gengibre

Gengibre: todas as propriedades e vários modos de usá-lo

Desde Hipócrates a Confúcio, até hoje, o gengibre tem sido usado em muitas culturas do mundo. É um remédio natural muito famoso, reconhecido pelo uso popular e de propriedades medicinais comprovadas pela ciência.

Trata-se de uma planta medicinal pertencente à família das Zinziberacee, nativa da Ásia Oriental.

Estudos recentes identificaram o gengibre como um dos alimentos com os mais altos níveis de propriedades anticâncer. E, de fato, o gengibre teria uma função protetora contra tumores.

Mas além disso, essa especiaria seria capaz de curar muitas outras doenças comuns.

Na medicina asiática, o gengibre é considerado uma especiaria “quente”, tanto que na China, a raiz do gengibre é considerada um eficaz tônico Yang, uma espécie de “viagra natural” que serve para reforçar as energias masculinas, do fogo e da vitalidade.

De acordo com a farmacopeia chinesa, o gengibre é um remédio natural contra a fadiga, a fraqueza e a impotência.

Hoje é a especiaria mais cultivada, e é também uma das mais estudadas no mundo.

Benefícios – para quê o gengibre é bom?

Além de ser um alimento afrodisíaco, entre os seus muitos benefícios, destacam-se aqueles para

As propriedades medicinais do gengibre

Por suas propriedades medicinais, o gengibre atua como:

  • antimicrobiano
  • estimulante
  • digestivo
  • antiemético (combate o vômito)
  • anti-inflamatório
  • antirreumático
  • antiviral
  • antitussígeno
  • antialérgico
  • cardiotônico (estimula o coração)
  • aperiente (aumenta o apetite)

Todas as propriedades medicinais do gengibre se dão graças ao seu rizoma carnudo, que contém ingredientes ativos tais quais, zingibereno, gingerols e shogaoli, resinas e mucilagens.

Por causa destes princípios ativos, o gengibre solta um muco e limpa os brônquios, facilitando a respiração.

Para este fim, da China à Birmânia, passando pelas Filipinas, é costume beber uma bebida quente preparada com a infusão de 5 a 10 minutos de fatias de gengibre, com açúcar mascavo.

Graças às suas propriedades termogênicas, o gengibre deixa no corpo uma sensação de calor que, em caso de sentir muito frio, pode vir a ser uma excelente ajuda natural.

E este mesmo efeito termogênico também queima calorias. Isto torna-se particularmente adequado para aqueles que desejam perder peso, desde que utilizado no contexto de uma dieta equilibrada, é claro.

O gengibre ajuda na digestão dos carboidratos e das proteínas, eliminando gases intestinais. Por isso ele é bem-vindo nas receitas, principalmente de leguminosas ou verduras difíceis de digerir.

Modos de usar – as melhores maneiras de consumir gengibre

Existem 1001 maneiras de usar o gengibre: em chás, shots, sucos e muito mais.

Por causa de seu agradável sabor picantezinho, nas receitas, o gengibre fresco ou em pó fica muito bom para condimentar sopas, leguminosas, verduras, risotos e até em doces como bolos e biscoitos.

O gengibre também é muito utilizado na fabricação de licores, xaropes, cerveja e também pode ser apreciado como fruta cristalizada.

Para tirar todo o proveito dos seus benefícios, o ideal seria consumir gengibre todos os dias.

Para se beneficiar das suas propriedades antináusea, simplesmente mastigue um pedaço da raiz fresca algumas vezes durante o dia, quando sentir enjoos.

Para emagrecer use e abuse do gengibre em sucos, em chás e como tempero. Mas atenção! O gengibre também tem contraindicações de uso (veja mais adiante).

Nas receitas, você pode colocar a seu critério o gengibre em tudo. Basta ralar um pouco de sua raiz, ou colocar um pedacinho inteiro dele na água do arroz para temperar, na lentilha, fica ótimo, nas saladas, ralado por cima.

Use a imaginação e se deixe levar pelo sabor exótico que o gengibre proporciona aos pratos.

Aqui vão algumas receitas simples para desfrutar desta cura natural.

Centrifugado de maçã e gengibre

Este suco combina as propriedades antioxidantes da maçã às propriedades tônica e estimulante do gengibre.

Para preparar um suco centrifugado, use 4 maçãs vermelhas com casca e um pedaço de cerca de 10 cm de gengibre fresco cortado em fatias finas.

Depois de centrifugado, coloque a bebida em um copo, adicionando mel a gosto e duas folhinhas de hortelã picadas.

Ponche

Corte um pedaço de gengibre do tamanho de um dedo polegar. Coloque-o no fogo, acrescentando canela, coentro, casca de limão e cravo em 2,5 litros de água por 10-20 minutos.

Em seguida, coe o líquido e o adoce com mel.

Nos links abaixo você pode conferir outras receitas com gengibre que nosso site dispõe:

Para fazer um xarope caseiro com gengibre

Ferva em fogo baixo por cerca de 30 minutos em um copo de água, duas colheres de chá de gengibre fresco picado.

Adicione 120 gr. de açúcar ou mel e cozinhe até que se torne viscoso.

Tome o xarope de colher ou adicione uma colher dele ao chá.

Contraindicações – que mal o gengibre pode causar?

Como dissemos, o gengibre tem contraindicações que é bom ficar sabendo para fazer um uso seguro dessa raiz medicinal.

Pessoas com hipertireoidismo devem evitá-lo pois o gengibre acelera o metabolismo.

Pessoas com problemas cardíacos também devem evitar pelos mesmos motivos.

Pessoas com problemas referentes ao sistema nervoso, pessoas com problemas nos rins e pessoas com alergias devem consultar um médico antes de consumirem gengibre como remédio natural ou suplementos.

O uso excessivo também pode causar problemas digestivos e azia.

Apesar de não existirem provas contra o uso durante a gravidez, às mulheres grávidas é recomendado um uso cauteloso.

Como sempre, a Mãe Natureza nos oferece excelentes remédios para o nosso bem-estar.

Talvez te interesse ler também:

Como fazer Óleo de Gengibre em casa: Remédio Natural contra Dor e Muito Mais

Como plantar gengibre e ter sempre em casa esse remédio natural

Inhame: um alimento medicinal, cheio de propriedades e usos

Sobre Daia Florios

Daia Florios
Ingressou no curso de Ecologia pela UNESP e formou-se em Direito pela UNIMEP. É redatora-chefe e co-founder de GreenMe Brasil.

Veja Também

Reumatismo: os primeiros sintomas e como prevenir

O reumatismo é uma doença que atinge as cartilagens e as articulações provocando muita dor, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *