Pistache: 14 Propriedades Benéficas, Quanto e Como Consumir

Pistache: 14 Propriedades Benéficas, Quanto e Como Consumir

Menos popular do que outras oleaginosas, como a castanha e as nozes, o pistache pode fazer toda a diferença na saúde de quem consome. Entre os benefícios mais conhecidos estão o de proteger a saúde do coração, dos olhos e prevenir uma série de doenças, como o câncer. Mas tem muitos outros benefícios.

Mais comumente consumido como petisco em forma de grãos tostados e salgados, o pistache possui uma enorme gama de variedades na alimentação, sendo usado como ingrediente em sorvetes, doces e até no molho pesto.

Conheça agora mais detalhes sobre essa fruta de casca rija.

O que é pistache?

O pistache é uma oleaginosa que pertence a mesma família de outros frutos, como as amêndoas, castanhas e nozes.

O nome pistache, Pistacia vera, refere-se não somente ao fruto, mas à árvore também, que costuma ter entre 5 e 7 metros de altura. É uma planta da família Anacardiaceae, nativa do sudoeste asiático (Ásia Menor, Irã, Síria, Israel e Palestina).

Seu fruto, o pistache, pode ser comido cru ou torrado mas, à diferença do amendoim, que se come com casca a qual é muito rica em nutrientes e digestiva, a casca do pistache tem de ser tirada pois é muito dura.

O pistache é uma fruta muito rica em nutrientes diversos, é uma oleaginosa, portanto riquíssima em óleo, em vitamina E, betacaroteno, polifenóis e antioxidantes.

100 g de pistache contêm em média:

Proteína 20,6%
Carboidratos 8%
Óleo 48%
Colesterol 0%
Cálcio 135 mg
Potássio 1093 mg
Fósforo 503 mg
Magnésio 158 mg
Vitamina A 233 U.L
Outras vitaminas: Tiamina (Vitamina B1), Riboflavina (Vitamina B2),Niacina (Vitamina B3)

Quanto e como consumir

Recomeda-se consumir cerca de 50 gramas de pistache por dia e buscar variedades de grãos, tendo em vista que eles possuem diferenças nutricionais entre si.

A quantidade significa uma palma da mão cheia. Até duas pode ser recomendável se a pessoa não estiver fazendo dieta, pois pistaches são bastante calóricos.

Além disso, na hora da compra, prefira as versões com casca, sem sinais de mofo, umidade e outros danos.

Isso diminui os perigos de uma contaminação por fungos.

14 Propriedades Benéficas do pistache

Melhora a digestão

A alta quantidade de fibras que o fruto contém auxilia no bom funcionamento intestinal, eliminando, de modo mais eficiente, as toxinas do organismo e promovendo sensação de saciedade.

Protege os olhos

O pistache contém carotenoides, como a luteína e a zeaxantina. Eles ajudam a proteger a visão, impedindo a ação dos raios ultravioletas, fortalecendo a saúde ocular e prevenindo doenças, como a degeneração macular.

Previne o câncer

Por conter um bom número de antioxidantes, o pistache colabora também na prevenção dos radicais livres, que degeneram as células, com o passar do tempo, o que facilita o aparecimento de doenças, como o câncer. Contém ainda substâncias que inibem a entrada de radiações nocivas ao organismo.

Melhora o aspecto da pele

O pistache é rico em vitamina E, um ótimo antioxidante, que atua protegendo também a pele, deixando inclusive o aspecto dela mais brilhante, evitando o ressecamento e envelhecimento precoce.

Ajuda no combate à diabetes

Consumir pistaches, após uma alimentação, pode ajudar na absorção correta da glicose pelo organismo. Isso porque, são ricos em fósforo, um mineral que ajuda a aumentar a tolerância à glicose.

Por sua riqueza em fósforo, os pistaches são considerados aliados na prevenção da diabetes tipo 2.

Protege o cérebro

O pistache é uma excelente fonte de vitamina B6, reconhecidamente protetiva da saúde do sistema nervoso. Essa substância ajuda no correto funcionamento dos neurotransmissores cerebrais.

Os pistaches também são uma boa fonte de vitaminas do grupo Bácido fólico (B9), riboflavina, tiamina, niacina, ácido pantotênico (ou vitamina B5).

100 gramas de pistaches fornecem 144% das necessidades diárias de cobre, mineral que atua no metabolismo, na síntese das células vermelhas do sangue e no funcionamento dos neurotransmissores.

Ajuda na manutenção do peso

Estudos recentes mostram que o consumo das oleaginosas de casca dura, grupo onde se inclui o pistache, é preventivo de obesidade e seu consumo moderado, junto com uma dieta equilibrada, contribui para o aumento dos ácidos graxos essenciais e proteínas vegetais.

O pistache é calórico – em 100 gramas do fruto existem cerca de 562 calorias – mas ele é rico em gorduras boas e favorece a sensação de saciedade, além de regular o sistema digestivo. Tais propriedades são interessantes para o controle ou perda de peso, desde que o pistache seja consumido com moderação.

Tem poder anti-inflamatório

Os minerais e antioxidantes presentes no pistache auxiliam também a defender o organismo de vírus e bactérias.

pistaches

É bom para o sangue

Por conter boa quantidade de ferro, o fruto atua também no fortalecimento dos glóbulos vermelhos do sangue, prevenindo doenças, como a anemia.

Ajuda a melhorar o sistema imunológico

Além do poder anti-inflamatório relatado, os minerais e antioxidantes também ajudam a fortalecer o sistema imunológico.

É bom para o cabelo

Os nutrientes existentes no pistache atuam também na fibra capilar, deixando o cabelo mais saudável e estimulando o crescimento dos fios. A biotina – presente no fruto – atua também na prevenção da queda capilar.

Tem poder afrodisíaco

Por estimular a circulação sanguínea e o sistema nervoso, o pistache pode favorecer também uma melhor energia sexual.

É uma boa fonte de energia

Como mencionado anteriormente, o pistache contém uma grande quantidade de calorias, cem gramas do fruto contém mais de 500 calorias. Sua alta absorção pelo organismo, que estimula a sensação de saciedade, aliada às proteínas presentes no fruto, ajudam o pistache a ser uma boa fonte energética.

Se você comer pistaches, seu coração vai agradecer!

E para finalizar, estas oleaginosas também são ótimas para o coração, pois reduzem a pressão arterial e ajudam a controlar os níveis de estresse e colesterol.

Todas essas qualidades do pistache foram publicadas em um novo estudo da Universidade Estadual da Pensilvânia, na aba Hypertension da revista American Heart Association.

O mencionado estudo, conforme relato da Dra. Sheila G. West, cientista que coordenou a pesquisa junto com Penny M. Kris-Etherton e outros colegas da PennState, foram comparadas duas dietas que continham 42 e 85 g de pistaches, alimentação de baixa caloria, e o objetivo de se manter o peso inicial e os resultados apontaram manutenção do peso inicial com redução dos níveis de colesterol e melhora da capacidade de reagir a situações estressantes (veja aqui o estudo em questão).

Ou seja, a incorporação de pistaches à dieta equilibrada de baixa caloria é uma ajuda inestimável para o controle da pressão arterial e a redução da carga vascular sobre o coração.

Este estudo é o primeiro que relaciona de forma tão direta a ingestão de uma oleaginosa com as melhoras evidentes na saúde cardíaca dos pacientes, o que se mostra muito promissor para futuros tratamentos.

Por isso, se você comer pistaches, seu coração agradecerá!

Uma curiosidade

Muitas pessoas acabam consumindo o pistache apenas na versão em grãos, salgados, torrados, como acompanhamento.

No entanto, o fruto possui uma ampla gama de possibilidades culinárias. Na culinária turca e árabe é comum, por exemplo, usá-lo em doces.

Há também a versão fresca, sem torrar, mais saudável que a versão torrada (talvez não seja fácil achar mas procure nas feiras, nas bancas de alimentos a granel).

Há ainda os sorvetes, queijos, entre outros. É possível fazer pratos bem sofisticados com o pistache.

Nós deixamos para você esta -> receita de pesto de pistache.

Experimente! Além de delicioso, é super saudável!

Talvez te interesse ler também:

Maca peruana: um superalimento de qualidades incríveis

Pudim de chia: benefícios e como fazer. Veja várias receitas

Quinoa: 5 dicas para cozinhar, 5 erros a evitar e 5 receitas

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *