©Karmagawa/Instagram

Cigarros estão sendo testados em Beagles?

Cigarros estão sendo testados em Beagles?

Testagens de produtos em animais têm sido bastante criticadas em todo o planeta, inclusive gerando leis proibitivas e sanções para quem ainda executa tais procedimentos, normalmente na indústria farmacêutica, de cosméticos e de produtos químicos.

Entretanto, em alguns locais os testes em animais permanecem sendo executados como é o caso do uso de cães no Reino Unido e em outros países.

Imagens assustadoras de testes em Beagles

Na semana passada bombou no Instagram imagens chocantes que apresentavam testes de tabaco em Beagles – os cães apareciam com aparelhos de respiração, possivelmente para testar a inalação da fumaça do tabaco.

A postagem gerou revolta e movimentou jornais, sociedades protetoras de animais e organizações civis em busca da origem das fotos que apareciam na postagem.

Cigarros estão sendo testados em Beagles?

A Euronews foi atrás da verdade e chegou à algumas conclusões.

As fotos dos Beagles usando máscara foram feitas no Japão em 2017, e foram extraídas de um artigo sobre a proibição japonesa de testar pesticidas em cães, que entrou em vigor em 2018.

Já a imagem dos cigarros usada na colagem não tem nada a ver com os Beagles, e foram extraídas de uma conta do Laboratório Yessmoke, no Flickr, onde mostram os testes de qualidade de produtos de tabaco. 

Os testes de tabaco em animais foram proibidos em alguns países da União Europeia, mas nem todos aderiram à regra.

Dessa forma, caso sejam autorizados em certas circunstâncias, os experimentos podem ser feitos. Porém, questionada pela Euronews, a PETA (People for the Ethical Treatment of Animals) disse não ter relatos sobre testes de tabacos especificamente em cães.

“A PETA não tem conhecimento de nenhum estudo recente usando cães em experimentos de inalação de cigarro, especialmente para o desenvolvimento de produtos de tabaco, que é proibido em alguns países.

“No entanto, a pesquisa básica e translacional não é proibida para a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), onde costumam usar camundongos que foram expostos à fumaça do cigarro para provocar a doença.”

Ou seja, embora Beagles não estejam sendo testados para produtos de tabaco, outros animais estão sendo, e o Beagles todavia, podem estar sendo testados para outros fins.

A PETA estima que, por ano, “2 milhões de animais são usados ​​em todo o mundo para testes de toxicidade por inalação”.

Infelizmente, a raça Beagle é a que mais atrai laboratórios, por serem animais dóceis e amáveis. Por isso, bastante requisitados para testes de cosméticos.

No Reino Unido, por exemplo, os Beagles são criados para testar medicamentos. A lei britânica exige que cada medicamento novo no país seja testado em pelo menos duas espécies diferentes de mamíferos, e que uma destas não seja um roedor.

As instituições de proteção aos animais têm feito esforços, cada vez maiores, para proibir testes, de qualquer tipo que seja e em qualquer animal.

Quem ama os animais não vê diferença entre um rato e um Beagle pois todos são seres sencientes. Ademais, alternativas existem. Chega de crueldade!

Talvez te interesse ler também:

Chega de crueldade: veja alternativas ao uso de animais em laboratórios

Como saber se os produtos que você usa foram testados em animais

Reino Unido abre portas para teste em animais depois de 23 anos

STF valida lei que proíbe teste em animais no Rio de Janeiro 

Vitória! Avon divulga o FIM dos TESTES em ANIMAIS em seus produtos! 

Teste do Nado Forçado, um dos testes em animais mais cruéis que existem

Notícia oficial: Austrália aprova lei pelo fim dos testes cosméticos em animais!

Minicérebro de baixo custo para diminuir o teste em animais

Um rato virtual para por fim aos testes em animais

ANVISA reconhece métodos alternativos aos testes em animais

México: o primeiro país da América do Norte a proibir teste animal em cosméticos

Universidade reconhece direito dos estudantes recusarem vivissecção em animais

Salve o Ralph: a triste realidade dos animais usados em laboratório

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *