Ambiente

Aumento de toxinas em mariscos coloca nossas vidas em risco, diz estudo

toxinas em mariscos
  • Escrito por Felipe Chaves

Há cada vez mais evidências de que o aquecimento global, causado principalmente pela atividade humana, está prejudicando a vida como um todo. Um estudo recente publicado pela Live Science mostrou que o aumento drástico das temperaturas dos oceanos está afetando irreversivelmente a vida marítima, alterando a toxicidade dos mariscos. A toxina presente nos mariscos, por sua vez, pode causar diversos males para a saúde humana, inclusive a morte.

Petição pede mudança no design de tampinhas: salve as aves marinhas

poluição tampas
  • Escrito por Alice Branco

Um dos nossos maiores problemas é o plástico solto na natureza - nos mares, nos ares, na terra. Um outro problema são as tampinhas coloridas de garrafas pet - os bichos marinhos têm a tendência de engolirem primeiro o que lhes parece mais chamativo, que tem cores fortes, que brilha. As tampinhas enchem a barriga de milhões de aves marinhas - e as aves morrem por causa das tampinhas, claro.

Descoberta a água mais antiga do planeta

água mais antiga do planeta
  • Escrito por Redação

Em 2013, pesquisadores canadenses acreditavam ter descoberto a água mais antiga do planeta, só que não. Agora, uma nova descoberta levou à identificação de água ainda mais antiga e no mesmo local.

Relatório indica recorde de calor e de derretimento de gelo no Ártico

Recorde de calor no Ártico
  • Escrito por Gisella Meneguelli

Não somos apenas nós, aqui no Brasil, que sentimos os efeitos do calor excessivo no verão. Aliás, o calor que nós sentimos aqui é devido ao aquecimento global, que afeta todo o planeta, inclusive, em uma de suas regiões mais frias, o Ártico.

Há quanto tempo o homem polui? Há 7 mil anos, revela um estudo

Idade do bronze
  • Escrito por Daia Florios

Quando foi que o homem começou a poluir? Depois da revolução industrial? Não! Bem antes disso. O Homo sapiens poderia ser chamado de "Homo poluens", pois há 7.000 anos já poluía os rios com resíduos de metais.

Desmatamento na Amazônia aumentou ainda mais em 2016

Desmatamento
  • Escrito por Gisella Meneguelli

Os últimos estudos sobre o desmatamento na Amazônia vêm demonstrando como ele aumentou nos últimos anos. Em 2015, o Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe) já havia divulgado que o aumento no desmatamento da floresta amazônica foi de 24%. Em 2016, as taxas aumentaram ainda mais: 29%.