Veja porque éramos mais magros nos anos 80

Já reparou que nas fotos de 20 ou 30 anos atrás o povo era mais magro? Pois é…nos fantásticos anos...'80, era muito mais fácil se manter em boa forma do que hoje em dia.

De acordo com um novo estudo, seria muito mais complicado para nós, adultos dos anos 2.000 manter o mesmo peso dos adultos dos anos 80 ou antes, apesar de sermos capazes de mantermos a mesma dieta do passado ou os mesmos tipos de exercícios físicos.

O que aconteceu?

Os autores examinaram os dados alimentares de 36.400 norte-americanos entre 1971 e 2008, bem como a atividade física de 14.419 pessoas entre 1988 e 2006. Estas pessoas foram depois agrupadas conforme a quantidade de alimentos, de atividades físicas, a idade e o índice de massa corporal delas.

Os investigadores descobriram uma correlação muito surpreendente: uma determinada pessoa que, em 2006, ingeria a mesma quantidade de calorias, consumindo a mesma quantidade de nutrientes tais como proteínas e gorduras e se exercitava com a mesma quantidade de atividade física de uma pessoa com a mesma idade em 1988, teria um índice de massa corporal de cerca de 2,3 pontos percentuais a mais. Ou seja, as pessoas hoje são aproximadamente 10% "mais pesadas” do que as de 1980, mesmo se elas seguiram a mesma dieta e os mesmos exercícios da “outra época”.

"Os resultados do estudo sugerem que, se você tem 25 anos, você deve comer ainda menos e fazer mais exercícios do que as pessoas mais velhas, para evitar o ganho de peso", disse Jennifer Kuk, professora de cinesiologia e ciência da saúde da York University em Toronto. “Todavia, isto indica também que possa haver outros fatores específicos que contribuam para a obesidade, para além das simples dieta e exercícios.”

E qual seria o mistério?

O que nos teria deixado mais “massudos” do que os nossos coetâneos dos anos 80? Kuk propõe três fatores diferentes:

- As substâncias químicas!

Claro! As pessoas, hoje, são expostas a um número maior de substâncias químicas, o que pode levar ao aumento de peso. Pesticidas, aditivos anti-chamas, substâncias presentes em embalagens de alimentos...tudo poderia alterar os nossos processos hormonais e mudar a maneira pela qual os nossos corpos ganham e mantêm peso;

- Remédios a torto e a direito

O uso de medicamentos que precisam de prescrição (tarjas vermelha e preta), de fato, vem aumentando consideravelmente desde os anos 70 e 80;

- O consumo de carne

Os norte-americanos (o estudo se baseou nesta população mas o discurso pode se estender a todo o Ocidente) comem mais carne hoje em dia do que há algumas décadas, e muitos produtos de origem animal são tratados com hormônios e antibióticos, o que afeta inclusive o nosso peso corporal.

Em suma, vira e mexe e o assunto é sempre o mesmo: o uso excessivo de substâncias tóxicas em alimentos, de medicamentos para começar com os antibióticos, o consumo desenfreado de carne (inclusive branca), não só levou às conseqüências devastadoras na natureza, como também causaram mudanças no nosso próprio corpo, que infelizmente parece cada vez mais inchado, mole e extremamente feio.
Concordam?

Leia também: POR QUE NÃO DEVEMOS COMER SALMÃO?