Dia Mundial dos Cães no Escritório: mas como convencer o chefe?

cachorro trampo 2015

Hoje é o Dia Mundial dos Cães no Escritório. Um dia dedicado ao nosso melhor amigo para incentivar a possibilidade de o levarmos ao nosso trabalho. Cientificamente, tem sido amplamente demonstrado que a sua presença é um benefício tanto para a produtividade, quanto para o humor dos trabalhadores. Mas nós sabemos, não depende só da gente.

Nascido há quase 20 anos, em 1996, O Take Your Dog to Work Day é celebrado a cada 26 de junho e é uma criação do Pet Sitter International também para incentivar a adoção de cães.

De acordo com um estudo realizado pela Mississippi State University College of Veterinary Medicine e pela Purina, os empregados que levam seus animais de estimação para o trabalho apresentam menos sinais de estresse. Para chegar a esta conclusão foi realizado um levantamento nos Estados Unidos durante este mês com 750 entrevistados.

Verificou-se que quase dois em cada três funcionários concordam que os animais devam ser autorizados nos locais de trabalho, se houver um consenso geral entre os colegas. Mas, infelizmente, de acordo com a pesquisa, 72% dos trabalhadores disseram que seus empregos não oferecem essa opção.

No entanto, os benefícios seriam muitos, como melhorar a saúde, a produtividade, o humor e o aumento da colaboração entre os colegas.

Leia também:

Gatos no trabalho para melhorar a produtividade

Novidade no escritório: você e seu cachorro juntinhos

O criador do Dia Mundial dos Cães no Escritório, também oferece uma série de sugestões, pequenas atenções para fazer com que este belo hábito se espalhe cada vez mais, superando a relutância dos empregadores atuais:

Dia Mundial do Cachorro no Escritório

1. Os cães devem estar com coleiras, se eles não estiverem na sala dono. Mesmo os mais educados podem não entender que nem todo mundo gosta das lambidas de carinho. Devemos respeitar os espaços dos colegas.

2. Os funcionários devem usar medidas para evitar que os cães saiam de seu escritório. No meio de uma chamada importante ou ao visitar um parceiro de negócios, é bom ter meios para evitar que o cachorro fuja.

3. Em áreas específicas, como banheiros ou refeitórios, deve ser proibido o acesso aos cães.

4. Ter um plano B no caso de o cão não gostar do ambiente de trabalho. Mesmo que a maioria deles goste de vagar entre a papelada, pode ser que a um certo momento o cachorro queira ir para  sua casa. A esse ponto é bom ter em mente uma solução, como chamar um amigo ou parente.

Tê-los com a gente no trabalho, certamente facilitaria a jornada, sem falar que iríamos evitar as surpresas "devastadoras” que às vezes nos aguardam enquanto eles ficam em casa esperando pelo nosso retorno, é ou não é? O que você acha?