Cambuci - 10 Benefícios para tua Saúde!

  • atualizado: 
cambuci

Cambuci é um fruto brasileiro, nativo da Mata Atlântica, cujo nome científico é Campomanesia phaea, outrora muito abundante no sudoeste do nosso país. Muito gostoso, saudável e ótimo para a saúde, veja aqui neste artigo. Cambuci é um fruto brasileiro, nativo da Mata Atlântica, cujo nome científico é Campomanesia phaea, outrora muito abundante no sudoeste do nosso país. Muito gostoso, saudável e ótimo para a saúde, veja aqui neste artigo.

O cambuci, da família das Myrtaceae, é um parente da goiaba, da pitanga e de muitas outras frutas boas das nossas matas. Esta é a planta-símbolo da cidade de São Paulo pois, em tempos idos, abundava na região e foi muito usada durante o século XIX. Já esteve ameaçada de extinção e hoje é preservada em diversos projetos. Sua abundância deu o nome a um antigo bairro paulistano, o bairro do Cambuci, e seu nome de origem indígena, indica o seu formato, de pote ou melhor, de disco voador.

A árvore do cambuci pode atingir até os 6 metros de altura, de crescimento lento e com flores grandes, brancas e belas. Gosta de um certo frio para poder frutificar e se adapta a todo tipo de solo não suportando, no entanto, o encharcamento. O fruto do cambuci tem tamanho médio, é cheiroso e lembra o limão no seu gosto ardido.

Os poderes de cura do cambuci

Este é um fruto rico em agentes antioxidantes e adstringentes. Seu conteúdo em vitamina C o faz um dos frutos mais ricos da nossa flora nativa. É reconhecido seu conteúdo em betacaroteno e também em magnésio, sódio, potássio, fósforo e cálcio e fibras.

Flor do cambuci

flor do cambuci

Fonte foto

A riqueza nutricional do cambuci foi estudada por Maria Cecilia Rocha Sanches e comprovadas suas potencialidades nutricionais.

Benefícios conhecidos do cambuci

  1. Na diabetes
  2. Na bronquite e asma
  3. Na tosse, coqueluche
  4. Nos problemas de vista
  5. Doença coronariana
  6. Para a memória
  7. Tem propriedades antioxidantes
  8. Para o sistema imunológico
  9. Para a saúde da pele
  10. Envelhecimento precoce

1.Na diabetes

Consumo regular e moderado de cambuci na forma de suco, antes das refeições, ajuda a controlar os picos glicêmicos.

2. Na bronquite e asma

O consumo de cambuci fortalece o sistema imunológico, alivia a inflamação das mucosas, facilita a transpiração e a respiração, reduz a ação das bactérias.

3. Na tosse, coqueluche

Ajuda a eliminar o excesso de muco e catarro, alivia a congestão no peito, melhora o fluxo de ar para pulmões e vias respiratórias, elimina as bactérias da tosse convulsa.

4. Nos problemas de vista

Cambuci é rico em betacaroteno que desempenha papel vital na saúde dos olhos, reduz o risco de degeneração macular.

5. Doença coronariana

Reduz os riscos de acidente vascular cerebral e auxilia no controle da pressão arterial devido ao seu elevado teor de potássio e magnésio

6. Para a memória

Cambuci é rico em ácido carnósico que é um neuroprotetor e atua como preventivo do Mal de Alzheimer e outras doenças neurodegenerativas. Nessa área da saúde, o cambuci atua pela ingestão como também pelos seus princípios aromáticos.

7. Tem propriedades antioxidantes

Esta é uma fruta riquíssima em vitamina C, um dos mais poderosos antioxidantes que existem.

8. Para o sistema imunológico

Os componentes do cambuci são potencializadores do sistema imunológico

9. Para a saúde da pele

Cambuci é rico em ácidos graxos de cadeia média que favorecem a manutenção da umidade da pele mantendo sua hidratação natural. O consumo de cambuci na forma de creme dermatológico atua profundamente na pele mantendo os tecidos macios e flexíveis, reduzindo rugas e marcas de expressão.

10. Envelhecimento precoce

O consumo regular de cambuci é preventivo do envelhecimento precoce

Uso do cambuci na culinária

O sabor ácido e fresco deste fruto o faz ideal para o consumo em sucos, compotas, conservas, doces ou como condimento de pratos salgados. Lembra uma goiaba com limão, aromática e saborosa mas, para o consumo in natura, a gente “aperta os olhos” e saliva à vontade.

Não quer dizer que não seja gostoso - é sim, demais, só que é bem diferente do que estamos acostumados, hoje em dia. Porém, vale a pena conhecer, e se apaixonar.Outro uso bastante comum do cambuci é na feitura de licores e na aromatização de cachaça, ao gosto dos antigos tropeiros.Mas, também há que use cambuci em molhos e recheios de pratos salgados.

Seus óleos essenciais são bem vindos na fabricação de cosméticos e medicamentos.Veja, na reportagem abaixo, uma série de pratos feitos com cambuci:

Neste link você pode ter acesso a um trabalho bastante interessante sobre o cambuci. Trata-se do texto “Cambuci – o fruto, o bairro, a rota: história, cultura, sustentabilidade e gastronomia” de [Beatriz Amaral Galvão de França Andrade, Paulo Yasha Guedes da Fonseca e Flávio Lemos, editado em São Paulo, pela Ourivesaria da Palavra, 2011. Vale a leitura e, mais ainda, experimentar o cambuci de todas as maneiras possíveis.