Com o avanço tecnológico, pra aonde caminha a Humanidade?

  • atualizado: 
Prision-Steve-Cutts

Desde a Primeira Revolução Industrial, a nossa existência, sociedade e humanidade vêm se transformado. Há quem diga que a tecnologia facilita muito nossa vida, mas existem os que se opõem a isso, dizendo que com a tecnologia estamos nos mecanizado demais. Neste conteúdo a intenção não é lançar nenhuma crítica, mas sim uma base para análise e reflexão dos prós e contras do uso da tecnologia, para podermos encontrar um ponto de equilíbrio neste mundo tecnológico, sem nos perder de nós mesmos em função da máquina.

A tecnologia agiliza processos, torna rápida a comunicação e encurta distâncias, mas também nos distraímos, nos acomodamos e nos escravizamos em função dela.

Para compreender melhor essa questão e saber mais sobre as projeções futuras da existência humana com do avanço tecnológico, acompanhem o que vem a seguir.

1. A divisão do ser humano entre as realidades virtual e física

A tendência é ocorrer um avanço tecnológico ainda maior, no qual ficaremos divididos entre o mundo virtual e o mundo real e é aí que mora o perigo, pois a humanidade já vem sentindo os efeitos do excesso de tecnologia, prejudicando aspectos que são importantes para o desenvolvimento humano como a afetividade, a sensibilidade, a contemplação, a atenção ao momento presente, o contato humano e a convivência.

É muito comum vermos as pessoas em todo lugar com o celular na mão, com a atenção dividida em registrar a cena para postar nas redes sociais, seja na hora de comer, andando pela rua, viajando, em um show e até em situações inusitadas.

Cada vez mais se posta tudo que acontece nas redes sociais e se faz uso de aplicativos e outros recursos virtuais, no dia a dia.

2. Conectados na Internet e desconectados de nós mesmos

É comum vermos famílias, casais e amigos juntos,sem conversar, mas conectados aos seus celulares.

E fato que a tecnologia tem dominado a existência humana: as relações pessoais, sociedade, nossa privacidade, alterando nosso ritmo psíquico, biológico e prejudicando nossa saúde, devido à horas que se passa na Internet.

É inegável que em muitos aspectos a tecnologia com seus equipamentos, dispositivos, aparelhos e máquinas facilitam nossa vida, a um ponto até de nos tornarmos dependentes dela, e nisso, o virtual se confunde com o real.

3. Evolução Tecnológica X Evolução Humana

Descobrir um limite adequado para conviver de forma saudável com a tecnologia, é algo que cabe a cada um encontrar, para viver em equilíbrio. Afinal, a maior tecnologia está em nós nosso corpo, mente e sentidos. Através destes, o homem deu origem à máquina e desenvolveu a tecnologia.

A tecnologia tem evoluído a passos largos, mas fica a indagação: e o homem, em sua humanidade, tem avançado e evoluído? A linha é tênue entre sermos usuários e escravos da tecnologia. Então que sejamos usuários da tecnologia e não seus escravos.

Corremos o risco de desaprender o toque do carinho, a comunicação olho no olho, a expressão afetiva e de estarmos inteiros no momento presente registrando os acontecimentos apenas em nossa memória e não na do celular.

4. O Imperialismo Tecnológico

Além de tudo isso, existe a competição tecnológica. Países com mais avanço tecnológico, têm uma influência maior no mundo. O lado positivo da tecnologia é que temos mais acesso à informação e podemos compartilhar o que sabemos com mais pessoas, mas é uma vantagem que precisa ser usada com Consciência, para filtramos as informações úteis e realmente relevantes para o nosso desenvolvimento.

Existem na atualidade, vários especialistas que fazem projeções sobre o avanço tecnológico e sobre como isso afetará o futuro da humanidade.

Está previsto para os anos de 2038 ou 2045, que os robôs farão parte de nosso dia a dia, inclusive substituindo o ser humano na realização de várias tarefas físicas e manuais, mas também em atividades intelectuais ou profissionais.

5. Previsões sobre o futuro tecnológico nos próximos 20 anos

Peter Diamandis, presidente e Cofundador da Universidade Singularity, uma instituição interdisciplinar de nível de pós-graduação internacional, que atua em pesquisas e estudos de tecnologias e seus avanços para lidar com os Grandes Desafios da Humanidade, elaborou as seguintes previsões neste campo:

2018

Se alcançará a computação quântica com a a expressão "emotiva" por parte da inteligência artificial, isto significa que se gritar com raiva para um robô, ele identificará essa emoção e poderá responder: "Não grite comigo, porque fere meus sentimentos!".

2020

Com o uso da Rede 5G se terá uma conexão de 10 a 100 GB velocidades para telefones celulares no mundo inteiro.

A assistência de saúde dos Estados Unidos fará uso de diagnósticos médicos e recomendações terapêuticas baseados em inteligência artificial.

Automóveis voadores serão usados para realizar certas ações em algumas cidades do mundo.

2022

As impressoras serão em 3D.

Os carros serão autônomos (direção automática) em todo os EUA.

Os brinquedos infantis serão "inteligentes".

Na maioria das casas de renda média, será possível ter um robô com capacidade de ler os lábios e reconhecer gestos de rosto, boca e mão, entendendo a fala para interagir com humanos.

Existirão robôs recepcionistas, assistentes de loja de varejo e funcionários.

2024

Serão lançadas missões humanas para a superfície de Marte.

O uso de drones (veículos aéreos não tripulados e controlados remotamente, usados para diversas tarefas) será algo comum.

Os drones serão usados para entrega de encomendas e pacotes nas casas ou apartamentos.

Será feito um acordo para viabilizar e baratear o uso das energias solar e eólica.

Em 90% do mundo, a construção de sistemas de energia solar e de energia eólica sairá mais barato do que carvão ou gás.

Os veículos elétricos serão cada vez mais vendidos.

Serão fechadas centenas de usinas de energia de carvão da China e Índia.

2026

Viagens com VTOL (Decolagem e Aterrissagem Vertical), tipo helicóptero, serão frequentes e acessíveis em cidades, como Tóquio, São Paulo e Londres.

Nas grandes cidades se viabilizará a agricultura vertical.

Em troca de dados e direitos de comércio eletrônico, serão dados remédios em comprimidos nas regiões pobres do mundo.

A realidade virtual passará a fazer parte da vida diária e estará em toda parte, por isso as pessoas farão menos viagens pois poderão "viajar" sem sair do lugar, através de uma tela digital.

Os pais sentirão que seus filhos estarão vivendo em uma realidade "paralela".

2028

A eletricidade será gerada pelas energias solar e eólica.

O uso do petróleo diminuirá.

Veículos autônomos e elétricos serão os transportes urbanos.

Os robôs cuidarão dos humanos realizando atividades como cuidados estéticos, higiene pessoal e preparo de refeições.

2030

A expectativa de vida "Longevity Escape Velocity" aumentará cada vez mais para aqueles que disporem de inovadoras tecnologias de tratamento.

As mensagens enviadas pela Internet entre 1990-2029 serão decifradas por Cryptologically Useful Quantum Processors servindo como dados para as agências de inteligência.

As emissões de carbono diminuirão a cada ano.

Até 2050, será assinado um plano global para zero emissão de carbono.

Várias empresas de petróleo deixarão de existir.

2032

Os Nanorobôs, dispositivos com um tamanho que varia de 0,1-10 micrômetros e construídos à escala nanométrica ou de componentes moleculares, serão usados em seres humanos para estudos médicos visando conhecer melhor o sistema imunológico.

Avatares (imagens digitais criadas) representarão as pessoas para estabelecerem contatos entre si de forma remota.

Os robôs trabalharão como recepcionistas, guias turísticos, motoristas, pilotos e trabalhadores da construção civil.

2034

A conexão entre o córtex humano e a nuvem (armazenamento de dados pela Internet) serão possíveis devido ao trabalho nessa área de empresas como a Kernel, visando conectar cérebro e computador e fusionando o cérebro à inteligência artificial.

O câncer e a pobreza deixarão de ser problemas.

2036

Os seguros de vida darão cobertura à tratamentos de longevidade.

Existirão cidades inteligentes em escala global, fornecendo de forma eficaz energia solar, alimentos, segurança e transporte

2038

A realidade virtual e a inteligência artificial farão parte do cotidiano, facilitando vários processos e atividades do dia a dia.

6. O uso da tecnologia e o seu efeito sobre a Humanidade, uma reflexão

Assistam este vídeoclip do Moby com animação do Steve Cutts que lança uma reflexão sobre o uso exagerado da tecnologia em nossa vida e os efeitos disso em nossas relações humanas: "Are you Lost in the World Like me?"

7. Seres tecnológicos ou humanos

Não precisamos chegar a 2038 para perceber o quanto a tecnologia tem influído e ganhado espaço em nossa vida, e a tendência é só aumentar.

O que mais assusta é que até em nosso cérebro, literalmente a tecnologia pode penetrar, através do uso da inteligencia artificial e correremos o risco de nos distanciarmos ainda mais de nossa Humanidade e Essência!

Como você se sente a respeito de tudo isso?

Se este assunto te intriga, é imperdível a leitura dos livros do Yuval Noah Harari: Sapiens, Homo deus e 21 Lições Para O Século 21.

Talvez te interesse ler também:

2050: AS 3 PREVISÕES CATASTRÓFICAS DE JANE GOODALL JÁ ESTÃO SE TORNANDO REALIDADE?

Fonte imagem Steve Cutts

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!