JILÓ: o amargo que faz bem! Veja Benefícios, Contraindicações e Receitas

O jiló muito confundido como legume, na realidade é um fruto, parente da berinjela, do pimentão e do tomate, pois são pertencentes à mesma família vegetal denominada Solanáceas.

Esse fruto tem muitas propriedades nutricionais e terapêuticas.

Nessa matéria vamos saber mais sobre sobre:

Propriedades nutricionais

  • vitaminas A,
  • C
  • e do complexo B
  • Minerais cálcio,
  • potássio,
  • fósforo,
  • ferro e
  • magnésio
  • além dos componentes bioquímicos chamados de flavonoides.

O valor calórico do jiló é baixo, uma porção de 100 gramas, possui cerca de:

  • 38 calorias,
  • 1,37 gr de proteínas,
  • 1 gr de gorduras,
  • 7 gr de carboidratos e
  • 2,8 gr de fibras.

O jiló possui grande quantidade de água em sua composição.

Benefícios do jiló para a saúde

Os componentes nutricionais do jiló, e seus efeitos benéficos sobre vários órgãos do corpo humano, ajudam na melhora de diversos problemas de saúde, e no funcionamento de nosso organismo.

Por exemplo, o jiló é bom para tratar:

  • problemas hepáticos
  • distúrbios do fígado
  • excesso de colesterol ruim
  • dispepsia biliar
  • obesidade
  • anemia por falta de ferro
  • mau hálito
  • diabetes
  • prisão de ventre
  • problemas digestivos, entre outros

Bem, com tantos benefícios, vale a pena degustar o gosto amargo do jiló, não é?

Como consumir jiló – receitas

O jiló pode fazer parte de nossa dieta alimentar de várias formas, e surpreendentemente, apesar do gosto amargo, de forma saborosa.

Vejam algumas sugestões:

  • como salada, o jiló, picadinho temperado com limão, azeitona picada, cebolinha, cebola, alho e azeite é um ótimo acompanhamento de pratos nas refeições;
  • frito e refogado com tomate, salsinha, alho e cebola também é uma opção simples para compor nossas refeições;
  • o jiló triturado, utilizado em forma de farinha, torna-se um ingrediente na utilização de várias receitas, das doces às salgadas.

A Nicia do Canal Trufas & Balas Geladas diz que ama jiló e compartilhou com seus seguidores no Youtube, essa receita de jiló de restaurante. É de fato muito simples de fazer e leva pouquíssimos ingredientes.

Confiram.

Como tirar o amargo do jiló

Se com todos os benefícios descritos, o gosto do jiló ainda não for muito atrativo para para você, saiba que dá para diminuir o seu sabor amargo fazendo o seguinte procedimento:

  • Corte o jiló em fatias ou ao meio, envolva-o em sal, deixe-o escorrendo em uma peneira ou escorredor de macarrão, por cerca de meia hora.
  • Após isso lave bem, seque com papel toalha e, depois disso pode usá-lo para consumo. O sal diminui o gosto o amargo do jiló.

Jiló para emagrecer

E para quem precisa emagrecer, de um jeito saudável e diminuir o excesso de apetite, temos uma receita de chá de jiló com água da casca do abacaxi que, dizem, funciona!

Quer experimentar? Veja a receita abaixo:

Chá de jiló com abacaxi!

Ingredientes:

  • Casca de 1 abacaxi
  • 9 jilós
  • 1 litro de água

Como fazer:

  • Lave bem as cascas de abacaxi e o jiló e coloque em 1 litro de água para ferver por 15 minutos.
  • Coe e coloque em uma jarra de vidro, para melhor manter os princípios ativos.
  • Guarde e conserve em geladeira, até consumir todo o chá.

Sugestão de consumo:

Beba o chá, ao longo do dia.

Melhor consumir no mesmo dia, pois com o passar do tempo os princípios ativos e nutrientes contidos no chá vão ficando alterados.

Finalidade

Funções antioxidante, emagrecedora, digestiva, restauradora e fortalecedora.

Bem, vimos os vários benefícios do jiló, mas, também, vamos conhecer os seus maléficos que só irão ocorrer quando for usado de maneira inadequada:

As contraindicações do jiló

O jiló também pode ter malefícios. É contraindicado para pessoas que têm excesso de ferro no organismo e não o eliminam com facilidade, por isso devem consumir o jiló com moderação, pois poderão ocorrer transtornos como:

  • diarreias
  • vômitos e distúrbios hepáticos
  • diabetes e problemas cardíacos

O amargo faz bem

E, para finalizar, podemos afirmar que nem tudo que é amargo, nos traz insatisfação, pois, o jiló é a prova disso, não é mesmo?

Se bem utilizado e preparado, o jiló é bom, nutritivo e, até, saboroso, e o que é amargo se torna motivo de prazer para nós, por promover saúde e bem-estar para nosso organismo.

Talvez te interesse ler também:

Petisco de quiabo: sem baba, fácil e saboroso. Experimente essa receita!

Como a espiritualidade influencia nossos hábitos alimentares e vice-versa

Couve-flor e Brócolis: dois verdadeiros alimentos anticâncer

Sobre Deise Aur

Avatar
Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.

Veja Também

Cogumelos: 10 benefícios comprovados, receitas e contraindicações  

Os cogumelos são consumidos como alimento e medicamento há milhares de anos pelos chineses. Com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *