15 ÓLEOS VEGETAIS PRECIOSOS PARA SAÚDE E BELEZA

oleos-vegetais

Os óleos vegetais são usados para cura e beleza desde que o mundo é mundo. O ser humano, que antes andava de pé no chão, a sol e chuva, conhecia muito bem o valor do que a natureza lhe dava. E sabia usar. Cabe a nós, urbanos, reaprendermos. Então, lá vai, 15 óleos bons para curar e te fazer mais bonita.

Cada óleo vem de uma planta, que tem seus princípios ativos específicos, ou que foi criada pela natureza para determinada função, e por isso, na certa, tem aqueles princípios ativos, penso eu. Toda planta tem alguma quantidade de óleo mas, chamamos de oleaginosas aquelas nas quais essa quantidade é significativa e comercialmente interessante. É delas, das oleaginosas, que extraímos o óleo vegetal de que vamos falar aqui neste artigo.

Mas, não confunda óleos vegetais, que são gorduras líquidas à temperatura ambiente extraídsa de plantas oleaginosas pela prensagem de suas sementes, com óleos essenciais, que são compostos aromáticos voláteis extraídos de plantas aromáticas.  E também não os confunda com as manteigas vegetais, maravilhosas, curativas, altamente hidratantes, também extraídas de vários tipos de semente mas que se mantêm compactas, mais consistentes (até os 25ºC).

Os melhores óleos vegetais são de origem agroecológica ou orgânica, obtidos por prensagem a frio das sementes das plantas das quais derivam, sem adição de nenhum produto químico extrator. A prensagem a frio permite manter inalterados os componentes e suas propriedades benéficas. Tenha muita atenção quando for comprar, verifique a procedência e a forma de extração assim como, se não há nenhum solvente misturado (o que facilita o processo e barateia o produto final).

1) Azeite de oliva 

O azeite de oliva extra-virgem é particularmente rico em propriedades benéficas à saúde. Já se conhece sua qualidade curativa em casos de colesterol alto, na prevenção da aterosclerose, na constipação (prisão de ventre) e nas doenças do fígado. Também lhe são atribuídos e feitos anti-tumorais e a capacidade de promover a absorção de cálcio. O azeite de oliva pode ser usado como loção para a pele ressecada com muito bons resultados. Se você não gostar do seu cheiro “tempere-o” com umas gotinhas de óleo essencial de alfazema, por exemplo.

2) Óleo de gérmen de trigo

Este é um óleo especial para tratamentos de beleza dada a sua riqueza em vitamina E. Pode ser usado tanto interna, quanto externamente. Retarda o envelhecimento, melhorando a aparência da pele e do cabelo. Fortalece o coração, previne estrias, reduz a prisão de ventre e é útil em casos de depressão e fadiga mental assim como, para quem tem ciclo menstrual irregular.

3) Óleo de borragem

A borragem é uma planta mediterrânica que aqui no Brasil também é conhecida como borrago ou borracha e que produz um óleo medicinal de amplo uso por suas qualidades como anti-inflamatório, nos tratamentos de artrite e reumatismo. Também é usado nos casos de tensão pré-menstrual - TPM, com os mesmos benefícios do óleo de prímula. Externamente é usado em casos de dermatite, psoríase, desidratação severa e eczema. Não é recomendado na gravidez.

4) Óleo de cânhamo

O óleo extraído das sementes de cânhamo, rico em ácidos graxos, é útil no alívio dos sintomas de síndrome pré-menstrual e na artrite . Externamente tem muito bom resultado em coceiras e eczema alérgico pois reduz a irritação da pele. Também tem uso alimentar, em cru, no tempero de pratos e como um suplemento natural.

5) Óleo de cártamo

O óleo de cártamo, extraído das sementes da planta Carthamus tinctorius, é rico em ácidos graxos essenciais. É muito efetivo no combate de problemas como colesterol elevado, arteriosclerose, artrite e doença cardiovascular. Também é usado como base na preparação de cosméticos naturais.

6) Sacha Inchi Oil

Este é um óleo vegetal extraído de uma planta da Amazônia Peruana, a Plukenetia volubilis, conhecido como “amendoim dos Incas” e usado por este povo para curas. Este é um óleo rico em ácidos graxos essenciais, com ação benéfica no ajuste dos níveis de açúcar do sangue, da pressão arterial, na redução do colesterol e dos triglicéridos. Também tem uma ação efetiva como fortificante do aparelho ósseo e das cartilagens. Além disso, melhora a digestão, fortalece o sistema imunológico e previne ataques cardíacos, combatendo também a exaustão nervosa e fadiga.

7) Óleo de Argan

O óleo de argão é rico em ácido linoleico e vitamina E e, por essa sua composição, tem efeito benéfico na redução do colesterol LDL, no alívio das dores resultantes da artrite reumatoide, na regeneração de pele e cabelo e no fortalecimento das unhas. Pode ser benéfico nos tratamentos de acne e psoríase e, seu uso rotineiro ajuda na prevenção da formação de rugas .

8) Óleo de Prímula

O óleo de prímula é obtido por extração das flores amarelas Oenothera biennis. É um óleo rico em omega 6 (ácido linoleico) e GLA (ácido gama-linoleico) sendo muito usado como coadjuvante nos tratamentos de pressão arterial elevada, na redução dos processos inflamatórios da artrite e nos sintomas de TPM e menopausa. Também é recomendado em casos de hiperatividade mental. Externamente pode ser usado como hidratante e emoliente ajudando na recuperação da elasticidade da pele.

9) Óleo de soja

O óleo de soja, desde que de origem orgânica e não GLM, tem propriedades interessantes para os tratamentos de problemas digestivos, de assimilação de nutrientes, de desequilíbrio do sistema nervoso e de problemas cardíacos. É um óleo rico em vitamina E de alta qualidade, ômega 3 e ômega 6. Na alimentação não deve ser usado para frituras pois se degrada a altas temperaturas. E você sabe qual é o melhor óleo para fazer frituras? Veja aqui.

10) Óleo de milho

O óleo de milho é particularmente rico em vitamina E e tem propriedades benéficas na luta contra as doenças neurológicas, vasculares e os problemas de infertilidade derivados de deficiente circulação na região pubiana. O melhor óleo de milho é de origem orgânica e extraído por prensagem a frio. Pode ser usado, com benefícios, nos tratamentos de pele pois, é bastante emoliente e hidratante, facilitando também a cicatrização de feridas..

11) Óleo de semente de abóbora

O óleo de sementes de abóbora é conhecido por suas propriedades anti-inflamatórias, especialmente, das vias renais e urinárias. É aconselhável o seu uso também, como suplemento alimentar, em casos de perda de cabelo e unhas quebradiças e para combater a prisão de ventre.

Leia também: seta SEMENTES DE ABÓBORA: PROPRIEDADES E USOS

12) Óleo de girassol

O óleo de girassol é um regulador natural dos níveis de colesterol e triglicéridos. Também tem ação positiva na prevenção de problemas cardiovasculares. Na cosmética, o óleo de girassol pode ser usado como base para a preparação de tratamentos naturais para o cuidado da pele. Mas, evite usá-lo em frituras pois, a altas temperaturas este óleo sofre transformações danosas.

Leia também: seta SEMENTES DE GIRASSOL: PROPRIEDADES E COMO USAR

13) Óleo de gergelim

O óleo de sementes de sésamo, ou gergelim, é eficiente nos tratamentos para reduzir o colesterol elevado e para fortalecer o sistema nervoso. Externamente tem bom efeito em tratamentos dermatológicos para pele gretada ou escoriada e, é extenso seu uso como fluído de massagem, pois ajuda na reativação da circulação. Este óleo é usado para fins terapêuticos na medicina aiurvédica.

14) Óleo de linhaça

O óleo de semente de linho é rico em propriedades curativas e tem reconhecido seu valor na redução do colesterol e a prevenção das doenças cardiovasculares dada a sua riqueza em ômega 3. Também é útil nos casos de prisão de ventre e para melhorar o funcionamento dos intestinos. Muitas mulheres têm usado o óleo de linhaça em busca de melhora para os sintomas da menopausa.

Leia também: seta SEMENTES DE LINHAÇA: BENEFÍCIOS E CONTRAINDICAÇÕES

15) Óleo de semente de uva

O óleo de semente de uva é rico em antioxidantes e tem propriedades anti-inflamatórias e anticoagulantes. É útil para fortalecer o sistema imunológico, aumentar os níveis de colesterol HDL e reduzir os de LDL assim como na redução da taxa de triglicerídeos no sangue. Tem ação benéfica na prevenção da hipertensão arterial, obesidade e problemas cardíacos. É bastante usado como hidrante, ação na qual é poderoso, e no combate à acne e celulite.

Leia também:

seta ÓLEO DE COCO: 10 EXTRAORDINÁRIOS USOS ALTERNATIVOS 

seta ÓLEO DE RÍCINO: DIVERSOS USOS PARA CABELOS E PELE

seta AS 6 SEMENTES DA SAÚDE