Whey protein realmente funciona?

  • atualizado: 
Whey protein

Quem nunca ouviu falar do whey protein? Muita gente já usou e outras não o fizeram por receio. Mas será que esse suplemento queridinho dos frequentadores de academia realmente funciona?

Segundo um programa da BBC não. O whey protein é um suplemento de proteína que promete ajudar a ganhar músculos e que eles não sejam perdidos à medida que gastamos energia. A proteína de soro de leite (o whey protein) era originalmente um resíduo da indústria do queijo, descrito como uma "proteína de maior qualidade", por conter todos os aminoácidos essenciais.

Mais proteínas = mais músculos?

Se os nossos músculos contêm proteínas, logo, proteína extra deveria gerar mais músculos, não é mesmo? O médico Stuart Gray, da Universidade de Glasgow (Reino Unido), fez um experimento para descobrir se esse raciocínio está correto.

24 voluntários com idades entre 20 e 67 anos foram recrutados para a experiência, que consistiu na realização de um programa de levantamento de peso pelo período de oito semanas. Os voluntários foram divididos em dois grupos. Metade tomou uma bebida de proteína de soro de leite e a outra metade, um placebo.

Os participantes tiveram que se exercitar três vezes por semana. Em cada sessão, tinham que realizar 9 repetições de cada um dos seguintes exercícios:

Prensa de pernas
Extensão de pernas
Flexão de pernas
Flexão de braço
Adução de ombros com barra
Remo sentado
Contração de bíceps
Extensão de tríceps (conhecido como francês)

Os pesos usados no início do experimento correspondiam a 65% da capacidade máxima que cada pessoa podia levantar e foram sendo aumentados, gradativamente, até 85% durante o programa de treinamento.

Após cada sessão, os voluntários ingeriam a bebida com 20 gramas de proteína ou 20 gramas de maltodextrina (um carboidrato usado como placebo). O teste foi realizado às cegas, isto é, eles e os pesquisadores desconheciam quais bebidas cada integrante dos dois grupos estavam tomando.

Não existe milagre quando o assunto é ganhar músculos

A capacidade máxima de levantamento de peso de cada participante em cada exercício, bem como sua massa magra, sua força nos joelhos e seus músculos das coxas foram medidas no início e ao final do experimento, que constatou que, ao fim das oito semanas, todos os participantes haviam ganhado força. Os resultados foram os seguintes:

A capacidade de levantamento aumentou 33%

A força nos joelhos aumentou 31%

A massa magra aumentou 1%

A musculatura das coxas aumentou 4%

Entretanto, não houve diferença significativa entre aqueles que consumiram proteína e os que tomaram placebo. Logo, a proteína não provocou nenhum efeito positivo para o ganho de massa muscular.

Os participantes alimentaram-se ingerindo, diariamente, em média, 70 gramas de proteína, uma quantidade superior ao que o corpo de fato necessita. Acontece que qualquer proteína adicional é queimada como energia, acumulando-se como gordura ou sendo expulsa pela urina.

Com a palavra, os especialistas

Se a sua dieta é equilibrada e contém quantidades satisfatórias de proteína, não é preciso consumir a proteína do leite achando que ela vai ajudar você a ganhar músculos. O que dá uma turbinada neles são exercícios de resistência e força muscular. Ou seja, uma vida saudável traz todos os benefícios que o corpo precisa.

Especialmente indicado para você:

DIETAS VEGETARIANA E VEGANA: COMO GARANTIR TODAS AS PROTEÍNAS NECESSÁRIAS

OS PERIGOS DA INGESTÃO DE PROTEÍNAS COM A SUPLEMENTAÇÃO ALIMENTAR