Panelas antiaderentes: substâncias tóxicas e saúde em risco

panelas antiaderentes

Cuidado com panelas e frigideiras antiaderentes. O aviso vem de mais de 200 cientistas muito preocupados com o uso de algumas substâncias chamadas PFASs, usadas na fabricação de panelas e frigideiras antiaderentes. Elas podem ser prejudiciais à saúde.

Os cientistas publicaram suas observações no Environmental Health Perspectives, em um documento chamado “The Madrid Statement on Poly- and Perfluoroalkyl Substances (PFASs)".

Estas substâncias químicas sintéticas foram encontradas tanto no ambiente como nos tecidos de seres humanos e animais em todo o mundo. O problema é que elas podem sair das panelas e frigideiras - assim como das embalagens e dos recipientes para take-away, e ir para os alimentos que levamos para a mesa.

Tais produtos, de acordo com especialistas, podem migrar para ar, água e solo. A Declaração de Madrid apela aos governos de todo o mundo para limitar a produção e o uso desses produtos químicos. Ao mesmo tempo, recomenda aos consumidores de evitá-los.

Obviamente, alguns grupos da indústria se opuseram ao documento, argumentando que algumas das substâncias são consideradas seguras. O problema, na verdade, parece mais complexo, uma vez que não seria suficiente eliminar as substâncias perigosas dos recipientes, para torná-los seguros.

Na verdade, até o momento, não existiriam substitutos alternativos que permitissem evitar a utilização dos PFASs. Como aconteceu no caso dos retardadores de chamas e do bisfenol A, estas substâncias susceptíveis de serem substituídas por alternativas igualmente problemáticas e perigosas.

A Declaração de Madrid pede para que a presença de substâncias potencialmente perigosas em utensílios de cozinha e em embalagens, seja discriminada no rótulo, com especial referência para os revestimentos antiaderentes.

As substâncias que fazem parte dos PFASs estão ligadas a numerosos riscos para a saúde: obesidade, problemas de fígado e danos nos rins, baixo peso ao nascer, diminuição da resposta imune às vacinas. 

Outros problemas - ainda não confirmados em seres humanos - dizem respeito à toxicidade hepática, aos sistemas endócrino e imunológico, a tumores em diferentes órgãos.

Ainda não é possível estabelecer relações causais definitivas para todos os problemas de saúde possíveis, indicados pelos cientistas, mas na Declaração de Madrid, os pesquisadores convidam ao questionamento da necessidade da utilização de produtos químicos fluorados, que melhoram o desempenho de determinados produtos, começando pelas frigideiras e panelas antiaderentes.

Estas substâncias, infelizmente, parecem estar sendo muito utilizadas industrialmente. Talvez, para nos proteger, poderíamos exigir que as empresas informassem quais são as substâncias utilizadas na fabricação de panelas e frigideiras, antes de decidirmos por comprar ou não determinado utensílio.

Leia aqui a Declaração de Madrid na íntegra.

Leia também: Quais são as melhores panelas para cozinhar? Os prós e contras de todos os materiais