ASSÉDIO MORAL → O Que Fazer Para Se Livrar Dele

  • atualizado: 
Assédio moral

Assédio moral, uma situação de desrespeito, na qual você se sente humilhado, pressionado, diminuído em seus valores de vida. O assédio é o resultado da sociedade que entende ser direito de uns a dominação de outros - é uma falta de humanidade.

O que é assédio moral

Assédio moral é quando se submete alguém a uma situação humilhante ou constrangedora, em qualquer momento de sua vida.

Pode acontecer no ambiente de trabalho, ou no ambiente doméstico. Ou quando você vai a um local público, ou em uma empresa privada, quando vai fazer compras ou quando você entra no taxi, ou no ônibus. Enfim, o assédio, pode acontecer em qualquer lugar e sempre vai resultar em uma situação de falta de respeito, que te coloca em situação incômoda, que questiona tua integridade moral ou cultural.

Assediar, segundo os dicionários, tem o significado amplo de: perseguir com insistência, molestar, perturbar, aborrecer, incomodar, importunar.

O conceito de assédio

Assédio é todo o comportamento indesejado, nomeadamente o baseado em fator de discriminação, praticado aquando do acesso ao emprego ou no próprio emprego, trabalho ou formação profissional, com o objetivo ou o efeito de perturbar ou constranger a pessoa, afetar a sua dignidade, ou de lhe criar um ambiente intimidativo, hostil, degradante, humilhante ou desestabilizador.”

Tipos de assédio

O assédio moral (que afeta seus valores morais) no trabalho é um dos tipos de assédio que mais ocorrem, junto com o assédio sexual (quando são usados aspectos da sua vida - a sexualidade, a opção sexual, as roupas que você usa).

O assédio - pressão e humilhação - tem o objetivo de quebrar a resistência da vítima. O assediador pretende, claramente, o domínio sobre a pessoa assediada.

Situações que caracterizam Assédio Moral

Segundo o MPT-SP (Ministério Público do Trabalho, de São Paulo) os processos de assédio moral são formalizados pelas seguintes situações que podem ocorrer no ambiente de trabalho:

Principais reclamações de assédio moral, segundo MPT-SP

● Não dar nenhuma tarefa

● Dar instruções erradas, com o objetivo de prejudicar

● Atribuir erros imaginários ao trabalhador

● Fazer brincadeiras de mau gosto ou críticas em público

● Impor horários injustificados

● Transferir o trabalhador de setor para isolá-lo ou colocá-lo de castigo

● Forçar a demissão do empregado

● Tirar seus instrumentos de trabalho, como telefone, computador ou mesa, para gerar constrangimento

● Proibir colegas de falar ou almoçar com o trabalhador

● Fazer circular boatos maldosos e calúnias sobre o trabalhador

● Submeter o trabalhador a humilhações públicas ou particulares

● Perseguições da chefia aos subordinados

● Punições injustas e ilegais

● Não passar informações necessárias para a atividade

Mas, fora essas, também podem acontecer situações que se originam em qualquer tipo de arbitrariedade ou desrespeito, por parte de superior hierárquico, ou não, como sejam:

1. Exigência de tarefas que não condizem com a função do trabalhador

2. Prazos de cumprimento de atividades impossíveis de alcançar

3. Ocultar informações essenciais para a realização de um trabalho

4. Ignorar deliberadamente a pessoa (não cumprimentar, não responder, segregar, etc.)

5. Fazer críticas ou dar broncas de forma pública, expondo a pessoa

6. Controlar o tempo de ida ao banheiro

7. Criticar o trabalho de forma excessiva ou injusta

8. Desconsiderar recomendações médicas

9. Ameaças de qualquer tipo

10. Ridicularização, piadas, apelidos

11. Exposição da vida privada do funcionário

Dê uma olhada neste documentário do Ministério do Trabalho sobre o Assédio Moral, vale a pena:

O que fazer para se livrar do Assédio Moral

Imponha limites

Você não precisa e nem deve aceitar qualquer ordem de seu superior que não esteja no escopo do trabalho para o qual você foi contratado. Menos ainda, deve aceitar qualquer ordem que considere humilhante - como o impedimento de ir ao banheiro quando sinta vontade - ou que menospreze sua condição humana - como a de realizar tarefas que excedem sua condição física e de saúde ou que põem em risco sua integridade física.

Quando se sentir humilhado, reclame.

Junte provas

Em qualquer ação no ambiente de trabalho, ou em qualquer outro, você precisará de provas para garantir sua verdade - fotos, gravações e testemunhas são essenciais.

Alerte o RH do seu setor de trabalho

Com as provas em mãos, abra uma reclamação no RH, é seu direito. Antes, instrua-se de quais são seus direitos legais para poder estar segura quando fizer a Reclamação Trabalhista.

Denuncie

Se você sofreu assédio, de qualquer tipo, no seu local de trabalho e não teve sua Reclamação acolhida pelo RH, com abertura do processo correspondente, quer dizer que a empresa onde você trabalha não respeita os direitos de seus funcionários.

Denuncie a omissão da empresa ao seu sindicato, ao Ministério Público, faça Boletim de Ocorrência na delegacia mais próxima (faz parte dos procedimentos legais aos quais você tem direito).

Entre na justiça

Caso a situação não se resolva de forma satisfatória com as garantias necessárias para que você possa continuar trabalhando no local onde foi assediada, não hesite em entrar com uma Ação na justiça por crime de assédio (o Assédio Moral pode ser considerado crime assim como o sexual ou qualquer outro tipo).

Especialmente indicado para você:

setaSHEROES HANGOUT - MULHERES GUERREIRAS CONTRA O ÁCIDO

setaABUSO PSICOLÓGICO INFANTIL PODE SER TÃO (OU MAIS) PREJUDICIAL QUE O ABUSO SEXUAL

seta“UNA-SE PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES”- 25 DE NOVEMBRO 2016