras e contêm quantidades significativas de fibras e vários nutrientes.

Muita gente acha que cogumelos são plantas, mas eles são fungos, organismos pertencentes ao Reino Fungi.  

Os cogumelos variam em aparência, já que existem mais de 10.000 tipos.

Eles são diferenciados pelo formato, tamanho e cor, mas, em geral, possuem um caule, capa arredondada carnuda e guelras embaixo da capa.

10 Benefícios dos Cogumelos

Como alimento, os cogumelos fornecem vários benefícios à nossa saúde.

Estudos científicos em humanos e pesquisas sobre os cogumelos comprovaram e estão linkados aos benefícios a seguir:

Um sabor especial

Os cogumelos conferem sabor umami aos pratos.

Umami é considerado o quinto sabor básico, ao lado de doce, azedo, salgado e amargo. Esse sabor dá um gosto especial aos alimentos, graças aos glutamatos contidos nos cogumelos.

Fonte de Proteínas e Vitaminas

Como alimento, os cogumelos são fonte de proteína, de vitamina B12 e de vitamina D, por isso é uma boa opção substitutiva da carne, para fazer parte do cardápio vegano.

Sem glúten

Os cogumelos são uma boa pedida para celíacos, já que é um alimento que não contém glúten.

Pobre em gorduras

Estudos indicam que este alimento é pobre em gorduras, sendo uma nutritiva alternativa alimentar para pessoas que estão fazendo dieta de emagrecimento e controle de peso.

Baixo teor de sódio

É um alimento apropriado para pessoas com pressão alta, que precisam reduzir o sal da alimentação, revelam estudos, pois os cogumelos têm baixo teor de sódio, contribuindo assim para a prevenção de problemas cardiovasculares.

Produção sustentável

Além de todas as vantagens alimentares e nutricionais, a produção desse alimento beneficia o planeta, pois seu cultivo é sustentável e não agride o meio ambiente.

Contém Ergosterol = Vitamina D2

Os cogumelos contêm uma substância chamada ergosterol, que produz a vitamina D2 (ergocalciferol), que é responsável por aumentar os níveis de vitamina D no sangue.

Bom para memória

Outro benefício comprovado para a saúde, é que os cogumelos ajudam a combater a perda de memória, já que são fonte de fibras, vitaminas, minerais, proteínas, antioxidantes, vitamina D, selênio, fósforo e espermidina, substâncias que protegem os neurônios.

Esta propriedade foi comprovada em um estudo realizado pela Universidade de Cingapura, com uma pesquisa feita em mais de 600 chineses acima de 60 anos, e cuja alimentação e estilo de vida foram monitorados entre 2011 e 2017.

Quanto mais cogumelos essas pessoas consumiam, maior era o desempenho delas em testes cognitivos.

Combate Alzheimer e outras doenças

Os cogumelos são ricos em polissacarídeos, indóis, polifenóis e carotenoides e ergotioneína, que possuem efeitos antioxidantes 

Devido a estes nutrientes, os cogumelos têm a propriedade de inibir a produção de toxinas que, quando acumuladas no cérebro, podem desencadear a doença de Alzheimer e outras demências.

Rejuvenesce, é anti-inflamatório e anticâncer

Cogumelos têm propriedades rejuvenescedoras. Além disso, possui capacidade anti-inflamatória e anticâncer.

Estudos científicos revelaram os cogumelos estimulam a atividade das células do sistema imunológico, combatendo macrófagos e radicais livres,  impedindo o  crescimento de células tumorais, ou ainda eliminando já existentes.

Tipos de Cogumelos

Para quem quer incluir os cogumelos em seu cardápio alimentar, saiba os variados tipos de cogumelos que existem para essa finalidade e suas propriedades funcionais:

Morel – sua tampa tem forma esponjosa com covinhas

Oyster – possui uma tampa delicada em forma de leque

Porcini–  de tampa arredondada marrom-avermelhada com um caule cilíndrico e grosso

Portobello – tem uma grande e espessa tampa marrom, com sabor rico e consistência suculenta  

Agaricus bisporus (Champignon) – é o mais comum, principalmente nos Estados Unidos, tem sabor mais suave e pode ser comido cru ou cozido

Cantarela – sua tampa tem forma ondulada parecida com uma trombeta dourada

Cremini (Baby Bella) – é parecido com o cogumelo Portobello, porém é menor

Enoki – escuro e firme, possui hastes brancas finas e longas com pequenas cápsulas brancas e podem ser comidos crus ou cozidos

Maitake – tem a cabeça florada 

Shitake – bem utilizado como substituto da carne, por sua textura, consistência e sabor.

Sua tampa parece um guarda-chuva marrom-escuro, com uma haste fina de cor creme

Trufa– este cogumelo é uma iguaria rara, cara e sofisticada, servida em restaurantes chiques.

Embora as trufas sejam consideradas cogumelos, existem algumas diferenças, pois as trufas não são cultiváveis como os outros cogumelos.

As trufas são encontradas e coletadas na Natureza, no subsolo, presas às raízes das árvores, enquanto os cogumelos crescem acima do solo. 

Elas não possuem um caule, como outros cogumelos e, além disso,  se assemelham com uma pequena batata protuberante, com aroma e sabor fortes, diferente do gosto terroso ou neutro dos demais cogumelos.

A trufa pode ser marrom ou branca, e esta última é a mais difícil de encontrar, por isso é um prato raro e super caro.

Como conservar os cogumelos?

Os cogumelos devem ser refrigerados até o uso, de preferência até uma semana. 

Só os lave ou limpe, antes de usar.

Armazene-os em um saco de papel marrom com a parte superior aberta, para absorver a umidade e evitar que se deteriorem. 

Não congele os cogumelos pois, devido serem constituídos por cerca de 80-90% de água, eles não congelam bem, ficando pastosos quando descongelados.

Como prepará-los?

Por causa da textura delicada dos cogumelos, eles devem ser limpos com cuidado e suavidade, em água corrente leve e bem escassa para tirar qualquer resíduo de sujeira.

Se for cozinhá-los, não faça isso em alta temperatura, seja no fogão ou micro-ondas, pois provocará a perda dos seus nutrientes solúveis em água (vitaminas B e potássio).

O ideal é comê-los crus; refogados de forma rápida ou fervidos em fogo baixo, como no caso de sopas.

Os cogumelos podem ser utilizados em saladas, salteados, grelhados, sopas, molhos para massas, recheios de tortas e salgados.

Pode-se prepará-los picados e refogados em azeite e shoyu para comê-los como acompanhamento de pratos, ou em recheio de massas.

Cogumelos Medicinais

Diversos cogumelos são utilizados desde tempos remotos, pela medicina tradicional chinesa.

Como por exemplo, temos os seguintes cogumelos utilizados para fins medicinais:

Maitake – que vem sendo utilizado para tratar câncer, HIV, diabetes, hipertensão arterial, colesterol alto, tumores e para controle de peso. 

Agaricus – conhecido como Cogumelo do Sol, tradicionalmente utilizado para controlar o açúcar no sangue, tratar úlceras, osteoporose, colesterol alto, estresse,  doenças circulatórias e digestivas. 

Reishi –  considerado “o cogumelo da imortalidade” com propriedades rejuvenescedoras e restaurativas.

O reishi é costumeiramente usado para tratar hipertensão arterial, hepatite, problemas circulatórios, ansiedade, falta de memória, asma, câncer, artrite e doenças cardíacas. 

Porcini – Rico em glutationa e ergotioneína, substâncias que combatem o estresse oxidativo causador da velhice precoce e degeneração dos órgãos vitais.

Shitake – Este cogumelo é uma boa fonte de beta-glucano e ácido fólico, que tem como propriedades aumentar os glóbulos brancos; fortalecer o sistema imunológico e a função hepática; prevenir doenças cardiovasculares, câncer e doença de Alzheimer. 

Shimeji – Possui alta quantidade de aminoácidos essenciais, contém eritadenine e betaglucana e tem como propriedades medicinais reduzir o colesterol alto e a hipertensão arterial, combater problemas cardíacos e a diabetes.

Champignon (Agaricus bisporus) – Este é o tipo mais consumido. Em estado natural (sem estar em conserva), é rico em vitaminas do complexo B; possui a propriedade de estimular a produção de insulina, de anticorpos e da hemoglobina, melhorando o metabolismo do corpo.

Nem todos os cogumelos são comestíveis

Os cogumelos selvagens com guelras brancas ou um anel ao redor do caule, não são comestíveis, pois contêm toxinas e são venenosos.

O cogumelo que tem uma haste ou tampa vermelha, conhecido como Cogumelo Mágico, contém psilocibina, substância causadora de alucinações visuais e auditivas

Por isso, não é recomendável pessoas leigas no conhecimento sobre cogumelos, coletar e consumir os que sejam selvagens.

Vídeo sobre os cogumelos

Este vídeo traz uma matéria, da Rede Super de Televisão, com mais informações úteis sobre os cogumelos:

Riscos do consumo e contraindicações

Apesar de tantos benefícios, existem algumas contraindicações e riscos no consumo dos cogumelos, tais como:

  • Nos casos de pessoas alérgicas ou sensíveis às substâncias contidas nos cogumelos.
  • Cogumelos de procedência duvidosa, de produtores não confiáveis, produzidos de forma inadequada ou sem controle sanitário, podem provocar intoxicações.
  • Segundo a filosofia do Yoga, os cogumelos são alimentos estáticos, por isso, provoca a inquietação mental, a identificação com a matéria e não refina a energia do corpo. Consequentemente, resulta na dificuldade de se concentrar na realização de práticas sutis, como Yoga e Meditação.

Receitas veganas com cogumelos

Quer introduzir os cogumelos em seu cardápio alimentar?

Seguem as sugestões de 3 receitas:

Cogumelo Xadrez

Neste vídeo, Paula Lumi, do canal Presunto Vegetariano, ensina como fazer cogumelo xadrez.

Anotem os ingredientes e vejam o vídeo a seguir

  • 2 dentes de alho picados
  • 3 xícaras (de chá) de pimentão cortado em quadradinhos de 2x2cm
  • 250g de cogumelos Paris frescos lavados e cortados ao meio
  • 1 colher (de sopa) de gengibre ralado
  • 1 e 1/2 xícara (de chá) de cebola cortada em quadradinhos de 2x2cm
  • 1/2 colher (de sopa) de açúcar
  • 1/3 de xícara (de chá) de shoyu ou mais se você preferir
  • 1/2 xícara (de chá) de água misturada com 3 colheres de (chá) de amido de milho
  • 1/2 xícara (de chá) de amendoim torrado, sem sal e sem pele
  • Sal a gosto
  • Óleo de gergelim torrado a gosto

Risoto de Cogumelos

As jovens, do canal Tá na Mesa Veg, mostram como fazer um risoto de cogumelos com os seguintes ingredientes: 

Caldo 

  • 1 colher (sopa) azeite 1 cebola
  • 2 dentes de alho 
  • 1/3 xícara de salsão 
  • 1 cenoura 
  • Pimenta do reino em grão
  • 1 litro de água * Se você quiser dar sabor: acrescente louro e tomilho  

Risoto 

Para o preparo dos cogumelos

  • 1 colher (chá) de manteiga de coco (QualiCoco)
  • 1/2 bandeja de cogumelo, em média
  • 150g, mix de shitake e champignon fresco
  • 1 colher (chá) sal 
  • pimenta do reino a gosto

Para o preparo do arroz

  • 2 colheres (sopa) de azeite vegetal   
  • 1 cebola
  • 2 dente de alho
  • 1 xícara de arroz arbóreo (ou carnaroli) 
  • 1 colher (chá) de sal
  • 3/4 xícara de vinho branco (seco) 
  • 800 ml de caldo de legumes caseiro (água do cozimento de legumes)- adicione aos poucos
  • e quando o cozimento do arroz for secando: acrescentar a outra metade da bandeja de cogumelo, em média 150g, mix de shitake e champignon, frescos 
  • 5 cm de alho poró 

Para finalizar este prato

Manteiga de cococheiro-verde e pimenta

Estrogonofe de Cogumelos

Este outro vídeo, do canal Vegano Express, traz a receita de um delicioso Estrogonofe de Cogumelos!

Veja, antes, os ingredientes:

  • 2 dentes de alho picado 
  • 1 fio de azeite 200g de shitake fatiado
  • 50g de fungui secci hidratado 
  • 1 colheres (sopa) de páprica doce 
  • 1 cebola pequena picada 
  • 2 colheres (sopa) de farinha de arroz, se não tiver pode usar 1 colher (sopa) trigo
  • 1  colheres (sopa) de extrato de tomate (pode usar ketchup se preferir)
  • 1  colheres (sopa) de mostarda 
  • 1 xícara (chá) de caldo de legumes caseiro (água do cozimento de legumes)
  • 200 ml de leite de coco
  • pimenta do reino e sal a gosto

Alimento para os mais variados paladares

Com todas essas referências nutricionais e receitas apetitosas, vale a pena incluir esse alimento nas refeições.

E opções de cogumelos não faltam, tem cogumelo para todos os paladares!

Talvez te interesse ler também:

Farinha de caroço de abacate: alto potencial nutritivo. Benefícios e como fazer

Árvore-do-Pão: planta do futuro, de fácil cultivo, dá fruta super nutritiva!

JILÓ: o amargo que faz bem! Veja Benefícios, Contraindicações e Receitas

Sobre Deise Aur

Avatar
Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.

Veja Também

Não chamem de hambúrguer, mas sim de disco vegetariano

O parlamento europeu pretende impedir que alimentos comumente feitos à base de carne, recebam o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *