Como plantar coqueiro - Anão e Gigante

  • atualizado: 
como plantar coqueiro

Em sânscrito o nome do coqueiro é kalpa vriksha, que significa "a árvore que fornece todas as necessidades da vida". O coqueiro faz jus à esse nome, pois tem inúmeras utilidades e dá frutos em abundância. Seu fruto é super nutritivo e terapêutico promovendo saúde e vitalidade.

Com todas estes benefícios, que tal plantar um coqueiro?

Aprenda neste conteúdo como cultivar essa árvore e obter os seus frutos.

 

1. Origem

O coqueiro é proveniente do Sudeste da Ásia. Esta planta foi trazida pelos portugueses para o Brasil, por volta do ano de 1553, primeiramente no estado da Bahia (por isso o termo coco-da-Bahia), sendo após isso levado para outras regiões brasileiras, principalmente do litoral nordestino.

2. O motivo do fruto se chamar coco

O nome "coco" foi dado pelos portugueses em Malabar, território asiático na viagem de Vasco da Gama à Índia (1497-1498).

Como a aparência do fruto, visto pela extremidade, o endocarpo e os poros de germinação, era visto como semelhante à face de um monstro imaginário que era conhecido pelos portugueses como coco (uma espécie de ogro) e que para nós corresponde ao bicho-papão.

3. Características

O coqueiro pertence à espécie Cocos nucifera L. tendo destaque as variedades typica (gigante) e nana (anão).

Segue alguns aspectos peculiares dessa árvore e seu fruto.

  • Plantio: em áreas não irrigadas, o plantio deve ocorrer no início do período das chuvas.
  • Solo: bem drenado, leve e boa umidade.
  • Clima: quente, em torno de 27 graus e não abaixo de 15 graus.
  • Culinária: o fruto é muito utilizado em receitas nordestinas como: cocadas, cuscuz de tapioca, mingaus, bolos, doces e sorvetes, entre outras
  • Uso medicinal: a água é fonte de potássio e sais minerais, e substitui o soro fisiológico, de forma caseira, em casos de desidratação.
  • Colheita: seis meses após a inflorescência, quando o propósito for a obtenção da água de coco, e 12 meses para o coco seco.
  • Área para cultura do coqueiro: 100 plantas por hectare
 

4. Fruto do coqueiro

O coco é um fruto seco classificado como drupa fibrosa (não é uma noz). A casca (mesocarpo) é fibrosa e tem um "caroço" interno (o endocarpo lenhoso).

O endocarpo é duro tem três poros de germinação na superfície exterior, quando a casca é removida, através de um destes poros que a pequena raiz emerge quando o embrião germina.

5. Usos

Do fruto se extrai a polpa, o leite e a farinha que são alimentos ricos em nutrientes, muito funcionais e utilizados de várias formas na alimentação saudável e culinária.

O branco, a polpa da semente, é comestível (fresco) e usado (desidratado e seco) em culinária. A cavidade é cheia de "água de coco" constituída de açúcares e minerais que são usados como uma bebida hidratante e refrescante.

O leite de coco tem em torno de 17% de gordura e é feito do processamento do coco ralado com água quente.

A farinha de coco é feita a partir hidratação e posterior secagem da polpa do coco e é uma boa alternativa para ficarmos em dia com o consumo de fibras em nossa alimentação.

Os botões da ponta das plantas adultas são comestíveis e são conhecidos como "cabaço de coco", entretanto a colheita destes botões mata a árvore.

O interior da ponta crescente do tronco é chamado coração-da-palma ou "palmito" e muito apreciado em saladas, sendo conhecido como "salada do milionário". A extração do palmito faz morrer a árvore.

A copra é a carne seca da semente e dela se extrai o óleo do coco. O resíduo que fica depois do preparo do óleo é usado como ração para animais.

As folhas servem como materiais para artesanato de cestas e palha de telhado. A casca e a fibra do coco podem ser utilizadas como combustível e fonte boa do carvão de lenha e também em artesanato de bijuterias, utensílios domésticos, objetos decorativos, entre outros.

A fibra serve para a fabricação de cordas e tapetes, para preenchimento de estofados e para o cultivo de orquídeas e outras plantas.

6. Benefícios do coqueiro

como plantar coqueiro2

Cada parte do coco traz muitos benefícios para a saúde, seja na forma de: água, ralado, óleo, carne da polpa, leite, açúcar ou farinha, todos possuem propriedades nutricionais constituída de potássio, cálcio, magnésio, ácidos graxos e flavonoides, entre outras.

Incluir o coco na alimentação pode trazer os seguintes benefícios:

  • Auxilia no controle do apetite
  • Hidrata o corpo
  • É excelente antioxidante
  • Aumenta seu colesterol bom
  • Fortalece a imunidade
  • Melhora o funcionamento do sistema digestivo
  • Contribui para o bom funcionamento da tireoide e do metabolismo

A água do coco tem componentes que fazem parte da constituição do plasma do sangue. No passado era muito utilizada como líquido endovenoso de hidratação, quando ocorria falta de líquido próprio para transfusão de sangue. A água do coco contém teores elevados de potássio, cloreto e cálcio.

Em situações emergenciais que se almejava o aumento de eletrólitos se fazia indicação da água de coco, porém, seu uso endovenoso deve ser bem avaliado visto haver diferença nas osmolaridades, os antígenos presentes na água de coco podem provocar choque por anafilaxia ou hemólise autoimune.

7. Tipos de coqueiro

Existem três tipos de coqueiro:

  • Gigante, também chamado de Coqueiro-da-Praia
  • Coqueiro-Anão (Verde, Vermelho e Amarelo)
  • Coqueiro-Híbrido, também chamado de Anão-Gigante
 

7.1. O que é um coqueiro hibrido ou Anão-Gigante?

Este tipo de coqueiro se origina do cruzamento entre um coqueiro Gigante e um coqueiro Anão, que pode ser obtido de forma natural, através polinização das abelhas.

Faz parte do gênero Cocos apenas a espécie Cocos nucifera L., composta de algumas variedades, entre as quais as mais importantes são:

  • Typica - Variedade Gigante
  • Nana - Variedade Anã
 

7.2. Diferenças nas utilizações dos tipos de cocos

O consumo dos 3 tipos de coco apresentam as seguintes diferenças:

  • O fruto do coqueiro anão, principalmente do anão-Verde é utilizado para consumo da água de coco.
  • Os frutos do coqueiro-gigante e dos híbridos são usados para o consumo da “carne-de-coco” ou albúmen, podendo ser utilizados in natura ou beneficiado ou na forma de coco ralado e leite de coco.

No Brasil, os frutos que não servem para estas finalidades são usados para extração do óleo de coco.

7.3. O plantio dos 3 tipos de cocos

O coqueiro-gigante é o mais rústico, florescendo entre seis e oito anos após o plantio e sua produção é de 40 a 60 frutos ao ano, sob condições favoráveis, a sua produção é de 60 anos.

O anão é mais exigente com água e nutrientes, se desenvolve mais cedo, depois de quatro anos de cultivo. Dá frutos pequenos e tem menor tempo de produtividade, que é de 40 anos de produção, embora produza mais: de 150 a 200 frutos ao ano.

O coqueiro-anão é a variedade mais utilizada comercialmente no Brasil, pois é utilizado para produção de água de coco, com qualidade superior aos demais tipos. A variedade Anã tem desenvolvimento lento, sua produção inicia em média dois a três anos após o plantio, produzindo cerca de 14 cachos por ano, com uma média de 12 frutos em cada cacho.

Os frutos do coqueiro-anão utilizados no consumo in natura da água de coco e devem ser colhidos, preferencialmente, após o sexto mês, quando se dá inflorescência.

Nesse período se dá a maior qualidade no fruto, na água de coco, nos valores de frutose, glicose, no sabor da água de coco.

Diferenças entre o coco-verde e o coco-seco

O coco-verde e o coco-seco fazem parte do mesmo fruto.

O que ocorre é que, após um processo de maturação, o coco-verde se torna o coco-seco.

Isto é feito para a fruta durar mais e ser facilmente transportada e armazenada.

8. Indicações gerais de como plantar

A palmeira do coco se dá bem em solos arenosos e salinos, em áreas com luz solar intensa e alternância de chuvas regulares (75–100 cm anualmente).

8.1. Preparo para o plantio

Antes do plantio, analise as condições de clima, solo e a qualidade da muda, os coqueiros se desenvolvem bem em lugares com temperaturas quentes, por volta de 27 graus e que tenha incidência de chuvas - precipitação anual de 1,5 mil milímetros.

O ideal é começar o plantio de coqueiros no início da estação das chuvas, se não der para plantar neste período utilize um sistema de irrigação ou regue diariamente.

Trinta dias antes do cultivo, abra covas de 60 x 60 x 60 a 80 x 80 x 80 centímetros para preencher com terra três quilos de adubo e 800 gramas de superfosfato simples, fixe a muda no solo sem enterrar o caule.

Depois de um mês, coloque 300 gramas de ureia e 200 gramas de cloreto de potássio e mais o adubo no solo.

Atenção: É necessário ter cuidado com o uso da ureia nas plantações, pois a aplicação direta do nitrogênio sobre a folhas pode prejudicá-las. Isso já não ocorre com o uso da ureia em grânulos, utilizada sem contato com a base das folhas ou dissolvida em água em uma proporção de 1% a 2% e aplicada em dias nublados, pois utilizada na planta, com a incidência do Sol pode provocar-lhe danos ou sua morte.

Observação: Se o solo já é favorável para o plantio do coqueiro não há necessidade de adicionar produtos fertilizantes.

8.2. Condições necessárias

Para o coqueiro produzir bem são necessárias as seguintes condições:

  • condições adequadas de solo, que é o arenoso
  • boa disponibilidade de água
  • nutrição equilibrada
  • temperatura quente
  • umidade relativa do ar elevada
  • boa luminosidade
  • qualidade da muda
  • adubagem do solo
 

8.3. Diferenças de plantio entre coqueiro-anão, gigante e híbrido

Para o plantio do coqueiro-anão, são necessárias covas com média de 60 cm nas três dimensões e, para o gigante e híbrido, de 80cm. Entretanto, se as mudas forem produzidas em sacos plásticos, esses valores podem ser aumentados em torno de 20 cm.

O espaçamento para o coqueiro-anão deve ser de 7,50m x 7,50m, caso ocorra escassez de área, pode ser reduzido para 7,0m x 7,0m.

Para os híbridos, deve ser de 8,50m x 8,50m e para o gigante, 9,0m x 9,0m e nas três situações de plantio, feito em triângulo equilátero.

As linhas principais de plantio devem ser delineadas no sentido Norte – Sul, isso além de aumentar o número de plantas por hectare, evita que uma planta sombreie a outra.

Nestes casos, a quantidade de mudas para cada hectare será de 205 ou 235 para coqueiro Anão, 160 para Híbrido e 143 para Gigante.

8.4. Cuidados gerais e recomendações

Alguns cuidados e ações podem ser necessários para o melhor desenvolvimento do coqueiro, vejam quais são:

Existe a prática de utilizar o sal grosso no plantio do coqueiro, por conter cloro um elemento necessário para o desenvolvimento desta planta, mas só esse elemento não é o suficiente, pois para seu bom desenvolvimento, o coqueiro necessita em primeiro lugar do potássio, segundo de nitrogênio e em terceiro lugar é que vem o cloro.

O recomendável, se o solo não for adequado ao plantio do coqueiro, é utilizar:

cloreto de potássio + uréia + superfosfato simples ou cloreto de potássio + sulfato de amônio + superfosfato triplo.

Para combater ácaros nos coqueiros em desenvolvimento pode se utilizar óleo de algodão (1,5%) misturado com detergente neutro (1,0%), as três primeiras aplicações devem ser realizadas a cada 15 dias e, posteriormente, a cada 30 dias.

Existem aqueles que recomendam para o plantio de coqueiro a utilização do calcário. Entretanto, antes de fazer isso, é preciso analisar o solo. A qualidade e características do solo é que indicarão se há necessidade da adição de calcário ou não.

Aviso: excesso de Calcário pode trazer danos à terra. O mesmo ocorre com a prática de se utilizar com o N.P.K 04-14-08 e o fertilizante super-simples, pois têm regiões do Brasil em que o pH do solo já se encontra ideal para o plantio do coqueiro.

8.5. Produtividade do coqueiro

O coqueiro tem a capacidade de produzir mais de 300 cocos por ano, numa vida útil de 30 a 40 anos.

9. Exemplo de plantio do coqueiro-gigante

Neste vídeo é mostrado como plantar coqueiro, com o passo a passo constituído do espaçamento, fundura da cova, adubação, colocação de sal grosso ao redor da muda de coco, entre ouros cuidados. Confira!

10. Plantio do coqueiro-anão

Sergio Veloso ensina através deste vídeo, a plantar coqueiro-anão, com várias orientações de plantio e cuidados, relacionados à nutrição, adubação e umidade da terra. Veja tudo aqui:

Já pensou ter um lindo coqueiro em seu quintal ou jardim e ainda tomar água de coco o ano inteiro!

O coqueiro produz centenas de cocos todo ano, dá para se hidratar bem, com essa delícia, não é mesmo?

E para isso é só plantar!

Talvez te interesse ler também:

COMO PLANTAR BETERRABA NA ÁGUA E EM GARRAFA PET

COMO PLANTAR CAJU EM VASO? DICAS DE QUEM CULTIVA

TOMATE-CEREJA, COMO CULTIVAR NA HORTA E NO VASO

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!