Frutas secas: por que você deveria começar agora o hábito de comê-las sempre

  • atualizado: 
Frutas secas

Natal é aquela época do ano em que comemos frutas secas. Embora não seja um alimento tipicamente brasileiro, deveríamos seguir esse hábito natalício durante o ano inteiro, porque frutas secas fazem um bem danado para a saúde.

É verdade que com a popularidade das casas de produtos a granel muitas pessoas passaram a incorporar as frutas secas em suas dietas, sobretudo, aquelas preocupadas com o bem-estar. A facilidade de encontrarmos tais produtos à venda acabou por tornar os seus preços mais acessíveis - um empurrão a mais para comermos essas delícias o ano todo.

O que são frutas secas?

As frutas secas passam por um processo de secagem para que possam ser conservadas por mais tempo.

As frutas secas e as de casca rija, também conhecidas como oleaginosas, embora sejam calóricas, são um complemento nutricional importante para a alimentação cotidiana. Isso porque esses alimentos contêm gorduras boas, além de serem ricas em vitaminas A, B1, B2, B3, B6, ácido pantotênico e sais minerais (cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, sódio, cobre, manganês).

Basicamente, qualquer fruta pode passar pelo processo de secagem: tâmara, damasco, banana, uva, manga, maçã, coco, ameixas, etc.

Já as oleaginosas são noz, pistache, as variedades de castanhas, avelã, amendoim, amêndoas.

Os benefícios das frutas secas

Pistaches e amendoins

Diversos estudos apontam que incorporar as oleaginosas na alimentação diária traz ganhos cognitivos. Uma pesquisa da Loma Linda University (Estados Unidos) descobriu que especialmente os pistaches e os amendoins, quando consumidos regularmente, melhoram a saúde do nosso cérebro.

Nozes

Um outro experimento acerca dos benefícios das nozes, conduzido pela Imperial College London e pela Norwegian University of Science and Technology e publicado na BMC Medicine, descobriu que essa oleaginosa é uma excelente fonte de ácidos graxos essenciais para a saúde do coração e da circulação. Consumir 20 gramas de nozes por dia seria a quantidade ideal para dar esses benefícios.

Castanha de Caju

Já a castanha de caju, além de conter vitaminas do complexo B, magnésio e aminoácidos essenciais, ajuda a reduzir a ansiedade, o estresse e até mesmo tratar casos leves de depressão. Essa descoberta se deve ao poder do triptofano, um aminoácido essencial que é precursor da serotonina, o hormônio do bom humor.

Amêndoas

As amêndoas, também ricas em magnésio (essencial para o bom funcionamento do sistema nervoso em casos de estresse e fadiga) e em cálcio (fundamental para a saúde dos ossos), contêm vitamina E e outros antioxidantes que promovem a saúde da pele.

Ingerir de 30-35 gramas de amêndoas – o que corresponde a 15-20 amêndoas, a depender do tamanho – seria suficiente para manter baixos os níveis de colesterol ruim e melhorar a circulação. Para quem faz dieta, a amêndoa é uma aliada importante, já que dá saciedade e contém ômega 3 e ácidos graxos.

Anticâncer, antidiabetes e muito mais

As frutas secas e oleaginosas, embora pequeninas, são capazes de trazer enormes benefícios. Esses alimentos também controlam os níveis de açúcar no sangue, são anti-inflamatórios e neutralizam os radicais livres, ajudando a evitar doenças como câncer, diabetes e doenças cardiovasculares.

Ademais de todos essas vantagens, as frutas secas e de casca rija são deliciosas, outra razão para você passar a comê-las diariamente. Entretanto, é preciso consumi-las com moderação, por causa das suas calorias. Na dúvida da quantidade a comer, procure um nutricionista para adequar as proporções à sua rotina alimentar.

Talvez te interesse ler também:

FRUTAS DO CERRADO: CONHEÇA E PRESERVE!

POR QUE O ARROZ INTEGRAL É MELHOR QUE O BRANCO? BENEFÍCIOS E RECEITAS

TORTA VIVA: BEM-ESTAR, BOM HUMOR E CONTRA A DEPRESSÃO. RECEITAS

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!