Petição para não permitir a reentrada de Jeff Bezos na Terra

Petição para não permitir a reentrada de Jeff Bezos na Terra

A gente já viu de tudo nessa vida em termos de petição: algumas pedindo justiça, pedindo dinheiro, pedindo realização dos sonhos… mas essa aqui é realmente inusitada.

Existe uma petição bombando na change.org prestes a chegar à marca das 25.000 assinaturas.

A petição pede a proibição da reentrada de Jeff Bezos na Terra. Como assim senhor?

Olha o que diz a petição:

Jeff Bezos é, na verdade, Lex Luthor, disfarçado de suposto proprietário de uma loja de varejo online super bem-sucedida. No entanto, ele é na verdade um demônio overlord malvado na dominação global. Sabemos disso há anos. Jeff trabalhou com os Epsteins e os Cavaleiros Templários, bem como com os Maçons Livres para obter controle sobre o mundo inteiro. Ele também deita na cama com os negadores da terra plana; é a única maneira de permitirem que ele saia da atmosfera. Enquanto isso, nosso governo fica parado e deixa acontecer.
Esta pode ser nossa última chance antes que eles habilitem os microchips 5G e façam uma aquisição em massa.
Assine a petição. Compartilhe com seus amigos e família. O destino da humanidade está em suas mãos.

O que isso dizer?

Que a pandemia mexeu mesmo com a cabeça das pessoas, é microchip nas vacinas e daqui a pouco seremos produtos da Amazon prontos para entrega. O que ninguém percebeu é que talvez já o sejamos, e a única certeza nessa vida é a base da filosofia: “só sei que nada sei” (Sócrates).

Assine aqui a petição se concordar com os termos.

Talvez te interesse ler também:

Cringe: a palavra que viralizou e gerou polêmica nas redes sociais

Junho: mês de luta contra a LGBTfobia. O preconceito fere e mata

Shein: a “fast fashion” que virou febre. Pense mil vezes antes de comprar

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

2 comentários em “Petição para não permitir a reentrada de Jeff Bezos na Terra”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *