Dia Mundial do Abraço: mais afeto, mas não somente hoje!

Dia Mundial do Abraço: mais afeto, mas não somente hoje!

A cada 21 de janeiro, já há 34 anos, comemora-se o Dia Mundial do Abraço. Ocasião perfeita para nos lembrarmos de cuidar de quem mais amamos (mas não somente hoje!).

A idéia de festejar o abraço nasceu nos Estados Unidos em 1986, quando Kevin Zaborney pensou em dedicar um dia inteiro a esse gesto simples, mas poderoso, com o qual trocamos amor e carinho em todo o mundo. Assim nasceu o National Hugging Day.

O sucesso da iniciativa foi imediato e estendido para além dos Estados Unidos. Claro, por que… quem não gosta de receber ou dar um abraço?

A escolha da data não foi por acaso. Ontem foi Blue Monday, que seria a segunda-feira mais triste do ano, e dar um abraço hoje parecia ser a melhor data para dar calor humano àqueles que podiam se sentir um pouco tristes.

Lembramos do poder que envolve um abraço, tanto no corpo quanto na mente e no sistema nervoso. Quando você abraça, libera ocitocina, o hormônio do amor, que reduz os níveis de cortisol e, portanto, o estresse.

Mas os benefícios de um abraço não terminam aqui: esse gesto de amor nos ajuda a proteger o corpo de infecções e problemas cardiovasculares, ajuda as funções cerebrais, alivia dores de cabeça, previne resfriados, melhora o humor atenua a ansiedade e reforça a auto-estima.

Abraçar também é muito importante para bebês e crianças, pois o afago ajuda os pequenos a crescerem melhor e a desenvolver o cérebro corretamente. Existe até uma escola dinamarquesa que incluiu abraços entre as disciplinas escolares.

Mas não apenas hoje: todo dia é dia de dar um abraço àqueles que amamos e, por que não, até a alguns estranhos (muitos flash mobs aconteceram e não apenas na ocasião deste dia, mas para distribuir abraços na rua àqueles que precisavam de afeto).

Finalmente, lembramos também de abraçar nossos amigos animais e as árvores, muito preciosas!

Quanto mais abraços, melhor! Uma pesquisa quantificou em pelo menos 20 segundos a duração mínima de um abraço para aproveitar ao máximo todos os benefícios que ele oferece.

Partiu para o abraço?

Talvez te interesse ler também:

Brigou? Dá um abraço que passa. Palavra da ciência!

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *