Samambaia – Caraterísticas e Como Cuidar. 10 Dicas!

  • atualizado: 
samambaia

Samambaias são plantas das mais antigas da face da Terra, junto com liquens, musgos e fungos. Estas são plantas que não produzem sementes nem flores, se reproduzem por esporos (pontinhos marrons que podem ser vistos na face interna das folhas) e também por pedaços de rizomas.

Geralmente, as samambaias gostam de meia sombra e umidade no ar razão pela qual são criadas dentro das residências, em ambientes mais sombreados, ou penduradas em árvores.

No entanto, existem também samambaias bastante rústicas que vivem no solo, na areia, a pleno sol, em situações bastante agrestes.

COMO CUIDAR DE SAMAMBAIAS

 

1. Escolha do local para a sua samambaia

  • uma janela virada para o sul é a mais adequada para a iluminação baixa e indireta que as samambaias preferem
  • uma janela voltada para o norte - afaste sua samambaia dos raios diretos do sol que entrar
  • no meio de um cômodo com luz indireta
  • penduradas na varanda, ao lado sul, ou em uma parte sombreada
  • penduradas debaixo de um arvoredo
 

2. Em redor da planta mantenha a umidade elevada

Borrife água algumas vezes ao dia.

Se o clima estiver seco e quente, coloque um recipiente com água embaixo do vaso (sem molhar as raízes, só para evaporar) ou plante-a em vaso duplo (o debaixo deve ser mantido cheio de água e coberto com musgo e outro, dentro deste, com a samambaia e a terra sempre umedecida).

3. Temperatura

Samambaia gosta de temperatura quente então proteja sua planta do frio e das variações extremas - mantenha a temperatura constante.

A temperatura ideal para a samambaia está entre os 15º e os 21ºC. Durante os dias mais frios e secos de inverno, coloque sua samambaia no banheiro, protegida do vento.

4. Regue regularmente folhas e solo

A mistura de solo para a samambaia deve se manter úmida porém, não encharcada. O encharcamento poderá levar ao apodrecimento dos rizomas e ao aparecimento de fungos.

5. Adube suas samambaias mensalmente

Existem adubos especialmente elaborados para essa família de plantas, que são apresentados na forma líquida ou granulada. Caso sua opção não seja por adubos preparados, experimente usar uma mistura de farinha de osso ou cinza, torta de mamona e casca de ovo moída, em partes iguais, e espalhe uma colher de chá em cada vaso. Só comece a adubar as samambaias após 6 meses do seu plantio no vaso.

6. Faça a retirada de folhas, galhos secos ou doentes, rotineiramente

Se sua planta adoecer ou começar a morrer, corte todas as áreas danificadas. Se toda a planta adoecer (isso acontece com samambaias que estão dentro de casa) retire a planta e descarte-a para não contaminar outras.

7. Transplante de vaso

As samambaias podem crescer bastante e precisarão ser removidas para um vaso maior, ou divididas em vasos menores.

Para transplantar sua samambaia para um vaso maior retire-a do vaso em que está, corte raízes que estejam apodrecidas, quebradas, coloque a samambaia no vaso maior e preencha com terra e musgo de cobertura.

Uma samambaia saudável poderá ser dividida a cada 2 ou 3 anos.

8. Samambaia no jardim

No jardim, coloque suas samambaias na sombra de alguma árvore frondosa de forma a que pegue a luz indireta do sol. Se o ambiente permanecer úmido não será necessário regar. A adubação poderá ser bem vinda, sempre.

Regue somente quando for o período seco do ano.

9. Protegendo a samambaia das pragas

Periodicamente, verifique se sua samambaia tem ácaros ou cochonilhas em suas folhas, e limpe-as. O mais indicado é sacudir as folhas ou retirar os insetos com as mãos. Não use pesticidas na samambaia.

Para evitar os pulgões e ácaros, borrife calda de fumo nas folhas e no solo.

Contra os fungos, use calda bordalesa ou aplique carvão em pó nas áreas afetadas.

As lagartas deverão ser retiradas a mão, uma a uma.

10. Xaxim, não!

Prepare a terra para os vasos de samambaia assim: 1/2 do volume deve ter composto orgânico bem curtido, de areia grossa e 1/4 de terra.

Não se usa mais o xaxim pelo impacto ambiental que traz a sua retirada nas matas.