Sarna: sintomas e como reconhecê-la (FOTOS)

  • atualizado: 
acaro-sarna

A sarna, ou escabiose (do latim: scabere - "coçar"), é uma doença da pele altamente contagiosa mas felizmente fácil de curar. Quais são os sintomas e como reconhecê-la?

A sarna é causada pela fêmea do Sarcoptes scabiei, um ácaro ou, um microscópico parasita, que se refugia debaixo da pele (para sobreviver ela necessita de uma temperatura de cerca de 37°C), deposita seus ovos e causa coceira por reação do corpo à sua presença.

Os sintomas típicos da sarna são bolhas, vesículas e coceira que são, na verdade um tipo de reação alérgica do sistema imunológico da pessoa afetada, que está lutando contra um agente externo.

Sintomas e como reconhecer a sarna

Os sintomas típicos da sarna são erupções na pele em forma de bolhas vermelhas de diferentes tamanhos e muita coceira, principalmente de noite. Uma característica fundamental que faz com que a sarna seja reconhecível, é a presença de colaretes epidérmicos que se formam na pele, uma espécie de galeria, túneis microscópicos, de cerca de 2-3 mm de cor esbranquiçada que servem às parasitas como depósito de seus ovos.

galeria sarna
"Galerias" de ácaro em foro ampliada

As erupções cutâneas e as galerias de ácaros aparecem especialmente em algumas partes do corpo: mãos, pulsos, cotovelos, abdômen e genitais. Certamente o sintoma mais problemático é a coceira intensa que tende a agravar-se especialmente à noite (pode causar distúrbios do sono) ou com o calor, por exemplo, depois de tomar banho, uma vez que os parasitas em altas temperaturas se ativam e reproduzem. Além disso, a coceira contínua pode causar infecções bacterianas adicionais na pele.

sarna

Se a pessoa infectada já sofria com problemas de pele, a sarna pode agravar os sintomas já existentes.

Um profissional competente pode reconhecer facilmente a erupção cutânea provocada pela sarna, porque ela forma bolhas muito características e se percebe as galerias de ácaro. Em caso de dúvida, no entanto, podem ser retiradas amostras de pele para testes em laboratório para encontrar ou não a presença do parasita.

A sarna também pode afetar crianças e bebês, sendo uma das doenças de pele mais comuns nesta faixa etária. As manifestações mais evidentes da sua presença são visíveis nas mãos, pulsos, axilas, cintura e os órgãos genitais.

Como se dá o contágio?

Os ácaros responsáveis pela sarna se refugiam sob a pele, mas também podem encontrar um terreno fértil para a sua reprodução vivendo em lençóis, colchões ou roupas. É pois evidente que a infecção ocorra por contato direto com uma pessoa infectada ou por algum objeto ou peça de roupa onde estejam os parasitas.

sarna contagio

Os primeiros sintomas aparecem após um período de incubação que varia de alguns dias a várias semanas (as primeiras infecções requerem entre duas a seis semanas para se tornarem sintomáticas, mas o contágio pode ocorrer mesmo quando a pessoa ainda não desenvolveu os sintomas). Também se passa de animal a ser humano, de mãe para filho através da amamentação. O contágio perdura até um dia depois que se inicie o tratamento.

Como tratar a sarna

O tratamento é feito simplesmente usando pomadas (a base de benzoato de benzilo, crotamiton ou permetrina) úteis para erradicar rapidamente os ácaros e seus ovos. Também é muito importante lavar todas as roupas, roupa de cama e outros objetos com os quais se entrou em contato, em água fervente, de modo a certificar-se de remover quaisquer parasitas depositados.

Há também um remédio natural para o tratamento da sarna que é o Bálsamo-do-Peru, naturalmente rico em benzoato de benzilo.

Especialmente indicado para você:

APRENDA COMO DEIXAR A SUA CASA LIVRE DE ÁCAROS

MICOSE NAS UNHAS: POR QUE OCORRE E QUAIS REMÉDIOS NATURAIS USAR

ERISIPELA: CONHEÇA 6 OS TRATAMENTOS CASEIROS CONTRA A DOENÇA