blue monday
blue monday

Blue Monday: o dia mais triste do ano não existe!

Blue Monday. Também em 2018, a história da segunda-feira de janeiro classificada como o dia mais triste do ano retorna aos holofotes.

E eis então que, de acordo com muitos meios de comunicação, hoje seria a segunda-feira mais triste do ano.

Janeiro que, aqui no Brasil começa o calor insuportável e do outro lado do mundo, começa o frio insuportável e, depois de todas as festas de fim de ano, pode mesmo não ser o mês preferido de muitos, mas falar em dia mais triste parece golpe de marketing.

O Blue Monday fora calculado por Cliff Arnall, psicólogo da Universidade de Cardiff, que concluiu que a data mais triste do ano seria a terceira segunda-feira de janeiro.

O psicólogo levaria em consideração variáveis ​​como a culpa pelo dinheiro gasto em presentes de Natal, o retorno das férias, o clima hard e assim por diante.

Mas, na realidade o Blue Monday é um engano porque não tem valor científico e ainda seria o resultado de uma campanha publicitária da Sky Travel em 2005. A equação é uma livre interpretação do professor Arnall, tanto que a sua universidade sequer a considera.

Apesar disso, todos os anos, a mesma história é apresentada.

Em suma, tudo isso não passaria de um truque de marketing publicitário para promover a venda da felicidade em viagens e sorvetes (Arnall teria trabalhado para a promoção do dia mais feliz do ano para promover um sorvete, o Wall’s).

Então, nada de tristeza, menos ainda de tristeza sugerida. A vida ainda segue com um Feliz 2018!

Sobre Redação GreenMe

Redação GreenMe
greenMe.com.br é um site de informação sobre meio ambiente e saúde, criado para levar ao grande público, a consciência de que um mundo melhor é possível, através de um comportamento respeitoso com todas as formas de vida.

Veja Também

Positividade tóxica: “nunca desista” e outras frases que fazem mais mal do que bem

Sabe aquela coisa do pensamento positivo sempre? Pois é, muitas vezes não funciona. Hoje vamos …