Os inúmeros benefícios das algas marinhas para nossa saúde

As algas são classificadas taxonomicamente como Algae, o que em latim significa "ervas marinhas". Elas foram por muito tempo consideradas plantas do mar, mas olhando de perto, percebe-se um grande diferencial: as algas marinhas não possuem vasos condutores de seiva, e é por meio da fotossíntese que conseguem produzir a energia necessária para existir. Cada célula das algas marinhas é um organismo completo em si, uma unidade que contém todos os elementos necessários para que ela desempenhe suas funções.

Estas ervas marinhas são usadas a milênios pelos ocidentais, tanto na medicina alternativa quanto na cosmética. Não é à toa que quando pensamos em alga, sushis apareçam na nossa imaginação!

As algas são extremamente nutricionais, cheias de fibras e ricas em Bromo, Magnésio, Sódio, Cálcio, Ferro, Alumínio, Manganês, Fósforo, Enxofre, Cloro, Cobre, Níquel, Flúor, Selênio, Estanho, Rubídio, Germânio, Prata, Bismuto, Arsênio, Lítio, Boro, Zinco, Ouro, Berílio, Titânio e Cripton. Vitaminas A, B1, B2, B3, B6, B12, C, D, D2, E, F, K, PP e ômega 3 e os aminoácidos: cistina, valina, ácido glutâmico, tirosina, metionina, leucina, serina, lisina, isoleucina, ácido aspártico, arginina, treonina, histidina e fenilalanina.

Ufa!! É coisa pra caramba! Imaginem só o bem que fazem para a saúde!

Benefícios

* Auxiliam o aumento do sistema imune, fornecendo proteinas e protege contra doenças infecciosas (graças à ação do iodo e das vitaminas);

* Regulam o metabolismo;

* Limpam e desintoxicam o organismo, e o sangue ( por conta da ação das vitaminas, sais minerais e aminoácidos);

* Melhoram as funções cerebrais e físicas, (devido à ação do fósforo e do cálcio);

* Melhoram a saúde do coração;

* Protegem o estômago de males como gastrite e úlcera gástrica (Ação do magnésio e das fibras);

* Mineralizante do organismo (ação do cálcio, fósforo, magnésio, sódio, potássio, cromo, níquel, cobre, zinco, ferro, iodo, cobalto, manganês, selênio e etc);

* Regula a menstruação ( com suas vitaminas K e sais minerais);

* Tem ações tranquilizantes (por conta das vitaminas e dos sais minerais);

* É inclusive indicada no tratamento de obesidade (dissolvem gorduras e ajudam a diminuir a gula);

Bem se sabe que quando uma coisa faz tão bem por dentro, e quando nosso corpo está em equilíbrio, tudo isso se transparece no cabelo, na pele e até no cheiro! Com as algas não podia ser diferente!

Elas ajudam a combater celulite, varizes, reduzir a flacidez da pele e as rugas precoces, devido aos seus sais minerais e colágenos. Podem para estes casos, serem usadas em forma de cremes, produtos para peelings e até mesmo cera de depilação, para aqueles que têm a pele mais sensível.

Além disso, as algas marinhas nutrem e fortificam o couro cabeludo devido à ação do fósforo e do cálcio, ajudando a diminuir a queda do cabelo!

Mas sabia que os benefícios das algas podem ser aproveitados também na agricultura e no cultivo de plantas? Pois é, elas aumentam a resistência de estresse das plantas, hortaliças, legumes, frutíferas, flores e até de plantações de trigo, milho, feijão e cevada, contribuindo na formação de sistema de raízes, aumentando a clorofila, e diminuindo o envelhecimento das células vegetais.

Como usar a alga marinha

Existem diversos tipos distintos de alga marinha, eles tem gostos e texturas diferentes, e por isso são usados de formas diferentes na culinária.

Veja alguns tipos de algas comestíveis:

Nori: uma das algas que mais vemos e conhecemos, aquela famosa, que é usada para enrolar sushis e temakis.

Help: tem a coloração um pouco mais clara que a Nori. Geralmente é encontrada no mercado em formato de flocos, ela pode ser comida como um chips, ou pode ser hidratada em uma sopa. São usadas para tratar problemas respiratórios ou urinários.

Hijiki: possui um sabor mais intenso.

Kombu: comumente usada em sopas, pode ser encontrada no mercado, vendida em tiras e pequenas folhas. Podem ser colocadas nas leguminosas - feijão, grão-de-bico,etc, pois ajudam na digestão, a não formarem gases estomacais.

Arame: tem forma de arame e estranhamente um gosto mais suave e doce

Deágar-ágar: a famosa alga vermelha nordestina, muito utilizada para a produção de gelatina vegana.

Spirulina: (Spirulina plantesis). Alga de água doce, geralmente vendida em capsula ou em pó, muito recomendada para vegetarianos e veganos, pois é riquíssima em proteína, vitaminas, minerais e aminoácidos.

As algas marinhas podem assim ser colocadas na salada, sopa em molhos, ou refogados de vegetais, sucos, enroladinhos de sushi e temaki, e até em cápsulas!

Para tomar suplementos de algas no entanto é sempre recomendável pedir conselho a um médico ou nutricionista.

Leia também:

seta

ARGILA VERDE, ARGILA BRANCA, ARGILA VERMELHA E DE OUTROS TIPOS: INDICAÇÕES E BENEFÍCIOS

seta

ROUPAS: DAS ALGAS OS CORANTES NATURAIS QUE PODEM SUBSTITUIR OS TÓXICOS

Fontes:

http://www.fotosantesedepois.com/os-beneficios-das-algas-marinhas/ e http://www.algasmarinhas.com/beneficios-das-algas