5 ervas aromáticas anticâncer

 ervas aromáticas anticâncer

Quem gosta de cozinhar e colocar sempre um temperinho a mais, só faz bem! É um ótimo hábito usar ervas aromáticas na culinária para aromatizar os pratos de uma forma natural, e ainda tirar proveito de suas propriedades benéficas.

Depois de ter lido sobre as propriedades curativas das especiarias, é hora de conhecer também os benefícios das ervas aromáticas mais importantes na prevenção e luta contra o câncer.

1. Alecrim

O alecrim é uma das ervas mais populares usadas ​​na culinária. Suas folhas são úteis não só pela sua fragrância característica. Um grupo de investigadores descobriram o potencial do terpeno, uma substância extraída do alecrim, no tratamento do câncer juntamente com medicamentos quimioterápicos, Adriamicina e Velban. Graças ao terpeno, as células absorveriam melhor os medicamentos administrados em pessoas que demonstraram resistência a estes fármacos. O terpeno teria ajudado a eliminar ou a reduzir a disseminação de células cancerígenas. Veja aqui mais informações sobre sobre a pesquisa com terpeno.

2. Orégano

O orégano contém carvacrol, uma molécula que pode ajudar a reduzir a disseminação de células cancerosas, atuando como um desinfetante natural. Esta substância também está presente na manjerona, hortelã, tomilho, manjericão e na salsa. Alimentos marinados com orégano podem ser úteis na redução da formação de substâncias que aumentam o risco de câncer (HCA) durante o cozimento da carne em altas temperaturas. O estudo em questão foi publicado pela Federation of American Societies for Experimental Biology.

3. Salsa

A salsa tem atraído a atenção da comunidade médica por causa de seu conteúdo de apigenina, uma substância natural que seria capaz de prevenir a angiogênese, ou seja, a formação de novos vasos sanguíneos por onde o tumor pode receber alimento. A apigenina contida na salsa seria capaz de impedir que as células cancerosas se alimentassem, com uma ação semelhante à do fármaco Avastin. Estudos sobre os efeitos antitumorais da apigenina foram publicados pelas revistas científicas Hormones and Cancer e Cancer Prevention.

4. Tomilho

O tomilho tem propriedades anticâncer, com particular destaque para o óleo essencial extraído dessa planta aromática. A citotoxicidade do óleo essencial de Thymus vulgaris tem sido estudada em relação ao tumor da cavidade oral que ocorre em seres humanos. O estudo em questão foi publicado pela US National Library of Medicine dos EUA, sob o título de "Citotoxity of Thymus vulgaris essencial oil towards oral cavity squamous cell carcinoma". As conclusões dos especialistas salientam a capacidade de o óleo essencial do tomilho para inibir o crescimento de células cancerosas.

5. Dill

O dill contém alguns compostos benéficos chamados monoterpenos. Estes compostos são capazes de estimular e ativar a secreção de uma enzima chamada glutationa-S-transferase, um antioxidante poderoso que seria capaz de neutralizar alguns agentes cancerígenos, com particular referência aos radicais livres. Além disso, os óleos essenciais presentes no dill seriam capazes de estimular a bílis e sucos digestivos, encorajando os movimentos peristálticos do intestino.

Leia também:

setaGRAVIOLA CURA CANCER? VERDADE OU MENTIRA?